Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 18 de janeiro de 2015

Disco do Mês: Conheça o poema que deu origem a "Oiseau Noir"

Uma das novidades para quem acompanha a carreira de Euterpe é a sua estreia como letrista em seu novo disco Batida Brasileira 2, o "Disco do Mês" de janeiro aqui no Som do Norte. Na faixa 7, ouvimos "Oiseau Noir", uma homenagem à pintora mexicana Frida Kahlo. Euterpe musicou e traduziu para o francês o poema "Pássaro negro", de Odara Rufino, também autora da capa do disco (cuja imagem você vê ao lado). 

Vamos agora, na sequência, conhecer o poema original e em seguida ler a versão de Euterpe, ouvindo ao final a gravação da música. Bom domingo a todos! 


***



Pássaro negro

(Odara Rufino)

Tua sobrancelha
um pássaro negro
beija minha boca vermelha
beija o céu do meu olhar.

Pássaro negro
sem nenhum medo
abre as sobrancelhas para voar.

Tua fronte
uma gaivota
na frente do meu horizonte
na frente do meu luar.

Gaivota
tua sobrancelha grossa
abre as asas para olhar.


***


Oiseau Noir
Euterpe/Odara Rufino

Letra originalmente escrita em português por Odara Rufino
Tradução para o francês por Euterpe

Para Frida Kahlo

Tes sourcils
un oiseau noir
bise ma bouche rouge
bise le ciel de mon regard

oiseau noir
sans aucune peur
oiseau noir
surcille pour voler

sur ton front
une mouette
ouvre les alles pour regarder

c'est une mouette
tes gros sourcils

c'est une mouette
tes gros sourcils
ouvre les alles pour regarder

c'est une mouette
tes gros sourcils

avant le lointain
avant le claire de lune









Odara Rufino
(fotos: acervo pessoal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário