Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Café com Tapioca nº 2: Bruna Vitória

O ano de 2014 já ensaiava os últimos acordes, quando tive uma agradável surpresa ao ler no Roraima Rock'n'Roll a republicação de uma matéria de Raísa Carvalho a respeito da cantora e compositora Bruna Vitória; o texto saíra originalmente na Folha de Boa Vista. Gostei do li, procurei ouvir o Soundcloud da garota e já na primeira faixa - "Sabe o Amor?"- decidi também fazer uma entrevista com ela. Localizei-a no Facebook, entramos em contato e poucos dias depois Bruna foi entrevistada por Victor Matheus, do próprio Roraima Rock'n'Roll (leia aqui). Pareceu-me então que o melhor era escalar Bruna para ser a segunda entrevistada da nossa nova seção Café com Tapioca - que estreou dia 15 com a sensacional Lívia Mendes (como assim, você ainda não leu?? Clique aqui agora!!). Ela adorou a ideia, e aí só faltava ela receber, na quinta, as fotos do novo ensaio que sua banda fez com Luisa Orihuela (as fotos deste post são dela, salvo indicação em contrário). Então, chegou o momento, convidamos todos a se sentar e apreciar este Café com Tapioca com Bruna Vitória. Servidos?


***


Conheci seu trabalho através da matéria da Raísa Carvalho, republicada pelo Victor Matheus. Fui ouvir seu Soundcloud e fiquei encantado com o cristal da sua voz. Me agradou muito também a única composição sua que está disponível lá, "Sabe o Amor?, em que o eu-lírico encara um final de relacionamento sem melancolia, com bom humor e até alto astral (risos). O EP que você está gravando terá mais composições suas? Quando ele sai? 

Bom, o EP é um projeto do ano passado, que infelizmente não foi concluído a tempo porque dediquei maior parte do meu tempo aos estudos pré-vestibular. Ele tem 4 músicas autorais, 2 totalmente minhas: "Sabe o Amor?", que você já ouviu, e "Eu vou roubar você pra mim"; uma em parceria com o Projeto Churras, "Ainda é tempo"; e outra em parceria com dois amigos de São Paulo, o Dandy Poeta e a cantora Roberta Campos, essa última foi fruto de uma conversa no Whatsapp. Trocamos um verso e depois a melodia e logo saiu "Amizades, amores e flores". O EP está sendo produzido pelo Fabrício Cadela, no 14 Volume Estúdio e tem previsão de lançamento até o fim deste primeiro semestre de 2015. Logo logo ele sai!



Você é de Manaus e hoje mora em Boa Vista. Por que a escolha por viver em Roraima? Como você avalia as oportunidades para jovens artistas nas duas capitais?

Eu nasci em Manaus, mas vim pra Roraima bem pequena, com 2 anos. Meu pai, amazonense, e minha mãe, cearense, vieram atrás de novas oportunidades de emprego, já que alguns familiares já estavam aqui. Quem mora há muito tempo em Roraima diz ser "roraimado" e é o que sou: amazonense, roraimada de coração. Manaus eu sei que é muito grande e tem muitos jovens artistas que talvez não tenham as mesmas oportunidades que eu tenho aqui em Boa Vista por ser menor e estar agora abrindo as portas pra nós, artistas locais, entrarmos e sermos recebidos com um abraço daqueles de mãe.

Fale um pouco da banda que a acompanha nos shows e na gravação do EP. 




Tudo começou com o Rodrigo Levino, o guitarrista. Nós fizemos o ensino médio juntos e desde a escola tínhamos a ideia de uma banda. Eu comecei cantando sozinha, apenas eu e meu violão, mas logo os convites pra shows foram crescendo e um violão não era suficiente, então começamos a por em prática o que era apenas uma ideia, a banda estava nascendo. A Silvia Cabral (violão) eu conheci cantando e tocando na igreja, nos tornamos amigas e logo ela entrou na banda também, O baixista, Fabricio Viana, conheci nos shows, atualmente ele toca comigo e com a banda Rotação Perfeita; Fabrício entrou no lugar do João Fellipe, meu amigo de longa data, que hoje é baixista da banda Projeto Churras. Na bateria, quem começou foi meu primo, Agnaldo Sanches, mas que também não conciliou a agenda e entrou o João Gabriel, que conheci no cursinho. Antes de ser banda, somos ótimos amigos.




Pelo que vi na sua página do Facebook, você tem alguma parceria com a galera do Projeto Churras?

A banda Projeto Churras é amiga e parceira porque começamos praticamente juntos postando covers no Soundcloud e depois as nossas próprias canções, e eles estão ao meu lado, literalmente, porque dois dos integrantes da banda moram juntos e são meus vizinhos. A famosa "Casa Churras", onde ocorrem os ensaios, fica quase que grudada na minha. Dividimos de farinha a canções.

Quem você convidaria para tomar um café com tapioca?

De cara eu convidaria  Ana Larousse, que foi minha maior inspiração pra começar a escrever e queria dividir isso com ela e quem sabe até aprender um pouco mais. Não poderia esquecer das queridonas Clarice Falcão e Mallu Magalhães que são grandes influências, A Banda Mais Bonita da Cidade e sem dúvida, 5 À Seco. Eu faria questão de fazer tapioca pra todos eles!






Crédito das fotos:

Abertura da matéria - foto e design: Fabio Gomes

Primeira foto de Bruna Vitória - Romeu Lima

Foto do Projeto Churras - Facebook da banda

Demais imagens - Luisa Orihuela

Nenhum comentário:

Postar um comentário