Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 9 de novembro de 2014

Galeria: Sarau do Largo dos Inocentes

No dia 31 de outubro, uma sexta, a Confraria Tucuju realizou o segundo Sarau do Largo dos Inocentes deste ano. Sendo a Confraria um ponto de cultura, o evento é promovido com financiamento do Ministério da Cultura, sempre na última sexta dos meses do segundo semestre do ano. O Largo, um dos primeiros pontos de povoamento de Macapá, é chamado popularmente de "Formigueiro".

A festa iniciou com a Desiderare tocando quase todas as canções que entrarão no segundo EP da banda, que se encontra em fase de gravação - ouvimos "A Dois", "Atemporal", "Manitou" e "João e Maria" -, mais "Ode à Ismália", do primeiro EP, Caleidoscópio lançado no ano passado pelo Som do Norte. Veja abaixo o vídeo que gravamos de "Manitou" (Kallebe Amil - Lara Utzig).






Em seguida, houve apresentação de artistas do movimento Poesia na Boca da Noite, como Maria Ester Pena Carvalho, Cris Assunção e Raule Assunção (fotos), entre outros.


O segundo show da noite foi do Grupo Afro Brasil, que fez uma homenagem a Tia Chiquinha, avó do vocalista Adelso Preto, e apresentou um desfile de seus sucessos, que vão do batuque ao reggae.









Encerrando a noite, Val Milhomem (foto ao lado e abaixo) apresentou o show Mal de Amor, promovendo uma verdadeira festa tucuju, pois além de seus clássicos como "Jeito Tucuju" e "Mal de Amor". teve como convidados Osmar Júnior (que cantou "Igarapé das Mulheres") e Amadeu Cavalcante (que brilhou na interpretação de "Tarumã"). Ao final, Val reuniu no palco o grupo Senzalas - que integra ao lado de Joãozinho Gomes e o próprio Amadeu. 

Momento mais especial ainda foi reservado ao público perto do final da noite, quando foi chamado ao palco Zé Miguel, completando assim a formação original do Senzalas. Para dar idéia da emoção deste final, nada melhor do que eu dividir com vocês o que o próprio Zé Miguel me disse logo após o encerramento do evento: ao ver, do palco, o público dançando ao som dos sucessos da banda, teve a nítida impressão de estar de volta às quintas-feiras de 2003 em que o Senzalas fez uma longa temporada do show  Tambores do Meio do Mundo no Centro de Cultura Negra, no bairro do Laguinho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário