Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Novo samba de Júnior Rodrigues afirma: "Essa vida" de músico "é batalha"

Postei há pouco o comentário sobre o filme Áquilas, que fala da luta de ser músico independente em Macapá, e em certo momento destaquei que, em boa medida, a dificuldade de ser artista autoral é a mesma em todos os lugares. 

Comprovando o que eu disse, poucos minutos após a publicação do post, mas sem que uma coisa tivesse ligação causal com a outra, o sambista amazonense Júnior Rodrigues (morando hoje no Rio de Janeiro), publicou no Facebook a letra de seu novo samba "Essa vida é batalha". Confiram e vejam se eu não tenho razão: 


***


Essa vida é batalha
(Junior Rodrigues)

Diz que paga pra ver
Que tem que ver pra crer
Mas não move uma palha
Você tem que aprender
Que tocar por prazer
Às vezes atrapalha
Essa frase clichê
Tocador quer beber
É dar soco em navalha
Corre atrás do couvert
Pra ganhar teu cachê
E não viver de migalha
Te livra desse açoite
Tem dono da noite
Que é muito canalha
Ainda tá pra nascer
Alguém desmerecer
Me chamar de gentalha
Pra impor um respeito
Sambista perfeito
Jamais deixa falha
Pra ganhar um conceito
E fazer do seu jeito
É mostrar que trabalha

Muitos não vão lhe valorizar
Mesmo que você valha
Mas também nunca vão me calar
Me vestindo mortalha
Reconheça o cantor popular
Que merece medalha
A madruga que suga
Faz ruga de bar
Essa vida é batalha

Nenhum comentário:

Postar um comentário