Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Na Rede: Molho Negro em destaque no Papo de Homem

O site Papo de Homem publicou no comecinho desta terça o post 7 lugares para ver e ouvir boas e novas músicas, onde Luciano Ribeiro comenta sete sites (os tais 'lugares' do título, confesso que quando li esperava uma lista de bares/casas de shows... em vez de 'lugares' eu usaria "endereços", ou mesmo "sites"). Enfim, o importante é que Luciano questiona o clichê de que "nada de bom está sendo feito na música" no Brasil e no mundo, e como prova apresenta os 7 lugares que selecionou, que além de veicular música da melhor qualidade, periodicamente levam ao público "sessions" onde bandas e artistas fazem performances especiais. 

O primeiro lugar citado é o blog Popload, de Lúcio Ribeiro, do qual Luciano (não confundir os Ribeiros!) traz a mais recente "session", de 8 de janeiro, com destaque para uma banda paraense --> Popload Session apresenta… MOLHO NEGRO. E no caso, destaque é destaque mesmo: de todos as bandas citadas, a Molho Negro é a única a ter dois vídeos no post. Moral, hein?

Você vê os vídeos na sequência.

O primeiro é "Onde Está Meu Mojo", música do fantástico primeiro CD da banda (se ainda não baixou, clique aqui e resolva isso urgente!)




A segunda é o cover para "Negro Gato", lançado em agosto passado (ouça aqui). Curiosamente, depois na postagem do vídeo no YouTube, feita em 7 de janeiro, Lúcio Ribeiro diz que a canção não seria de Getúlio Côrtes, e sim uma versão de um"hit americano dos anos 50". Deixei uma pergunta lá a respeito e aguardo a resposta dele, pois nunca ouvi qualquer referência a isto, questionando a autoria de Côrtes.
* Atualização 16.2: Raony Pinheiro, baixista da Molho Negro, me esclareceu hoje no YouTube: "Negro Gato" é na verdade uma versão não creditada para "Three Cool Cats", de Jerry Lieber e Mike Stoller, lançada por The Coasters em 1958 e regravada por The Beatles em 1962. Ouvi a original com os Coasters e de fato a semelhança é gritante. 






PS: Quando eu postei o link deste post no grupo Bandas Autorais - Belém do Facebook, o próprio Luciano me esclareceu o uso do termo lugares: 


  • Luciano Andolini Pow, bem legal o post, Gomes Fabio. Sobre o "lugares", a gente tem uma coisa por aqui de tratar a internet como um ambiente real, pra quebrar a separação entre as duas coisas. Daí, sempre que possível, preferimos usar algum termo que remeta ao mundo físico. Abração

Nenhum comentário:

Postar um comentário