Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 8 de dezembro de 2013

Mapeamento 2013: Se Apaixone pela Loucura do Seu Amor


95

Artista - Felipe Cordeiro
Cidade/ Estado - Belém (PA)
CD
Número de faixas -  12
Gênero - pop/ guitarrada
Selo - YB Music 
Data de lançamento - 26.10.13

Terceiro CD do artista, o segundo como cantor (já que o primeiro, Banquete, de 2009, era um disco de compositor). Musicalmente, Felipe avança na fusão de guitarrada, lambada, cumbia, zouk com elementos de pop e rock que já apresentava no CD anterior, Kitsch Pop Cult (nosso "Disco do Mês" de março de 2013), além de ser inegável sua evolução como instrumentista e intérprete. A maior mudança se deu em relação às letras, mais irônicas no álbum passado e mais românticas no atual. Nesse aspecto, tanto "Problema Seu" (que recupera o antigo bordão do personagem Seu Patropi, vivido pelo ator Orival Pessini no programa Escolinha do Professor Raimundo, estrelado por Chico Anysio na TV Globo nos anos 1990), quanto "Ela é Tarja Preta" (parceria de Felipe com o pai, Manoel Cordeiro, mais a cantora Luê, o produtor paulista Betão Aguiar e o ex-Titã Arnaldo Antunes, já lançada no CD deste initulado Disco, saído em outubro), além da instrumental "Lambada Alucinada", uma homenagem a Maderito da Gang do Eletro, poderiam fazer parte de Kitsch Pop Cult. Mas é de fato o romantismo que dá o tom do CD, seja em canções que falam da esperança do renascer de um amor ("Saudade de Você", que cita o verso de "Sonhos", de Peninha - Ter saudade até que é bom) ou recorrem a metáforas como o fogo para exprimir o desejo ("É Fogo" e "Alta Voltagem"). A única canção onde o eu-lírico rejeita o amor ofertado é na última, "Não Dá", pois a mulher que o procura já o magoara no passado: "Você me disse não, e agora quer me ver/ Mas não vê que já se deu/ Você machucou meu coração" (destaco também na faixa a vigorosa linha de metais). 

Além de "Ela é Tarja Preta", o disco tem outras três regravações: "Marcianita", antigo sucesso de Sérgio Murilo em 1960 que Felipe inclui nos shows desde que se lançou como cantor, em junho de 2010, mas nunca havia gravado; "Trelelê", parceria com Iva Rothe lançada em 2010 por Aíla, sendo escolhida em 2012 para faixa-título do primeiro CD desta cantora; e "Um Beijo", parceira de Felipe com Lia Sophia incluída no CD lançado por ela em setembro (intitulado Lia Sophia). Curiosamente, as letras das duas versões de "Um Beijo", gravadas pelos próprios autores, apresentam significativas variações: onde Lia canta "Você chega junto, eu chego, benzinho/ Mas não me dá um beijo", Felipe canta "Você chega junto, eu chego, benzinho/ Mas não chega meu beijo". Felipe também canta "Nem faço questão/ De ser de coração...", onde Lia canta "Eu não faço questão, não!/ De ser de coração...". A mais notável diferença é a ausência, na versão de Felipe, de uma estrofe inteira, a última da gravação de Lia ("Meu coração, quero te dar/ Faço questão, quero te dar/ O meu amor, quero te dar/ Eu só quero é te beijar!"). Os mais recentes casos de versões tão diferentes para gravações da mesma música no mesmo ano que eu tenho lembrança aconteceram em 1993, quando tanto Gal Costa quanto Jorge Ben Jor gravaram as composições dele "Alkahol", "Bumbo da Mangueira" e "Eu Vou lhe Avisar". 





Nenhum comentário:

Postar um comentário