Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Foi Show: Se Rasgum 2013

Com um certo atraso, reconhecemos, entregamos a nossos leitores a cobertura @SomdoNorte da oitava edição do Festival Se Rasgum, acontecido em Belém de 12 a 16 de novembro. Na primeira noite, fui ao Teatro Gasômetro e entrevistei Arthur Nogueira e Jards Macalé após seus respectivos shows. Minha intenção era fazer também uma resenha de ambos, mas diante da publicação, poucas horas após o show, de texto do colega Adriano Mello Costa em seu blog Coisa Pop (http://coisapop.blogspot.com.br/2013/11/arthur-nogueira-e-jards-macale-viii.html), vi que muito pouco eu poderia acrescentar. Optei portanto por compartilhar com os leitores do blog a cobertura via Twitter que eu fizera simultaneamente ao próprio show. Na seqüência, texto e fotos de Raissa Lennon sobre as três últimas noites do evento, realizadas no Hangar. Nenhum de nós pôde ir no segundo dia, cujos shows foram no anfiteatro da Estação das Docas. (Fabio Gomes)

***

12.11 - Primeira noite do Se Rasgum 2013 - por Fabio Gomes


Arthur Nogueira e Jards Macalé
(foto: Adriano Mello Costa)


Arthur Nogueira: "Está aberto o Festival Se Rasgum" (12/11, 20h53) *** Arthur Nogueira canta "$ Cara", de Marina Lima e Antônio Cícero (20h55) *** O show de Arthur Nogueira acontece agora no Teatro Gasômetro (Belém)(20h56) *** Arthur é acompanhado por Renato Torres ao violão no show com muitas músicas do CD Mundano (21h) *** Arthur mostra parceria com Renato Torres: "Gratuito", os dois cantam (21h02) *** Arthur agora faz um quase-rap sobre o Rio de Janeiro (21h07) *** Arthur apresenta tema ainda inédito que fez no Rio: "Por um Fio" (21h13) *** Arthur Nogueira lê poema de Antônio Cícero (21h16) *** Arthur Nogueira canta "Nature Boy", em inglês (21h20) *** Arthur Nogueira deixa o palco, encerrando o primeiro show do Se Rasgum 2013 (21h26) *** Acabamos de entrevistar Arthur Nogueira, em breve no @SomdoNorte - cobertura #serasgum (21h35) *** Ana Clara Matos anuncia o show de Jards Macalé  (21h38) *** Macalé muito aplaudido ao tirar o chapéu para Belém (21h40) *** Teatro cheio para aplaudir Jards Macalé (21h43) *** Macalé faz show no formato voz e violão (21h45) *** Macalé ovacionado ao final de cada música (21h52) *** Nada de papo: Macalé quas nem faz pausas entre as músicas (21h55) *** Macalé cita "Dezessete e Setecentos", de Luiz Gonzaga (21h57) *** Clássico: Macalé canta "Mal Secreto" (22h01) *** Macalé anuncia um rock: toca "Blue Suede Shoes", sucesso de Elvis (22h06) *** Outro clássico: "Vapor Barato" - Macalé pára a música e conta histórias de Waly e Gal (22h17) *** Público de Belém canta "Vapor Barato" (22h19) *** Macalé fala da música "Gotham City" de 1969 vaiada no FIC e canta a canção, pedindo vaias (22h23) ***  Público vaia Macalé - e agora aplaude (22h28) *** Macalé põe na cabeça o chapéu que ganhou de Moreira da Silva (22h29) *** Macalé canta "Acertei no Milhar" (22h30) *** "Orora Anarfabeta" muito aplaudida (22h34) *** "Pedreiro Valdemar" em homenagem a Amarildo (22h35) *** "Positivismo" de Noel Rosa e Orestes Barbosa - Macalé pede a palavra amor na bandeira do Brasil! (22h41) *** Macalé chama Arthur Nogueira ao palco para tocarem "Último Desejo", de Noel Rosa (22h47) *** Público canta "Último Desejo" (22h50) *** Macalé homenageia Dominguinhos: "Só quero um xodó" (22h57) *** That's play that! (22h59) *** Bis: Jards Macalé canta "Juízo Final" de Nelson Cavaquinho. (23h05) *** Se o @SomdoNorte entrevistou o Jards Macalé? Claro que sim! (13/11, 0h28)






***



14.11 - Terceira noite do Se Rasgum 2013 - por Raissa Lennon (texto e fotos)



Tulipa Ruiz

“Na primeira vez que eu estive aqui, eu só tinha 11 músicas para tocar. Agora, eu tenho 22. Que emoção! Porque rola uma expectativa: ‘Ah será que ela vai tocar aquela tal música’!”, comentou risonha durante o show a cantora paulistana Tulipa Ruiz, que era a atração principal no primeiro dia do Festival Se Rasgum no Hangar, na quinta-feira, dia 14. Foi a terceira vez que ela se apresentou em Belém, e com uma hora de música, Tulipa misturou um repertório de canções do seu primeiro álbum “Efêmera” (2010), e do segundo “Tudo Tanto” (2012) como: “Só sei dançar com você”, “A ordem das árvores”, “É”, “OK”, “Cada Voz”, “Expectativa”, e outras. Em “Víbora”, a cantora fez uma performance impecável com os seus famosos agudos e gritinhos característicos.

Outro destaque da noite foi o grupo baiano Vivendo do Ócio, responsável por empolgar o público. A banda formada por Jajá Cardoso, Dieguito Reis, Luca e Davide Bori, está em fase de divulgação do disco “O Pensamento é Um Imã”, lançado ano passado. As faixas “Radioatividade” e “Nostalgia” são os hits do álbum e proporcionaram o ponto alto do show. O paulistano Pélico, a atração internacional Alex Minoff, dos Estados Unidos, e as paraenses The Baudelaires e All Still Burns também marcaram presença com ótimos shows na véspera do feriado da Proclamação da República.

O espaço no Hangar teve dois palcos com shows intercalados entre o Salão B e o Deck, este último com apresentações de DJs e bandas. Todas as três noites no Hangar começaram com um especial do lendário programa de rádio Visagem, da Cultura FM (Belém), com Ricardo “Moebius” e Guará Brito, com discotecagem, leitura de textos e performances no palco montado no Deck. Além disso, no mesmo ambiente houve exposição de mapping e vídeo da artista Roberta Carvalho. Como nos anos anteriores, uma Feira de Música e Arte foi montada na entrada do Salão B, com venda de discos, material dos artistas locais e das bandas que se apresentam no Festival, além de artigos de moda independente.

15.11 - Quarta noite do Se Rasgum 2013 - por Raissa Lennon (texto e fotos)


Tom Zé

Baiano, 77 anos,  Tom Zé começou a sua carreira no final da década de 60, e mesmo com tanto tempo de estrada essa foi à primeira vez que o cantor tocou em Belém. Com experiência de sobra, era de se esperar que ele estivesse bem à vontade no palco. Começou logo pulando, muito animado, vestindo uma capa vermelha, com um rabo, fazendo referência a figura do diabo. Irreverente, durante o show tirou a capa, e resolveu colocar uma calcinha. “Acho que é mais difícil tirar do que colocar isso aqui”, brincou.


Muito brincalhão e falador, Tom Zé não se cansou de contar histórias ao público de Belém, que se amontoava para tentar vê-lo melhor, já que o palco estava bem baixo, assim como a estatura do cantor baiano. Aliás, este foi um dos poucos shows que, quem quisesse chegar mais perto do palco para tirar uma foto provavelmente não conseguiria. Entre as histórias, ele contou que saiu com Gaby Amarantos para uma festa de aparelhagem, elogiou os jornalistas de Belém que o entrevistaram, falou sobre Janis Joplin e mencionou a felicidade de estar tocando na Amazônia. “Cantem alto, se não eles vão pensar que vocês estão com medo”, instigou o músico, entre uma de suas músicas de protesto. Entre as canções, tocou os sucessos “Tô”, “Jacaju” e “O Amor é um Rock”. Saiu do palco em alto estilo, gritando várias vezes a palavra “Pará!”.

Antes de Tom Zé, o heavy metal paraense do Madame Sataan começou a noite com guitarras nervosas. A banda argentina Los Peyotes também deu um ritmo contagiante ao dia. Os integrantes conversaram rapidamente com a reportagem do Som do Norte e disseram que “estavam muito felizes por tocar no festival”. Fizeram uma foto exclusiva para o blog e continuaram a rondar por lá, no decorrer da programação.

Los Peyotes posam para o blog


A carioca Bárbara Eugenia, com seu estilo fofo - tanto que subiu ao palco com um coração pintado no rosto - foi muito simpática com o público. Ela convidou o cantor Pélico, que havia se apresentado na noite anterior, para uma participação especial. 

Pélico e Bárbara Eugenia


16.11 - Quinta noite do Se Rasgum 2013 - por Raissa Lennon (texto e fotos)


Mukeka di Rato

Diferentes dos outros dois dias, o terceiro estava visivelmente com um público mais reduzido. Só que isto não fez com que a roda punk formada no show do Mukeka di Rato fosse menos intensa ou empolgante. Os garotos do Espírito Santo agitaram muito a galera na última noite de festival, após cinco dias, três no Hangar. Tanto, que durante a apresentação, só se via as pessoas “voando” sobre as cabeças do público. Foi o único show que deu trabalho aos cerca de quinze seguranças do Hangar estavam lá para fazer barreira e impedir a passagem das pessoas ao palco. “Tira a grade!”, alguns gritavam. O vocalista da banda, Sandro, até falou preocupado no meio do show. “Calma gente, vamos respeitar os seguranças que estão fazendo o seu trabalho”. E não teve jeito, neste show ninguém conseguiu furar o bloqueio. Mas antes disso, a banda paraense Delinquentes tocou sem grades, e arrebentou no palco, trazendo a participação especial de Camillo Royale (vocalista da banda Turbo).

Camillo Royale com banda Turbo

Para contrapor o som agitado, o produtor e músico Kassin se apresentou com uma vibe bem mais leve e tranqüila, para divulgar o seu novo disco solo “Sonhando Acordado”.  O músico também fez parte da estréia da noite, a do grupo Manoel Cordeiro e Os Desumanos. O guitarrista paraense, de 58 anos completados no último dia 8, estreou no Se Rasgum sua nova banda, que tem como integrantes seu filho Felipe Cordeiro, o músico e produtor Liminha, o já citado Kassin e o baterista francês Stephane San Juan. O público presente no Hangar se encantou com a sonoridade da guitarrada do novo grupo. Os Desumanos fizeram uma mistura bem interessante de lambada, cúmbia, carimbó e outros ritmos.


Manoel Cordeiro e Os Desumanos

No último show do festival, já era possível ver carinhas cansadas, mas ainda sim, a vibração eletrônica e peculiar do baiano Lucas Santtana animou a galera. Um dos poucos músicos que quebrou o protocolo e tocou mais de 1h30, acatou o “bis” do público e voltou para cantar mais três músicas. “Ela é Belém” foi uma delas, composta especialmente para Belém do Pará. Tocou também junto com o paraense Pio Lobato, em uma canção feita em sua homenagem, chamada “Recado para Pio Lobato”. 

Pio Lobato (à esquerda) com Lucas Santtana (ao fundo)


Nenhum comentário:

Postar um comentário