Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 24 de agosto de 2013

Músicos do Amapá iniciam movimento de valorização de seu trabalho

Fotos: Katya Lacerda

 Heraldo Almeida

Macapá - Cerca de 40 profissionais ligados à música (compositores, cantores, músicos, jornalistas e produtores) estiveram ontem na Casa de Chorinho Ceará da Cuíca, atendendo à convocação do radialista Heraldo Almeida, para iniciar um movimento que visa a valorização da música amapaense, mais especificamente para inciar a construção de uma política cultural pública viável, para a sustentabilidade, difusão, divulgação, organização, propagação e planejamento que o segmento merece. 

Heraldo mantém há cinco anos na rádio Diário FM o programa Canto da Amazônia, um dos poucos na capital amapaense a difundir a música amapaense e amazônica (os outros são o Festa na Floresta, na mesma emissora, produzido por Clícia Vieira Di Micelli e Claudiomar Rosa, cuja continuidade se encontra ameaçada em virtude de outros compromissos profissionais de ambos; e o Fora do Eixo, na rádio Universitária, produzido por Otto Ramos e Heluana Quintas; o foco deste é a música independente brasileira, não se atendo exclusivamente à região Norte). Na abertura do encontro, Heraldo relatou que se deu conta de poderia passar 10 ou 20 anos tocando música do Amapá no programa, mas isso não iria modificar a realidade vivida por criadores desta arte nem a de sua criação, daí a idéia de convocar a classe para que esta defina ações a serem tomadas para alterar este quadro. 

Foram muitas as propostas levantadas no encontro que durou cerca de duas horas e meia. Destaco algumas: Osmar Júnior sugeriu que se faça uma caravana que leve os músicos de Macapá para cidades do interior do Estado. Carlos Piru propôs entregar gravações a DJs que animam festas populares. Heluana Quintas observou que a oportunidade é perfeita para se organizar o Fórum Permanente de Música do Amapá. Silmara Lobato lamentou que, atualmente, só se escute música amapaense nas escolas em um único período do ano - agosto, o mês do Folclore. 


Em breve intervenção, declarei o apoio irrestrito do Som do Norte, colocando suas variadas plataformas - o blog, a página no Facebook, noso Twitter -, à disposição para divulgar as ações do movimento. 

Nova reunião deve acontecer no começo de setembro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário