Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 30 de junho de 2013

Foi Show: Conexão Belém


Por Raissa Lennon,
de Belém

Uma rede integrada de estilos, talentos e muita música. Uma verdadeira conexão artística sem fronteiras geográficas. Com três dias de encontros inesquecíveis e inusitados, o Conexão Belém, que desta vez se uniu com o festival Ver-o-Peso do Jazz, aconteceu entre os dias 21 e 23, no Theatro da Paz e na Estação das Docas. Mas a festa não acabou, em agosto, o Conexão volta ao Pará, com shows nas cidades de Castanhal e Bragança. (NR: Até ano passado, o evento usava o nome do patrocinador, Conexão Vivo)

Segundo o gestor nacional do Conexão, Kuru Lima, a proposta do evento continua a mesma dos outros anos. “A ideia é trabalhar com uma rede integrada de músicos de vários lugares do Brasil. Em Belém nos juntamos com o Festival Ver-o-Peso do Jazz e ainda tivemos a exposição de mapping”, comentou ele, fazendo referência ao trabalho da artista visual Roberta Carvalho e do VJ Lucas Gouvea, do Amazônia Mapping Festival, que fizeram projeções no palco na Estação das Docas durante as apresentações do Conexão.

Thiago Delegado e Sebastião Tapajós

Kuru Lima explicou que além do evento proporcionar encontros de estilos musicais diferentes, também une gerações, como foi o caso do jovem Thiago Delegado (MG), que convidou o veterano Sebastião Tapajós (PA) para uma apresentação especial no primeiro dia do Conexão (21), no Theatro da Paz. Na ocasião, também teve a apresentação do Trio Manari que convidou o DJ Waldo Squash, da Gang do Eletro.  

 A nossa proposta é fazer a promoção da música local. Não estamos interessados se a música é popular ou não, até porque queremos formar público, estamos interessados na qualidade musical dos artistas. Ou seja, naquilo que é singular, excepcional e diferente. Queremos fazer encontros que nunca aconteceram antes...”, afirma Kuru Lima. 

Um desses encontros inéditos foi à apresentação do grupo de a banda Gang do Eletro com a banda de rock Madame Saatan para fechar a noite do segundo dia do festival (22). “O show foi maravilhoso, a galera curtiu geral do começo ao fim. Foi um imenso prazer fazer parte desse evento maravilhoso. Queremos e mais!”, elogia Marcos Maderito, da Gang.  

“O eletromelody é um ritmo que tudo pode se misturar. Foi muito louco a base que o Waldo Squash fez com a música da Madame Sataan, e quando entrou a guitarra do Edinho Guerreiro nas musicas ‘Galera da Lage’ e ‘Velocidade do Eletro’ ficou lindo, loucura total!”, completa Maderito, com satisfação. Infelizmente por questão de problemas de saúde, a vocalista da Gang, Keila Gentil, não pôde participar do show neste dia.

Maderito, Sammliz, Will Love e Ed Guerreiro

A noite do dia 22 também contemplou uma batalha com oito MC’s locais, que fizeram parte das eliminatórias de Belém do Duelo Nacional de MC's. O MC Rog foi quem venceu as disputas e participará do Duelo Nacional de 2013, promovido pelo grupo Família de Rua, de Minas Gerais. Antes deles, o Ver-o-Peso do Jazz marcou sua presença com as apresentações de Leonardo Coelho e Quarteto, Delcley Machado e Banda, e a guitarra elétrica de Pio Lobato. 

Já no último dia do Conexão Belém foi a vez dos efeitos sonoros criativos da banda Strobo, composta pela dupla Léo Chermont (guitarra) e Arthur Kunz (bateria).  Além do Mestre Vieira e Banda (PA) (Ver-o-peso do Jazz); Domenico Lancellotti (RJ) convida Pio Lobato; Dona Onete convida Aíla (PA) e Metaleiras da Amazônia (PA).

O Programa Conexão foi criado em 2001, em Minas Gerais, com o objetivo de reconhecer, valorizar e potencializar os talentos musicais daquele Estado, posteriormente abrangendo outras regiões brasileiras. Em 12 anos de história, mais de 460 projetos foram incentivados e mais de 1.800 atrações passaram pelos palcos de várias cidades do país. O evento recebe o patrocínio da Vivo, através da Lei Semear, de incentivo a cultura. Em Belém, tem gestão e produção partilhada entre Ampli Criativa, Cria!Cultura e MM Produções.

Mapeamento 2013: Coletânea Roraima Rock'n’Roll


68

Bandas - Ditambah, Sheep, Veludo Branco, Garden, Iekuana, Klethus, Epístula
Cidade/ Estado - Boa Vista (RR)
CD
Número de faixas - 13
Gênero/ estilo - rock
Selo - Roraima Rock Discos
Data de lançamento - 21.6.13

Lançamento do selo Roraima Rock Discos, com músicas de sete bandas destaques na cena rocker roraimense dos últimos sete anos. As canções das bandas Ditambah e Sheep são inéditas, gravadas neste mês de junho de 2013. As músicas incluídas da Veludo Branco fazem parte do EP Sem Mentiras, de 2012. As faixas da Garden foram gravadas em junho de 2006, as da Iekuana em 2009 e as da Klethus em 2008. A faixa da Epístula foi registrada em julho do ano passado. 




Foi Show: Dia D Fest - Delinquentes

Por Raissa Lennon,
de Belém

Quem foi ao show de lançamento do DVD dos Delinquentes e guardou o canhoto dessa apresentação memorável já pode trocá-lo por uma cópia do registro Planeta dos Macacos nas Lojas Ná Figueredo em Belém. Por enquanto, o DVD não esta à venda, mas dentro de algumas semanas ele já poderá ser comprado, avisou a banda em sua página oficial do Facebook. 


Mas a prioridade é para quem compareceu ao Mormaço no dia 8 de junho, um sábado, para conferir mais uma apresentação visceral da banda de hardcore clássica da capital paraense. O show Dia D Fest foi o lançamento oficial do primeiro DVD da banda, gravado há um ano na Praça da República. Como era de se esperar, os Delinquentes conseguiram contagiar o público, logo nos primeiros solos de guitarra e a “roda punk” já se formava a todo o vapor.  

O evento organizado pela Xaninho Discos Falidos, com o apoio da Casa Fora do Eixo Amazônia, lotou o bar em frente ao rio Guamá, e consagrou mais um momento especial para a banda.  Foi um show muito porrada, em todos os sentidos. O público estava animal do início ao fim de nosso set de uma hora. O som estava funcionando maravilhosamente bem, tanto no palco quanto pro público, e isso é muito importante, já que nem sempre a gente se ouve tão bem. Foi de longe nosso melhor show ali naquele local, e que com certeza marcar uma nova fase da banda, de certa forma, pré-inaugurada no show da gravação, ano passado”, comentou o vocalista Jayme Katarro. 

Jayme Katarro
(ajoelhado, em primeiro plano)

O “Dia D” contou com a presença de outras bandas importantes do cenário local, convidadas para abrir o evento. Entre elas, D.N.A., Johny RockStar, All Still Burns e Adipocera.  “As bandas anteriores todas mandaram bem e esquentaram a galera”, elogiou Jayme. Sammliz, vocalista da Madame Sataan, também marcou presença no evento, apresentando o show principal.  O único imprevisto neste dia aconteceu com o All Still Burns, inicialmente escalado para tocar como segunda banda, mas que acabou fechando a noite. 

O som pulsante do grupo Delinqüentes é o resultado da união dos músicos: Pedro Bernardo (guitarra), Pablo Cavalcante (baixo), Rafael Lima (bateria), e Jayme Katarro (vocal), que tocaram um repertório basicamente igual ao do DVD, mas com acréscimo do cover tributo ao Ratos de Porão. 

O DVD Planeta dos Macacos foi dirigido por Priscila Brasil e Brunno Regis, que tiveram o cuidado de captar a sincronia do público com a agressividade da banda ao vivo. Participam do DVD Sammliz, o percussionista Nazaco (Trio Manari), Leandro Pörkö (Baixo Calão) e Djair, da Antcorpus (Parauapebas). A produção do DVD teve o apoio da Lei de Incentivo do Estado do Pará (SEMEAR) e o patrocínio do Conexão Vivo, além do co-patrocínio da Funtelpa e Rede Cultura de Comunicação. Sem dúvidas, é um registro que mostra uma banda singular, que une qualidade e ferocidade, e que já faz parte da história do rock paraense. 


sábado, 29 de junho de 2013

Protestantes HC lança clipe de "Denuncie"

No dia 21 de junho, a banda amazonense Protestantes HC lançou o clipe de uma música que estará em seu próximo disco. Trata-se de "Denuncie", um rock de protesto a respeito das agressões contra a mulher (a maioria acontece dentro de casa, e feitas por familiar/cônjuge, como retratado no clipe). A produção e edição foi de Augusto Vidal. 

O disco, intitulado Tenho Opinião, ainda não tem data definida de lançamento. 


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Agenda Macapá: Especial Los Hermanos



A banda Bloco Ventura volta ao Biroska Concept Bar no dia 6 de julho, sábado, para a segunda edição do show Especial Los Hermanos. O show terá abertura da banda Tio Zé. Telão instalado no bar irá transmitir a luta entre o brasileiro Anderson Silva e o norte-americano Chris Weidman, válida pelo UFC 162, direto de Las Vegas, nos Estados Unidos. Em dezembro de 2012, a primeira edição do especial lotou o Biroska, e desde então os fãs de Los Hermanos em Macapá vinham pedindo nova realização do evento.

O primeiro lote de ingressos já se encontra à venda na Prado Estampas, na Rua Gen. Rondon, entre Gen. Osório e José Tupinambá, antiga Nações Unidas, ao lado do posto Ipiranga, bairro do Laguinho, e também na loja Na Base Skateshop (Rua Eliezer Levy, 2322B, esq. Henrique Galuccio, Centro), ao preço de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia para estudantes).

O evento comemora os 10 anos do lançamento do CD Ventura, terceiro álbum da banda Los Hermanos. O baterista Rodrigo Barba está em turnê comemorativa ao lado de ex-integrantes da banda de apoio dos Los Hermanos, Bubu Trompete e Gabriel Bubu, que hoje faz parte da Do Amor, além de amigos de outros grupos, como Melvin (Carbona), Rodrigo Costa (Forfun) e Thiago Pedalino (Ramirez). A turnê já percorreu Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Recife, Belo Horizonte, Salvador e Manaus. Há dois anos, Barba já fizera turnê semelhante por ocasião dos 10 anos do disco Bloco do Eu Sozinho

Ventura foi o disco que marcou a consagração definitiva de Los Hermanos. Teve como primeiro single “Cara Estranho”, e em seguida vieram "O Vencedor" e "Último Romance”. Em 2004, Ventura foi indicado a Melhor Álbum de Rock Brasileiro no Grammy Latino. O álbum também foi escolhido pela revista Rolling Stone Brasil como um dos 100 álbuns mais importantes da música brasileira. Em 2012, enquete realizada pelo jornal O Estado de São Paulo, apontou Ventura como o melhor disco brasileiro de todos os tempos, com mais de 25 mil votos.

O Especial Los Hermanos tem apoio da Prado Estampas e do blog Som do Norte e é uma realização da Radiofest Produções.

SERVIÇO


Especial Los Hermanos - com banda Bloco Ventura
Abertura: Tio Zé
Local: Biroska Concept Bar - Av. Xavantes, 112 - Beirol
Data: 6 de julho, sábado, 22h
Ingressos antecipados a R$ 20 (com meia-entrada para estudantes) à venda na Prado Estampas (Rua Gen. Rondon, entre Gen. Osório e José Tupinambá, antiga Nações Unidas, ao lado do posto Ipiranga, Laguinho) e Na Base Skateshop (Rua Eliezer Levy, 2322B, esq. Henrique Galuccio, Centro)

* A cantora Rebecca Braga cancelou sua participação, devido à impossibilidade de contar com o pianista que habitualmente a acompanha. 


Mapeamento 2013: Compreensão


73

Banda - Fortunia
Cidade/ Estado - Boa Vista (RR)
Single
Gênero/ estilo - rock/reggae
Data de lançamento - 6.6.13

O lançamento do single assinala o primeiro ano da banda, surgida em junho de 2012. A faixa cumpre o propósito da banda, de fazer um som dançante, aliado aqui a uma mensagem otimista típica do reggae. Produção de Fabrício Cadela, gravada no estúdio 14 Volume. 


Mapeamento 2013: Céu e Mar


72

Artistas - Leila Pinheiro e Nelson Faria
Cidade/ Estado - Belém (PA)(Leila) e Rio de Janeiro (RJ)(Nelson)
CD
Número de faixas - 12
Gênero/ estilo - MPB
Gravadora - Biscoito Fino
Gravação - 2010
Data de lançamento - maio de 2013

Disco gravado no Rio de Janeiro em duo de voz e guitarra eletroacústica para o mercado exterior em 2010 e lançado na Europa em abril de 2012 pelo selo inglês Far Out Recordings; é esta edição que a Biscoito Fino colocou nas lojas brasileiras no ano passado. O repertório privilegia canções pouco conhecidas de compositores famosos, como  Tom Jobim, Chico Buarque, Gilberto Gil, Ivan Lins, João Bosco, Edu Lobo, Djavan, Marcos Valle, Dori Caymmi, Francis Hime, Johnny Alf e Guinga.

Onde comprar - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4895180/ceu-e-mar-digipack

terça-feira, 25 de junho de 2013

Cabocrioulo lança terceiro clipe

Em festa realizada na sexta, 21, no Espaço Cultural Muiraquitã (Manaus), a banda Cabocrioulo lançou seu terceiro clipe, "No Quartinho da Maloca", produzido por Marcelo Galvão. 

O vídeo foi publicado ontem no YouTube. 


Pará: Funcionários denunciam más condições do Teatro Margarida Schivasappa

Por Fabio Gomes,
com reportagem de Raissa Lennon (Belém)

Na manhã desta terça-feira, uma comissão formada por 12 funcionários de órgãos da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCPTN) - Teatro Margarida Schivasappa, Biblioteca Pública Arthur Vianna, Galeria Theodoro Braga, Assessoria de Comunicação e Núcleo de Tecnologia - esteve nas sedes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Ministério Público em Belém entregando um documento no qual denunciam  a precariedade do sistema elétrico e a falta de segurança do Teatro Margarida Schivasappa. O documento foi elaborado em reunião realizada na tarde de ontem. Também nesta segunda, o Corpo de Bombeiros emitiu um laudo liberando o teatro para funcionamento, desde que, num prazo de quinze dias, se proceda à correção das falhas nos sistemas elétricos e de segurança.

O teatro se encontra em reforma desde julho de 2012. A previsão inicial era de concluir as obras até dezembro de 2012, porém atualmente a estimativa é que a reforma termine no final de julho de 2013. Entretanto a comissão de funcionários, em publicação no Facebook, alerta que apenas dois dias na semana são destinado a obras, devido à realização desde maio, no teatro, da Mostra Terruá Pará, todas as terças.

Em 4 de junho, a comissão enviou, por e-mail, um relatório detalhando as condições do teatro para a gerência de apoio operacional e para a direção do teatro; dois dias depois, o documento foi protocolado na presidência da Fundação Tancredo Neves. Publicamos a seguir trechos do documento, intitulado Relatório - Sistema Elétrico (os grifos são nossos):

"Em virtude da realização da Mostra Terruá Pará de Música, as dependências do Teatro Margarida Schivasappa estão apresentando dificuldades operacionais no tangente à alimentação de rede elétrica. Com nossas dependências sob regime de reforma, estamos operando com circuitos elétricos de improviso, somente para energização dos equipamentos usados para o fim de reforma. Qualquer alteração na carga empregada a estes circuitos ocasionariam problemas tanto na alimentação de nossos equipamentos, como também aos equipamentos a eles agregados. Com as montagens do Terruá Pará, outros equipamentos foram introduzidos em nossos circuitos elétricos, causando, assim, quedas de tensão e sucessivas interrupções de alimentação de energia elétrica. Tal fato tem causado transtornos tanto em nossas atividades, como também nas montagens do Terruá, que possui autonomia energética somente nos dias de shows. Estes transtornos vão desde a paralisação de serviços de montagem de equipamentos e trabalhos da reforma, como também na segurança de funcionários, visto que a iluminação de serviço também opera em nossos circuitos improvisados."

O documento também traz fotos, como esta, tirada em 3 de junho, que mostra fiação elétrica presa em um extintor de incêndio. 

Não houve resposta direta ao documento, apenas a publicação, no dia 21, no site da Fundação (http://www.fcptn.pa.gov.br/index.php/fundacao/gapres/ascom/noticias-ascom/674-nota-de-esclarecimento-reforma-teatro-margarida-schivasappa), de uma Nota de Esclarecimento. Nela, a diretora de Interação Cultural da Fundação, Lucinha Bastos, e a presidente da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa),  Adelaide Oliveira, comentam o que já foi concluído da reforma (telhado, estofados, poltrona, área cênica, ampliação da capacidade do teatro) e reafirmam a esperança de concluir a reforma até o final do mês que vem. Sobre a Mostra Terruá, afirmam:

"Apesar da reforma não estar totalmente concluída a fundação abriu uma exceção para a 'Mostra Terruá Pará', promovida pela Funtelpa, que vem sendo realizada às terças-feiras desde o último dia 14 de maio, encerrando em 30 de julho. Toda a estrutura do evento envolvendo grupos geradores, som, iluminação e cenotécnica cabe à produção da mostra, que monta os equipamentos nos dias das apresentações e, ao final, os retira. O evento sempre conta com a presença de policiais do Corpo de Bombeiros para garantir a segurança do público, servidores da Funtelpa, FCPTN e artistas.

 (...)


A direção da Fundação tomou todas as providências necessárias para corrigir as falhas estruturais existentes no espaço, garantindo total segurança para que todos os servidores do teatro realizem suas atividades normalmente. Além dos trabalhadores que atuam na reforma, agentes da área operacional da Fundação estão sempre no local fiscalizando o que está sendo feito, garantindo a efetivação de todas as normas de segurança. A Funtelpa e a FCPTN solicitaram essa semana uma vistoria técnica do Corpo de Bombeiros e, de antemão, todas as recomendações feitas pela corporação já estão sendo providenciadas."

Grid sobre o palco do Margarida, em primeiro plano, e
andaimes da reforma em andamento, ao fundo
(Publicado pela comissão no Facebook em 21/6)

O Corpo de Bombeiros realizou uma visita técnica no dia 19, e outra ontem, quando emitiu então o laudo já citado. A Secretaria de Obras também esteve no teatro, no dia 20. 

Afora a Mostra Terruá, nenhum outro evento está agendado para o Schivasappa até o final da reforma. O Festival de Contrabaixo da Amazônia, anunciado inicialmente para os dias 27, 28 e 29 de junho, foi transferido para o período de 5 a 7 de setembro. O organizador do evento, Marcus Braga, informou à nosssa reportagem ter sido contatado pela direção da  Fundação Tancredo Neves, que lhe informou que não haveria novos equipamentos de som e luz à disposição no final de junho, devido a um atraso na entrega destes materiais. "Nos foi garantido que para setembro já estaria tudo ok", afirmou Marcus Braga. 

Luminárias soltas do forro do mezanino
(foto de 3/6/13)


domingo, 23 de junho de 2013

Mapeamento 2013: Janela de Reentrada


71

Artista - Sasaki Filho
Cidade/ Estado - Belém (PA)
EP
Número de faixas - 3
Gênero/ Estilo - rock
Selo - Som Independente Records
Data de lançamento - 12.6.13

Segundo o site Som Independente, cujo selo lançou o EP, Sasaki Filho estreia em trabalho solo após integrar várias bandas de Belém; o disco "nos transporta para um mundo de recomeço, onde as músicas do EP nos levam para o início de uma nova vida, deixando todos os males para trás, e mostrando a evolução espiritual." De fato, há um bom cuidado com o instrumental, incluindo efeito de cordas, mas não é fácil entender o que o artista canta, pois os instrumentos cobrem a voz em boa parte do tempo.

Onde ouvir e baixar - http://soundcloud.com/sasakifilho

Filme do Dia: Chico Braga em Belém

No domingo passado, 16 de junho, o cantor e compositor Chico Braga esteve em Belém, apresentando-se com Dona Onete no Projeto Carimbó Reggae do Los Piratas Algodoal Bar, junto à Praça do Carmo. Na mesma festa, se apresentou o cantor Roguesi.

Chico e Onete foram acompanhados pelo grupo Tribo Regional, formado por músicos que moram em   Ananindeua, cidade vizinha a Belém, porém sendo todos oriundos da região do Salgado paraense, muitas vezes apontada como berço do carimbó, no Nordeste do estado (cidades como Colares, Curuçá, Vigia e Marapanim, terra de Chico). 

Chico Braga é autor do clássico "Lua, Luar" e apontado como um dos maiores mestres vivos da música de raiz paraense (embora ninguém se refira a ele com o título de 'mestre' que outros chegam a incorporar ao nome). Sua idade é um pouco incerta - o mesmo Diário do Pará lhe deu 66 anos em 2011 na semana passada falou em 71.

O certo é que Chico, de acordo com o guitarrista Léo Chermont (do Strobo), nunca fez música pra tocar em festival, vender CD. Ele escolheu uma vida simples, quis viver em paz na ilha - no caso, na ilha de Maiandeua, mais conhecida pelo nome de sua praia mais famosa, Algodoal, a 147km de Belém. Pois bem, Chico vive há mais de 40 anos em Algodoal, fazendo suas músicas e vivendo da pesca, e de lá pouco sai. Isso motivou uma equipe (que teve Artur Arias Dutra na direção e, na produção, Cris Salgado e Yasmin Alves) a realizar um minidoc registrando a rara passagem de Chico Braga pela capital. 


sábado, 22 de junho de 2013

Mapeamento 2013: Duro de Cair

José Aldo


70

Artista - Di-Negro
Cidade/ Estado - Manaus (AM)
Single
Gênero/ estilo - rap
Data de lançamento - 25.4.13

O rapper Di-Negro (Erick Rodrigo) lançou em 25 de abril no YouTube esse clipe com imagens editadas por ele próprio, homenageando o campeão da categoria peso pena do UFC, José Aldo da Silva Oliveira Júnior, natural de Manaus. José Aldo recebeu o cinturão do UFC em 20 de novembro de 2010, pouco menos de um mês após a unificação do UFC com o WEC, categoria em que José Aldo estreara em 2008 e da qual se tornou campeão em 18 de novembro de 2009, após uma espetacular sequência de 9 vitórias consecutivas por nocaute. Desde 2010, José Aldo já defendeu o cinturão do UFC três vezes, a última em 14 de janeiro de 2012, vencendo duas das lutas por decisão unânime dos juízes, e a terceira por nocaute aos 4:59 do primeiro round.

Onde ouvir - http://www.youtube.com/watch?v=udqt38yLrMA&feature=player_embedded#at=40





Onde baixar - http://www.4shared.com/get/qLdM4Npj/D-Negro_-_Duro_de_Cair.html


Mapeamento 2013: Balaio Sonoro


69

Artista - Ronaldo Silva
Cidade/ Estado - Belém (PA)
CD
Número de faixas - 14
Gênero/ estilo - MPB
Selo - Natura Musical
Data de lançamento - 18.6.13

Ronaldo é um dos fundadores do Arraial do Pavulagem. O disco inclui composições só de Ronaldo  ("Merengue Latino", regravada em 2012 por Gaby Amarantos, e "Tambor de Couro") e outras com parceiros ("Faróis", com Júnior Soares, regravada este ano por Luê, e "Iná", com Adílson Alcântara, clássico da noite belenense).  


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Lançamento: Coletânea Roraimarocknroll Vol. 1


Lançada pelo Selo Roraimarock Discos, através dos Blogs Roraimarocknroll e Som do Norte, a coletânea Roraimarocknroll Vol.1 reúne as bandas que mais se destacam atualmente na cena rock roraimense, os principais lançamentos fonográficos produzidos nos últimos 7 anos do rock de Roraima e 4 músicas inéditas. São 7 bandas que representam a vanguarda do rock roraimense atualmente, indo do pós punk oitentista, ao grunge, o blues rock, pop rock, crossover rock e hard rock.

 O disco começa com o pós punk oitentista da revelação do rock roraimense em 2013, a banda DITAMBAH com duas músicas inéditas; Seguindo, o pós punk dá lugar ao grunge intenso da lendária banda SHEEP que também apresenta nessa coletânea duas músicas inéditas; A bolacha segue com o blues rock etílico do power trio VELUDO BRANCO; Na seqüência, ouvimos o rock visceral dos dinossauros do rock roraimense, a banda GARDEN; O rock com ecos oitentista da banda IEKUANA abaixa a pulsação intensa da bolacha por um breve momento, trazendo o ouvinte para um ambiente etéreo de reflexão; A temperatura volta a subir com o crossover rock da banda KLETHUS; O disco encerra com o hard rock cheio de riffs da emergente banda cristã EPÍSTULA.

 A coletânea Roraimarocknroll Vol. 1 – O Rock do Extremo Norte do Brasil é um projeto de música independente do selo Roraimarock Discos que visa a divulgação de bandas de Roraima.

Músicas
1. Fé demais não cheira bem (Ditambah)
2. Cachorro Louco (Ditambah)
3. Solidão (Sheep)
4. Agonia (Sheep)
5. Sem Mentiras (Veludo Branco)
6. Maldita Ressaca (Veludo Branco)
7. Cerca Elétrica (Garden)
8. Fechado (Garden)
9. Águas do Rio (Iekuana)
10. Pressa (Iekuana)
11. Baile de Máscaras (Klethus)
12. Estado de Espírito (Klethus)
13. Tudo se fez novo (Epístula)

Ficha Técnica
Produção Executiva | Victor Matheus
Design Gráfico | Júnior Carneiro
Boa Vista | Roraima | 2013
Contatos + 55 95 8113 0894 | roraimarock@gmail.com


Download:




sexta-feira, 14 de junho de 2013

Rap de Israel Di Souza critica truculência policial contra movimentos sociais


O país ainda está chocado com as imagens mostradas pela TV ontem e pelos jornais hoje da repressão policial às manifestações realizadas em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre pedindo a redução do valor das tarifas de ônibus urbano. Em São Paulo, 137 pessoas foram detidas e nove jornalistas acabaram feridos ao cobrir o conflito. 

Segundo o jornal  O Estado de São Paulo de hoje, em São Paulo "Motoristas e pedestres ficaram no meio do fogo cruzado entre policiais e manifestantes no quarto dia de protestos do Movimento Passe Livre contra o aumento da tarifa de ônibus, ontem, em SP. As cerca de 10 mil pessoas se concentraram no centro da cidade. Para evitar que chegassem à Avenida Paulista, a polícia cercou o grupo na Rua da Consolação, onde começou o confronto. De um lado, a tropa de choque jogava bombas e disparava balas de borracha. Do outro, manifestantes respondiam com pedras e fogos de artifício. No meio, pessoas que tentavam voltar para casa. Bombas caíram perto do cmpus da PUC-SP no centro. A Consolação foi liberada às 20h, mas os protestos continuaram. Meia hora depois, barricadas foram erguidas na Rua Augusta."

(Enquanto isso, o prefeito e o governador de São Paulo estavam numa festa em Paris...)

Em Porto Alegre, segundo o Correio do Povo, "A Brigada Militar utilizou bombas de gás lacrimogênio contra os manifestantes que realizaram protesto contra o valor da tarifa dos ônibus em Porto Alegre, na noite desta quinta-feira. Após se reunir no Centro da Capital, o grupo saiu em caminhada por ruas e chegou à avenida João Pessoa. O trânsito parou enquanto o grupo, com centenas de pessoas, percorrias as vias centrais. Alguns manifestantes foram presos em meio à confusão. (...) Um motivo para o protesto, conforme alguns manifestantes, era para manter o valor da passagem em R$ 2,85, embora o valor real a ser cobrado devesse ser - disseram eles - de R$ 2,11. Outra justificativa foi a solidariedade aos protestos realizados contra o reajuste das passagens no Rio de Janeiro, São Paulo e Alagoas. De acordo com a Rádio Guaíba, o momento mais tenso ocorreu na avenida João Pessoa. Tiros de balas de borracha foram disparados pela Brigada Militar, que acompanhou os manifestantes desde o Centro. Latas de lixo e contêineres foram queimados com o protesto seguindo até a avenida Osvaldo Aranha."

Enfim, talvez seja este o momento em que, após o fim da ditadura militar em 1985, mais tenhamos a volta da ação do aparelho repressor do Estado contra a manifestação de cidadãos que vão às ruas lutar por seus direitos. Em razão disso, convidei hoje pela manhã via Facebook, perto de 9h, o rapper paraense Israel di Souza (+Amor) a fazer rimas tratando do tema. Para minha agradável surpresa, Israel topou, foi rápido (postou o som em seu Soundcloud pouco antes das 13h) e incrivelmente certeiro, como poderemos ouvir no som que o Som do Norte lança com exclusividade (mas que está aí para ser baixado e disseminado como forma de despertar as consciências ainda adormecidas) - "O Poder Público e a Sua Autoridade". Valeu Israel!! 




Agenda Belém: Carolina Baía canta Marisa Monte


Carolina Baía volta a apresentar seu show-tributo à cantora Marisa Monte no Teatro Estação Gasômetro (Parque da Residência) no próximo dia 18 de junho, uma terça-feira, a partir das 20h. A estreia do show Carolina Baía canta Marisa Monte lotou o Teatro Cláudio Barradas em setembro do ano passado, e desde então o público vinha pedindo uma nova edição do tributo. Carolina avisa que preparou novidades para o dia 18, então mesmo quem já tenha visto o show anterior terá surpresas. "Por enquanto, posso adiantar apenas as participações especiais: o cantor Léo Meneses e o saxofonista Elias Coutinho".  Carolina será acompanhada pelos músicos Idaías Souto, Kaká Carvalho, Paulinho Poca, Zé Gabriel, João Paulo e Leandro Machado.

Apaixonada por MPB e pela música pop, a cantora paraense Carolina Baía é envolvida com arte desde os 13 anos. Estudou violão e teatro e chegou a cursar três semestres de Licenciatura Plena em Música na UEPA. Estudou ainda canto popular com Idaías Souto. Em 2010, integrou a banda Sivuplê, e desde 2011 vem desenvolvendo carreira solo. Em março deste ano, Carolina lançou pelo blog Som do Norte seu primeiro single, "Desejos e Tormentos", que já está na programação de algumas rádios de Belém. A música fará parte de seu primeiro EP, que se encontra em fase de produção.

O show do dia 18 antecipa a comemoração dos 46 anos de Marisa Monte, a serem completados no próximo dia 1º de julho. Marisa nasceu no Rio de Janeiro e, coincidentemente, tem uma irmã chamada Carolina, que atua como DJ. Após o lançamento de seu primeiro disco, MM, gravado ao vivo (numa estratégia até hoje pouco comum no país), em 1989, Marisa tornou-se rapidamente uma das principais intérpretes brasileiras. No tributo, Carolina Baía incluiu músicas de oito dos nove álbuns lançados por Marisa, desde "Bem que se Quis" (do já citado MM) até "Ainda Bem", do mais recente O Que Você Quer Saber de Verdade (2011), sem esquecer sucessos do grupo Tribalistas, que Marisa formou em 2003 com os parceiros Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown ("Velha Infância" e "É Você").

Carolina comenta: "A ideia é que todo mundo cante junto com a gente do início ao fim. O show traz os grandes sucessos de Marisa em ordem cronológica, deixando bem caracterizada a evolução de sua carreira. Além disso, também lembraremos, em pot-pourri, composições dela que fizeram sucesso com outros intérpretes". A maioria das músicas será apresentadas com arranjos reinventados; mesmo as que seguem de perto os arranjos originais receberam o acréscimo de novos elementos.

O show Carolina Baía canta Marisa Monte integra a programação do Projeto Parque Musical e tem o apoio da Secult, das lojas Ná Figueredo e do estúdio R &; Dú Blues Estúdio 24h.

Serviço

Carolina Baía canta Marisa Monte
Teatro Estação Gasômetro (Parque da Residência) - Av. Gov. Magalhães Barata, 830, São Brás - Belém
18 de junho, terça, 20h
Ingressos: R$ 10,00 (antecipados à venda na Loja Ná Figueredo - Gentil Bittencourt, 449)
Informações: 91-8859-2333

Vem aí a Coletânea Roraima Rock'n'Roll Vol 1!



Gaby Amarantos celebra Copa do Mundo em gravação com Monobloco


Gaby Amarantos lançou em seu canal oficial do YouTube no dia 11, terça, a canção "Todo Mundo", em que celebra a realização da Copa do Mundo no Brasil - o evento inicia em 12 de junho de 2014 - e incentiva o brasileiro a torcer pela nossa Seleção. O vídeo, dirigido pela cineasta Priscilla Brasil, mostra Gaby no estúdio com o Monobloco, numa parceria até então inédita entre a cantora paraense e o grupo carioca. 

Embora não haja marca comercial assinando o vídeo, chama a atenção a expressão Copa de todo mundo, que recentemente causou dores de cabeça ao cantor e compositor baiano Tom Zé, que, incomodado com as críticas por ter feito uma locução para comercial da Coca-Cola com este slogan, preferiu doar seu cachê de R$ 80 mil reais.

Na quarta, 12, Gaby liberou o som para download em seu Soundcloud.

Atualização 2014 - A poucos meses da Copa, a Coca-Cola assumiu a autoria da campanha, passando a veicular a canção em vários de seus comerciais para a Copa do Mundo 2014. 

  



quinta-feira, 13 de junho de 2013

terça-feira, 11 de junho de 2013

PMW Rock Festival anuncia datas e atração da 10ª edição



 O 10º PMW Rock Festival anunciou na tarde desta terça as datas de sua edição de 2013 - será nos dias 27 e 28 de julho, na Praia da Graciosa em Palmas.

A primeira atração confirmada, é a banda gaúcha Krisiun, que nunca se apresentou no Tocantins.


Riffs Desplugados apresenta: Os Mones - Dia 21/06 (Sexta).

O Riffs Desplugados, projeto que há 2 anos serve de palco alternativo para artistas e bandas do cenário independente de Manaus, apresenta no dia 21 (sexta), a edição de junho com a banda Os Mones.

O pocket show começa às 19h30 no Espaço Thiago de Mello da Saraiva Megastore com entrada franca. Nos intervalos vai rolar sorteio das "marmitas culturais" (adesivos, camisetas e CD’s e outros).

O Riffs abriu a “Temporada 2013” no mês passado com o show da banda SentaPua, que voltou ao cenário local depois de um hiato de 11 anos.


No dia 30/06 o projeto desembarca na cidade de Fortaleza (CE) onde realiza a primeira edição fora do Amazonas, com a banda Sátiros, um dos grandes nomes da cena rock independente de capital cearense. A apresentação faz parte do intercâmbio Norte/Nordeste, que sempre foi uma das metas do projeto.  


Confira as próximas atrações do Riffs Desplugados

30/06 – Sátiros – Saraiva Megastore Iguatemi – Fortaleza (CE)

19/07 – Essence

21/ 08 – Infâmia

20/09 – BQuadro 


Os Mones 

Formada em 1999, a banda faz um punk rock com influências de Ramones, Sex Pistols, Clash.

A banda tem 2 EP’s lançados “Tudo Pode Mudar” de 2001, e “Não Me Importo Com Nada”, de 2004. Em agosto de 2012, Os Mones gravam o EP “Cerveja e Rock n Roll”,que traz os hits “Baby Cerveja, “Surf Pororoca” e “Opalão”.   Em março a banda lançou mais um single “Garota Rock n Roll” gravado no estúdio Nosso Bolso Records. 


A banda é formada por Ray( Baixo e Vocal) Linconl ( Vocal), Aercio (Bateria) e Fúlvio (Guitarra) e Julios (Guitarra). Recentemente a banda fez parte do line up do Hey You Music Festival, evento que ainda contou com Korzus, Os Inocentes, Blind Pigs, Matanza e Rock Rockets. 



Realização:

Saraiva Megastore, Sandro Nine e Manifesto Norte


Apoio:

Push Play

Coletivo Canoa Cultural (RR)

Canoa Pop

Som Independente


Som do Norte


Polo Norte

Drifter Rock


Sobre a Cena


Uzineiro




Por Sandro Nine


Mapeamento 2013: Diga Logo se me Queres Antes que Eu Mude de ideia


67

Banda - Turbo 
Cidade/ Estado - Belém (PA)
EP
Número de faixas - 5
Gênero/ estilo - rock/pop
Data de lançamento - 8.6.13

Ano passado, a banda Turbo lançou pelo Som do Norte um EP dedicado aos namorados (intitulado Um Dia Todos Iremos nos Apaixonar, Mesmo que Seja pela Pessoa Errada -http://pagsocial.com/d/1T9.aspx). Este ano, repete a dose com outro disquinho de título um pouco menor, mas igualmente quilométrico. Participações especiais de Natanael Andrade (Johnny Rockstar, ex-Eletrola), tocando violino em "Estilo Lemmy" (alusão ao jeito de Lemmy, baixista inglês criador da banda Motörhead, tomar uísque Jack Daniel's, com gelo e coca-cola) e Larissa Xavier (A Volta do Astronauta, La Orchestra Invisível) cantando com Camillo Royale em "Diga Logo". O tema das faixas varia da declaração de amor pouco convencional ("Estilo Lemmy" e "Diga Logo"), a celebração do amor feliz ("Cara de Sorte") e a tristeza pelo amor não-correspondido ("Coisas do Coração Loser" e "Crudelis Females", que cita Clarice Falcão, porém lembra o procedimento de Jorge Benjor usar um título em latim para uma canção em português).