Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

segunda-feira, 25 de março de 2013

Keila (da Gang do Eletro) elogia Camila Barbalho (da banda B3)

Camila Barbalho 
(à esquerda, Moisés Barbosa e Fabrício Bastos)

Keila Gentil EletroEu estava chegando no Bar Palafita (Belém) no começo-do-final da tarde desse domingo, 24 de março, quando vi que alguém me cumprimentava; olhei melhor e reconheci Keila Gentil (à direita) que voltou há pouco dos Estados Unidos, onde sua banda Gang do Eletro se apresentou no festival SXSW. Conversamos um pouco sobre a viagem, o show, e em seguida nos dispersamos na multidão que já enchia o local. 

Dali a pouco, já curtindo o show da banda B3, bem rente à beirinha do palco, vejo Keila me chamando novamente, para me perguntar, animadíssima:

- Quem é essa menina que tá cantando?

Respondi:

- É a Camila Barbalho, essa é a banda dela, a B3. 

Keila:

- Nossa, ela é ótima! Canta bem, toca bem, é a alma dessa banda!

Mal sabia Keila que nesse domingo estávamos comemorando o aniversário de Camila (que na real foi mesmo na quarta, 20, data comemorada em família. A festa com os fãs da banda tinha que ser mesmo no final de semana). 24 aninhos muito bem vividos, sendo 10 (sim, amigo, DEZ) deles dedicados à B3, com passagens por trabalhos com as cantoras Nanna Reis e Aíla (com direito a participação na gravação do CD Trelelê) e com a banda Suzana Flag, sempre em paralelo a seu trabalho como cantora e baixista da B3, que sempre foi, é e continuará sendo sua prioridade. Sua e de seus parceiros Fabrício Bastos e Moisés Barbosa (guitarras) e Maurício Costa (bateria). 

Talvez em função do aniversário, vimos Camila numa noite inspiradíssima, em que brilhou nos sucessos já costumeiros da B3 (como o medley latino com "Volare" em italiano e "Llorando se Fué", em espanhol, que tal? Isso sem contar que entre um terço a metade do show ela canta em inglês), mais um bloco de brega (que dedicou a mim, obrigado!, contendo "Ao Pôr-do-Sol", "Minha Amiga" e "Amor, Amor"), além de um set de carnaval baiano (com destaque para "Meia-Lua Inteira", de Carlinhos Brown, sucesso na voz de Caetano Veloso, e "A Luz de Tieta", do próprio Caetano), arrematado por clássicos de Jorge Ben ("País Tropical", "Fio Maravilha", "Taj Mahal" e "Chove Chuva"). Enfim, eu estava tentando evitar o clichê no final, mas vamos lá: Camila era a aniversariante, mas fomos nós os presenteados com seu talento!

3 comentários: