Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 23 de dezembro de 2012

Foi Show: Tributo a Cássia Eller

Foi um grande sucesso o Tributo a Cássia Eller prestado ontem à noite pelos artistas paraenses Danniel Lima e Joelma Klaudia, no CamarIN Cultural (Belém). 



Joelma e Cássia nasceram na mesma data, 10 de dezembro. Cássia foi uma das influências para Joelma se decidir a cantar fora da igreja - a outra foi Janis Joplin -, e em função disso já havia feito um show em homenagem à colega carioca em 2010. Sua nova investida no tema na verdade se deu a convite de Danniel, que há algum tempo vinha lhe falando da ideia. Acertadas as agendas, escolhido o local, a dupla lançou-se de cabeça no tributo. No que fez muito bem, diga-se. 

A seleção cantada não se ateve aos grandes sucessos de Cássia, incluiu temas não tão difundidos, incluindo algumas ela gravou mas que são conhecidos de nós em outras vozes. Foi o caso daquele que pra mim foi o melhor momento do show, uma sequência de três canções interpretadas por Joelma - "Música Urbana", do Legião Urbana, "Eu Sou Neguinha?", de Caetano Veloso, e "Top Top", dos Mutantes (a única das três imediatamente associada a Cássia, que a incluiu em seu Acústico MTV, de 2001). Joelma soltou o vozeirão em "Música Urbana", que transformou num blues rasgado, lamentoso, poderoso (ao repeti-la no bis, incluiu um vocalise do guitarrista Figueiredo Jr.). Em "...Neguinha?", brincou com a letra, incluindo nomes de lugares como a Pedreira (bairro de Belém) e Altamira (sua cidade natal).  "Top Top", levada como rockão, contou com o coral da platéia. 



Outro grande momento foi quando Danniel, sentado na beirinha do palco, cantou "All Star" (foto acima). Danniel brilhou ainda em "Luz dos Olhos", bem como nos duetos com Joelma, em especial "O Segundo Sol", que abriu o show (logo após um rápido bate-papo entre os dois, ainda com a cortina fechada, gozando o tema do fim do mundo que não houve) e "Por Enquanto", que o público também cantou em coro com os artistas. O mesmo aconteceu em outro momento solo de Joelma: a clássica "Malandragem". 


Um quadro de Joelma Klaudia na galeria do 
CamarIN? Não, ainda não. Na parede da direita há 
espelhos que, dependendo do ângulo em que 
você está, refletem a imagem do artista no palco.


  • A lamentar, apenas o gelo absoluto em que a casa foi mantida durante o show, com o ar-condicionado ligado no máximo o tempo todo. A noite nem estava tão quente assim, até porque tem chovido forte diariamente em Belém neste dezembro. 

Um comentário:

  1. Show Incrível! Os dois em perfeita harmonia juntos! É tão bonito ver dois amigos que se amam dividir um palco! Perceber o carinho que eles tem um com o outro... As brincadeiras, os sarros... Eles fizeram nos achar um pouco intimos deles tb! Foi lindo! Adorei a importancia que eles deram para as músicas LADO B da Cássia que são as minhas preferidas! Destacaria Danniel cantando MALUCA! Acho que é a música mais dificil da Cássia e ele errasou!

    ResponderExcluir