Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 8 de dezembro de 2012

Foi Show: Aniversário d'O Charme do Choro

Carla, Camila, Dulci, Laíla, Jade e Rafaela
(Foto: Bruno Pellerin)

O grupo O Charme do Choro comemorou ontem seu 6º aniversário com show na Casa do Gilson, tradicional reduto de choro & samba em Belém. No show, que durou pouco mais de uma hora, ouvimos clássicos do choro brasileiro (como "Ingênuo", de Pixinguinha, num arranjo curioso que incluiu trinados na flauta) e também alguns dos temas que fazem parte do CD do grupo, já gravado e com lançamento previsto para março de 2013. Não faltou também um número já aguardado nas apresentações deste sexteto - seu criativo arranjo para "Uirapuru", de Waldemar Henrique, geralmente mais difundida como canção erudita para soprano e piano.  

Foi também de Waldemar uma das músicas escolhidas para a única participação especial do show - Camila Honda cantou "Tamba-Tajá", e em seguida interpretou lindamente um choro-canção em homenagem a Adamor do Bandolim, mestre do choro paraense, presente na plateia. 

Tivemos assim uma noite bem agradável, pena que bem no momento mais intimista do espetáculo (quando Jade ao bandolim, Camila ao violão e Carla ao cavaquinho apresentam a valsa "De Coração pra Coração", de Jacob do Bandolim), em uma mesa próxima ao palco um grupo animado cantava parabéns, isso logo depois de Dulci ter solado o "Parabéns pra Você" na flauta, dedicando a canção aos aniversariantes presentes. O fato me surpreendeu porque, até ali, eu vinha notando um respeito carinhoso por parte de todos pela interpretação d'O Charme, algo incomum em casas de show que tem serviço de bar durante a apresentação do show. 

  • Adamor estava ali não só para prestigiar o aniversário d'O Charme, mas para agradecer a Yuri Guedelha a doação recebida para seu tratamento ocular  (seu dele, Adamor)  O show que Yuri fez no dia  2, Dia do Samba, na Casa do Gilson, teve parte da renda revertida para o bandolinista. 

  • Encerrado o show d'O Charme, seguiu-se a atração habitual das sextas na casa - o show Samba de Doutores, com Yuri Guedelha & Sarau Brasil, que além de clássicos como "Que Samba Bom" e "Tico-Tico no Fubá", promoveu também uma homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga, trazendo sucessos eternos como "O Xote das Meninas" e "Sala de Reboco", levando muitos casais presentes a dançarem no corredor entre as mesas. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário