Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quarta-feira, 28 de março de 2012

Apóie o projeto Meridiano 50

Dois artistas de pontos extremos do Brasil - Arthur Nogueira, do Pará, e Gisele De Santi, do Rio Grande do Sul - pedem o apoio do público para estrear seu primeiro show em conjunto, Meridiano 50. O título faz referência à linha imaginária que une os dois Estados - e que no logotipo do Som do Norte é simbolizado pela cor amarela.

Você pode apoiar o projeto até o dia 12/4, através da página do Meridiano 50 no site Catarse (http://catarse.me/pt/projects/556-meridiano-50-show-de-arthur-nogueira-e-gisele-de-santi). O show utiliza-se desta forma relativamente nova de financiamento coletivo direto, em que cada um escolhe o que quer apoiar. Desta forma, além de espectador, você se torna um colaborador do projeto, ajudando a fazer acontecer aquilo em que acredita. Acompanhe abaixo o vídeo promocional e leia o release do projeto. Obs: com o apoio de 27 pessoas, arrecadou-se até mais que o valor inicialmente pedido e o show está confirmadíssimo!

Meridiano 50 from meridiano 50 on Vimeo.


No Brasil, riquezas são diferenças. A fecundação recíproca de diversas culturas moldou a nossa identidade artística. Vários momentos da história musical do país apostaram nesses extremos. E agora, chegou a vez do “Meridiano 50”.

Na geografia, o meridiano é um círculo de longitude, uma linha que cruza Norte e Sul. No Brasil, especificamente, o Meridiano 50 é um traço comum entre o Pará e o Rio Grande do Sul. Marca que agora passa a representar a união, no palco, de Arthur Nogueira e Gisele De Santi. Oriundos dos dois extremos do país, os artistas decidiram se encontrar no meio do caminho: São Paulo.

Aos 23 anos, Arthur Nogueira desenvolve trabalho baseado em experimentações com poesia e música. Possui dois álbuns lançados, Arthur Nogueira (2007) e Mundano (2009)("Disco do Mês" Som do Norte de fevereiro de 2010), e um EP virtual, Mundano+ (2010). Tem canções com Antonio Cicero, Omar Salomão, Dand M e outros poetas.

Aos 26 anos, formada em Música, Gisele De Santi gravou em 2010 o primeiro CD da carreira, Gisele De Santi, que lhe rendeu o Prêmio Açorianos – o mais importante da música do Sul – nas categorias “Intérprete” e “Revelação”. Trata-se de uma autora que passeia por diversos estilos, desde os ritmos característicos de sua região, ao samba, o jazz e o blues.

No show, a dupla pretende dialogar com as próprias diferenças e expor os desejos comuns. Para brindar a união, “Meridiano 50” conta com a participação de Péricles Cavalcanti. O cantor e compositor, ídolo de Arthur e Gisele, estava presente na noite em que eles se conheceram, em São Paulo.

Da milonga ao carimbó, com gosto de jambu e chimarrão, “Meridiano 50” tem início em São Paulo, no Teatro Oficina, e pretende, num futuro próximo, chegar a Belém e Porto Alegre. Tudo para provar que, no Brasil, afinidade tem a ver com diversidade.

SERVIÇO

Meridiano 50 – Arthur Nogueira & Gisele De Santi
Participação especial: Péricles Cavalcanti
19 de Abril de 2012 – às 21h – Teatro Oficina (SP)
Informações: meridiano50@gmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário