Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 31 de dezembro de 2011

Ouvimos: City Love - The Baudelaires


Neste dia final do ano, o site Pará Música publicou sua lista de melhores do ano. O CD mais votado foi Kitsch Pop Cult, de Felipe Cordeiro. Já o show apontado como o the best foi o lançamento do disco Peixe Homem, da banda Madame Saatan - este CD, aliás, ficou na 2ª posição (clique aqui para ler a notícia completa). Nos shows, ficaram em 2º lugar, empatados, o coletivo Terruá Pará 2 e o solo de Luê, Tu Já Rainha, que disponibilizamos para baixar aqui no blog: http://somdonorte.blogspot.com/2011/12/e-show-tu-ja-rainha-lue.html

Convidado pelo editor daquele site, Nicolau Amador, a participar da votação, eu optei por me abster, em função de ter, durante o ano, lançado CDs e EPs de várias bandas paraenses, além de ter promovido shows com diversas delas. Na lista dos discos, por exemplo, entrou o City Love, dos The Baudelaires, que lancei em rede com o Zap'n'Roll, em abril - o EP ficou em 10º lugar, empatado com Vontade de Dizer, de Marilda Couto e Eraldo Costa, lançado pela Na Music. Quem votou no disco dos Baudelaires foi a jornalista Vivian Carvalho, da equipe do Pará Música. Ela também apontou o show da banda como o 3º melhor do ano. Valeu!

Segue o texto que escrevi em maio sobre o EP para o Pará Música, e que não localizei mais naquele site.

***

CITY LOVE - The Baudelaires

No final de abril, apenas sete meses depois de lançar pelo selo Ná Music o CD School Days, The Baudelaires disponibilizaram para download seu novo EP, City Love (independente). O lançamento foi feito em conjunto pelos blogs Som do Norte e Zap’n’Roll – o editor deste, o jornalista Humberto Finatti, considera o quarteto de Belém uma das dez melhores bandas em atividade no Brasil.

As sete canções que compõem o álbum foram gravadas em quatro estúdios diferentes – Casarão Floresta Sonora, Jangoux, Ná Figueredo e Ataque da Baleia (de Diego Fadul, da banda Aeroplano, que faz participação especial na faixa-título). A multiplicidade de locais de registro não compromete de modo algum a qualidade e a unidade sonoras presentes no disco. The Baudelaires demonstram em City Love ter pleno domínio das características o gênero que abraçaram, o powerpop: belas melodias, letras em inglês, vocais harmonizados, guitarras distorcidas na medida certa – ou, nas palavras de Finatti, a “simbiose dos sonhos entre Beatles, Teenage Fanclub e algo de Weezer e Smiths”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário