Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 23 de outubro de 2011

10 coisas que eu preciso dizer sobre o show de ontem da Luê


1 - A cantora Luê fez um show sublime ontem no SESC Boulevard (Belém), uma prévia do que irá apresentar no próximo dia 8 de novembro na Choperia do SESC Pompeia (São Paulo).

2 - O show mostrou uma banda renovada, com os ingressos de Léo Chermont (guitarra) e Arthur Kunz (bateria) - a dupla que forma o Strobo.

3 - Já foi possível perceber uma modificação nos arranjos, com Léo semeando psicodelia e Kunz dando mais "peso" na bateria.

Rubens Stanislaw, Léo Chermont, Luê (em pé), Júnior Soares,
Rafael Barros (de costas) e Arthur Kunz (bateria)
(foto: Renato Reis)

4 - O set list foi: "Dunas da Princesa", "Sei Lá", "Tempo Invertido", "Nós Dois", "Cavalo Marinho", "Ave Manhã", "Sim", "Faróis", "Campo do Meio" e "Veneno". No bis, "Sei Lá" e "Cavalo Marinho". (Pouco mais de uma hora, já que devido à programação especial de outubro o SESC programara uma peça de teatro para iniciar logo em seguida). Foi a estreia no repertório de "Cavalo Marinho", parceria de Renato Torres e Ronaldo Silva.

5 - Originalmente, "Veneno" foi composta por Ronaldo Silva com o título de "Rodopiado". Porém, nos ensaios, de tanto os músicos se referirem à canção por este nome, ela foi incluída assim no set list. Resta saber se Ronaldo aprovará a mudança...

6 - O show em São Paulo acontecerá apenas 4 dias após Luê completar um ano de carreira (sua estreia foi em 4 de novembro de 2010, participando de um show de Arthur Espíndola - reveja na Videografia dela que publicamos em abril).

Luê, a moça e sua rabeca
(foto: Renato Reis)

7 - A evolução de Luê como cantora nesse pouco menos de um ano é impressionante. Ela demonstra domínio da técnica, segurança, expressividade e dá a interpretação mais adequada a cada canção. Está à vontade no palco, inclusive quando conversa com a platéia - o que ontem pouco pôde exercitar devido à apresentação ser muito breve.

8 - Creio não ser mais necessário falar da técnica de Luê enquanto instrumentista. Mesmo que os arranjos fiquem mais "pesados" (em "Cavalo Marinho", alguns espectadores brincaram falando em rock), a rabeca seguirá dando o toque de tradição paraense da qual a intérprete não parece interessada em abrir mão (oba!).

9 - Vários artistas da cidade, entre eles Iva Rothe, Arthur Espíndola, Arthur Nogueira e Yasmhin Friaça, prestigiaram o show de Luê.

10 - Aproveitei, ao final, para convidar Luê para fazer um dos próximos Som do Norte na Saraiva. Estamos pensando também em nova Videografia, além de algumas surpresinhas que vocês saberão em breve.


7 comentários:

  1. HUMM! Bora bora,me conta logo qual é a surpresa! Hahaha..!

    Monique Pinheiro!

    ResponderExcluir
  2. Lindo Fabio!
    Que notícias boas saber que foi um showzão! Já era de se esperar! Luê tem muito talento e merece o que está vindo!
    Um beijo nos dois!
    Juliana Sinimbú

    ResponderExcluir
  3. Lindo é você comentando aqui, você que foi uma incentivadora tanto pra Luê começar a cantar quanto para que eu lançasse o blog.

    Foi um showzaço, sim, os paulistas podem esperar algo MUITO bom!

    Beijo, Juliana!

    ResponderExcluir
  4. Uau Fábio, consegui voltar ao show mentalmente lendo esse post...
    A Luê é realmente incrivel e evoluiu muito mesmo! Vida longa a carreira da cantora!

    Parabéns Fabinho pelo belo trabalho! Aguardando essa suspresa.. Bjos
    Liz Ohana

    ResponderExcluir
  5. Que legal, Liz, a ideia é mesmo esta, passar a melhor impressão do show para quem não tenha ido (e que seja um texto legal também para quem foi). Obrigado pelo seu comentário. Bjos.

    E vida longa à carreira da cantora!

    ResponderExcluir
  6. Legal é ver a Luê passando por toda essa "cena" focada no estilo um pouco mais brejeiro. Ótima Herança do pai.

    ResponderExcluir