Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 31 de julho de 2011

Foi Show: Verônica Padrão em Lima (Peru)

Por Rose Farias*

Cantora Verônica Padrão contagia público peruano na Feira Internacional do Livro - Artista representou o Acre na noite dedicada ao Brasil

Com uma voz marcada por uma forte sonoridade na interpretação de ritmos das várias vertentes da música regional da Amazônia, além do forró, a bossa nova e o samba, a cantora Verônica Padrão contagiou a plateia da 16ª Feira Internacional do Livro de Lima (FIL-Lima), com o show Toadas Amazônicas, na quarta-feira, 27. A artista representou o Acre na noite dedicada ao Brasil, que contou com o apoio do governo do Estado, através da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour e Secretaria de Estado Turismo e Lazer.

O show, com uma hora de duração, reuniu um repertório de compositores nacionais e regionais como Keilah Diniz, Paulo Arantes, André Dantas e Zé Kleuber. A cantora esteve acompanhada pelo músico James Fernandes no violão, também diretor musical do show. Para marcar o intercâmbio entre Acre e Peru, Verônica dividiu o palco com os percussionistas peruanos Julio Tirado e Sandro León.

Homenagem a Suzana Baca

Um dos grandes momentos do show foi a homenagem que a cantora fez a Suzana Baca, interpretando "Maria Landó", o que rendeu fortes aplausos da plateia que lotou o auditório César Vallejo. Vencedora de um "Grammy" em 2002 com o álbum Lamento Negro, Baca é a voz mais conhecida da música afroperuana. Suzana assume nesta quinta-feira, 28, o cargo de ministra da Cultura do Peru, nomeada pelo presidente Ollanta Humala, e será a primeira governante negra desde a Independência do país, em 1821.

- Foi muito emocionante. Senti o carinho da plateia durante todo o show. Ser acompanhada por James Fernandes e os percussionistas peruanos Julio e Sandro foi de uma afinação muito forte entre nós. Isso comprova a importância da integração cultural. Temos muito o que intercambiar pela rica diversidade cultural entre os dois países. A homenagem a Suzana Baca é uma forma de cantar para que isso aconteça. O Acre é esse elo - comentou a cantora.
NR: O Acre foi o único Estado brasileiro presente na FIL-Lima 2011.

*Assessoria FEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário