Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 4 de junho de 2011

Foi Show: Álibi de Orfeu

Ontem, o show Tributo ao Rock Brasileiro - Secos & Molhados e Mutantes, no Teatro Gasômetro (Belém), marcou oficialmente a estreia da cantora Gabriella Florenzano (abaixo, ao lado de Rafael Mergulhão) como vocalista da banda Álibi de Orfeu. Na semana passada, a nova formação da banda já havia feito dois pocket shows, um na Saraiva MegaStore, na sexta, 27 de maio, e no Ensaio Aberto Ná Figueredo, no sábado, 28.

Acompanhei os três eventos e posso dizer que a nova formação da banda (os guitarristas Rafael Mergulhão e Elaine Valente ingressaram no Álibi no começo do ano) demonstra já uma boa coesão, parecendo que todos tocam juntos há bem mais tempo. Gabriella, em especial, tem deixado aflorar mais seu lado rock'n'roll a cada apresentação, ela que até abril dedicava-se unicamente ao canto lírico (volta e meia Gabriella utiliza expressivamente alguns recursos de bel canto, dando um toque especial e único à sua interpretação).

Rafael, Elaine, Sidney KC e Gabriella (à frente)
e Rui Paiva (ao fundo)

No repertório de ontem, alguns clássicos das bandas homenageadas (como "Sangue Latino" e "Ando Meio Desligado") e até canções menos óbvias (como "Hierofante" e "Jardim Elétrico"), todas, portanto, das décadas de 1960 e 70, porém tocadas pela banda como se fossem inéditas do Álibi de 2011, sem a mínima sombra de preocupação de soar "cover" (ainda bem). O repertório da banda deu as caras no final: o bis teve "Só Veneno", "Agora Não" e "Confissões".

  • Quer ouvir mais sons próprios do Álibi? Então compareça hoje e nos outros sábados de junho ao Galpão 1 da Estação das Docas, onde a banda fará temporada no projeto Ensaio na Estação, das 16h30 às 18h, com entrada franca/ acesso grátis/ na faixa.

4 comentários:

  1. Valeu, Fábio, pelas palavras, pela presença e pelo apoio! Para o alto e avante! :) Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Esse show já esta sendo considerado um dos melhores do ano. A banda Álibe de Orfeu mostrou muita competência musical em reviver o trabalho dos Mutantes e dos Secos e Molhados, parabéns para todos

    ResponderExcluir
  3. A M.M Produções foi quem fez o som!!!

    ResponderExcluir