Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

terça-feira, 31 de maio de 2011

Na Rede: Para Entender as Mídias Sociais


Quando escrevi o texto O "Fim" do MySpace, publicado na minha coluna do Rockazine nº 2, que entrou no ar em 2 de maio, eu não tinha conhecimento ainda do projeto Para Entender as Mídias Sociais, uma iniciativa da minha conterrânea, a jornalista gaúcha Ana Brambilla., que fora publicado alguns dias antes Trata-se de um e-book coletivo que, como diz a própria Ana no blog do projeto,

"está longe de esgotar a amplitude do debate e dos conceitos que permeiam as redes de relacionamento, embora o título aponte para um 'beabá' - a fácil compreensão norteou o trabalho dos autores. Na busca constante - e talvez eterna - de avançar nesses entendimentos, é preciso que você continue o debate, crie novas perspectivas. Só assim este livro terá cumprido a sua meta."

No Núcleo Persona da obra, há o texto sobre Música, da jornalista e produtora paulista Kátia Abreu (à direita), que aborda tema semelhante ao meu, inclusive com uma avaliação muito próxima da minha a respeito de que o MySpace acabou provocando a própria decadência:

"Sua navegabilidade confusa e um sistema de busca nada amistoso permitiram pouco mais do que comentários postados nos perfis, o que acabou fazendo com que perdesse terreno para outras redes de relacionamento."

Depois de ler o que Kátia escreveu, descartei a ideia de revisar/aumentar meu texto, pois como apontou o músico rondoniense Ramon Alves no comentário que fez no Rockazine, faltariam ao menos Trama Virtual e Toque no Brasil - que Kátia menciona. Optei então por postar o texto de Kátia aqui, como imagem (você sabe, clicando em cima você amplia etc). Aproveite e conheça também o blog do e-book, onde você pode baixá-lo gratuitamente & na íntegra.




segunda-feira, 30 de maio de 2011

Caldo de Piaba na trilha do documentário Soldados da Borracha


Realizado em 2010, o documentário Soldados da Borracha conta a saga de seringueiros nordestinos e acreanos vivida entre o sertão, a floresta e a cidade, no Acre, no período da 2ª Guerra Mundial (em especial entre 1942 e 1945). O chamado "esforço de guerra" levou à produção em larga escala de borracha no Brasil, para suprir as frentes de batalha na Europa.

O filme, rodado em Rio Branco, Xapuri e Plácido de Castro entre junho e julho do ano passado, tem na trilha sonora três músicas do Caldo de Piaba: "Sborba" (do EP Volume Dois), "Lambada Nova" (que só entrou no Volume 3, que lançamos agora em maio; o filme usou o áudio de um vídeo que o Caldo gravou em São Paulo tendo participação especial do baterista Ppeu, do Mini Box Lunar, tocando guitarra - foi nossa Música do Dia de 13 de maio de 2010) e "Daimagem" (outra que entrou no Volume 3; a versão do filme é que foi gravada para a exposição A Imagem da Música, de Talita Oliveira).

O diretor Cesar Garcia Lima conta que esteve em Rio Branco em abril do ano passado para pesquisar as locações e aí ouviu o então recém-lançado Volume Dois. O que aconteceu?

"A música "Sborba" (nome de um antigo clube de Rio Branco, frequentado pela "velha guarda", e recentemente restaurado pelo Governo do Acre) me remeteu imediatamente ao filme, como um bolero pop em que o antigo rejuvenesce.", contou o diretor no blog do filme, no post Caldo de Piaba : trilha sonora entre a tradição e a novidade.

Soldados da Borracha estreou como Rubber Soldiers no dia 22 de maio em Austin, Texas, Estados Unidos, na seleção competitiva do 14th Cine Las Americas International Film Festival. Aqui no Brasil, ele passou na sexta-feira em duas capitais: no Rio de Janeiro, na 2ª Mostra Etnodoc, no auditório do Museu do Folclore Edison Carneiro, às 18h30; e em Manaus, na Mostra Etnodoc, no Palácio Provincial, às 19h.

A próxima exibição anunciada é na TV Brasil, a partir de 9 de junho. Aguardemos.


domingo, 29 de maio de 2011

Na Rede: Gaby Amarantos no A Música Transforma


Assista o depoimento de Gaby Amarantos contando como a música transformou sua vida, e como a tem ajudado a transformar a vida de muita gente. As gravações aconteceram em Belém, sendo realizadas em parte no Ver-o-Peso.

Agenda Maringá: 33º Femucic


Na 33ª edição do Femucic - Mostra de Música Cidade Canção, seis artistas do Norte - Alcyr Guimarães (PA), Antônio Zacarias de Lira (RR), Cley Luna (AP), Grupo Sapecando no Choro (PA), Ketlen Nascimento Gomes (AM) e Patrícia Bastos (AP) - irão cantar no total oito músicas (Patricia e Sapecando terão duas, cada um)(veja a relação das canções clicando aqui)

Embora o evento não seja competitivo, não deixa de haver uma disputa, em várias etapas. Primeiro, foram 800 inscrições para selecionar as 52 músicas que serão apresentadas no palco do Teatro Marista nos próximos dias 1º a 4 de junho. Dessas 52, apenas 16 entram no CD e DVD que será gravado ao vivo durante a Mostra. E quem escolhe? Segundo matéria publicada no site da Prefeitura de Maringá (PR), "uma comissão formada por técnicos e representantes da comunidade".

Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados na bilheteria do teatro a partir das 19h de cada dia.

No Estúdio: Leonardo Coelho de Souza


Recebi ontem esta lindíssima foto (clique na imagem para ampliá-la), acompanhada da seguinte mensagem de minha amiga, a grande fotógrafa paraense Walda Marques:

"oi fabio, o cd do leonardo coelho de souza vai ser lançado em agosto, tem o contrabaixo e direção musical do nei conceição, na bateria lucio vieira.
é um cd de musical instrumental brasileira. todas as musicas são de composição do leonardo.
tem fotos em estúdio lá no rio onde rolou a gravação e tem fotos minhas que é essa que estou te mandando. beijos!
se vc gostar divulgue, valeu!!"

Música no campo: Uma orquestra sinfônica no meio de um assentamento rural no Amapá

Por Mariléia Maciel
(Fotos: Márcia do Carmo)

No dia-a-dia de trabalhadores que vivem da agricultura familiar, em um assentamento rural, um grupo de crianças e adolescentes aprende de Beethoven e Chopin a Vinícius de Morais e Tom Jobim. Esse lugar é Bom Jesus, no município de Tartarugalzinho, norte do Amapá, palco de ensaio e apresentação da Orquestra Sinfônica Florescer, formada por filhos de trabalhadores rurais que começam a mudar seus destinos de futuros agricultores e descobrem a arte através da música. São 70 crianças de 8 a 17 anos que, na folga da escola, por algumas horas trocam a enxada por flautas e outros instrumentos de sopro e corda vivendo uma experiência nunca imaginada por nenhum dos moradores do assentamento.

A única pessoa que sonhou com o que hoje é realidade foi a enfermeira Íria Sá, que despertou nas crianças a curiosidade, e agora paixão, pela música instrumental, dando um outro sentido às horas que passam na improvisada escola de música. Íria trouxe para atualidade seu antigo gosto pela música que começou quando estudou piano, ainda adolescente. Ela, que trabalha no único posto de atendimento de Bom Jesus, cansou de ver crianças virando jovens e, ao terminar o ensino fundamental, se acomodarem sendo pais prematuramente seguindo a sina herdada de lavrador e dona de casa, sem qualquer perspectiva de mudança cultural e profissional.


Foi essa preocupação com a pobreza aliada à falta de opção que levou Iria a sonhar em mudar o destino das crianças. Era o início, há dois anos, da realização do sonho da Orquestra Florescer. O décimo-terceiro salário de Iria foi usado para que as flautas fossem compradas e a iniciação musical das crianças acontecesse com o que ela aprendeu nas aulas de piano. Conta Íria:

- Aos poucos fui conquistando os pequenos, despertando neles o interesse pela música instrumental, não foi fácil, todos sabem que em lugares onde moramos a preferência é por brega, melody e pagodes, o que não é proibido, mas hoje eles curtem também música clássica e MPB.

Casada e com três filhos saindo da adolescência, Íria os mandou para Macapá onde estudam e aprendem técnicas musicais na Escola Walkíria Lima. Nos fins de semana eles retornam para Bom Jesus e ensinam o que aprenderam para a mãe, que repassa aos alunos. Desde 2009 duas turmas foram formadas e hoje, os primeiros são responsáveis também por ensinar os mais novos:

- Todos estamos aprendendo, é uma via de mão-dupla muito importante, uma experiência única em uma vida educar o ouvido dessas crianças. Despertar nelas o talento e vê-las tocando não tem preço, me emociono de verdade.


A emoção não é particularidade de Iria, na primeira apresentação para uma platéia que não era somente de familiares, mas com autoridades como o governador Camilo Capiberibe, o prefeito de Tartarugalzinho, Rildo Gomes de Oliveira, e secretários, eles deram a mensagem emocionante (sic).

Foi durante uma ação inédita no interior do Amapá, que vem coincidentemente reforçar o trabalho de Íria, a inauguração da Casa de Cultura de Tartarugalzinho. Com espaço para aulas de artesanato, canto, dança e música, a direção pretende institucionalizar iniciativas como a de Bom Jesus, trazendo crianças e adolescentes para a Casa. Os pequenos músicos inauguraram o local vestidos com a primeira doação: as camisas. Empolgados, tocaram sinfonias famosas e se esforçaram no canto do coral, que desafinou com elegância e compreensão da platéia por conta da mudança de voz de alguns vocais. Do ensaio na única escola de ensino fundamental do assentamento, até agora essa foi a apresentação mais importante da Orquestra e conseguiu um feito especial, que é a admiração dos que os assistiam pela primeira vez e a garantia de apoio do Governo do Estado.

Um salto importante para quem não imaginava um futuro diferente da rotina de campo, enxada e feiras. A professora tem outro desejo além de mais instrumentos e uma sala acústica a conquistar, ela quer que os alunos que estão terminando a 8ª série tenham uma cama em casas de família em Macapá para que continuem o segundo grau e estudem música. Uma conquista aparentemente fácil para quem realizou um sonho que parecia impossível: formar uma orquestra sinfônica em um assentamento nas brenhas de Tartarugalzinho, um município que pode se tornar referência pela experiência em meio à invasão de modismos instantâneos que alucinam ouvidos desavisados.


Agenda Boa Vista: Prévia Seletiva do Skinni Rock Festival

Por Victor Matheus

O Skinni Rock Festival entra na reta final da sua programação. Nos próximos dias acontecerão vários eventos, entre eles O ESQUENTA SKINNI, POCKET SHOW NA UFRR e BAR RORAIMA MOTOCLUBE e a PRÉVIA SELETIVA que classificará a última banda a participar do evento principal no dia 11 de junho no SESC Centro.

A Prévia Seletiva acontecerá na Chopperia Chacrinha (Av. Nossa Senhora da Consolata – Centro) ao Lado da Confrontos Lan House e Espaço Domus).

VOTAÇÃO


A dinâmica de votação seguirá o modelo do “voto remunerado”. Durante a apresentação das bandas concorrentes, urnas de votação estarão disponíveis no balcão da Chopperia Chacrinha. Cada ficha de Chopp corresponderá a 1 (um) voto e no ato da compra do Chopp o cliente deposita a ficha na urna da banda que escolher e recebe seu Chopp Gelado. Ao final das apresentações a Produção do Evento juntamente com as bandas participantes contabilizará os votos e em seguida divulgará a banda vencedora da prévia.

BANDAS


Um total de 4 bandas participarão da prévia seletiva. Cada banda terá 40 minutos para se apresentar (incluindo a troca de instrumentos). A banda H.C.L fará uma participação especial como banda convidada.

PROGRAMAÇÃO

22:00h - ROLLING BONES
22:30h – INSERT ROCK
23:10h – MR JUNGLE
00:00h – ALTF4
00:40h – H.C.L

Além dos shows, a programação conta ainda com o sorteio de Chopps, Brindes e Ingressos do Festival para o público presente no evento.

Também haverá cobertura na rede, pelo twitter, facebook, e promoções na página do facebook do Festival.

As campanhas sociais do Festival também estarão acontecendo. O público que quiser colaborar com doação de alimentos e roupas para a Casa do Vovô e Abrigo Infantil da Prefeitura de Boa Vista pode levar os donativos que a produção do evento receberá no local. A doação de resíduos para a reciclagem (latas, garrafas de vidro, garrafas pet, copos plásticos, etc) também poderá ser entregue no local.

A Chopperia Chacrinha ainda conta com os serviços de wireless free para os clientes, um cardápio completo de petiscos, chopps variados, pratos executivos, tvs full HD, estacionamento próprio, 2 ambientes, e muita gente bonita.

* Publicado originalmente

Na Rede: Madame Saatan em Belo Horizonte


Você conhece Delegado129? Eu também não sabia dele até ontem, quando ele postou este vídeo. Através do perfil de Delegado129 no YouTube, pude deduzir que ele é no mínimo um ouvinte atentíssimo a cena metal de Belo Horizonte, incluindo-se aí tanto shows de bandas locais quanto concertos que passem pela cidade - como a Noite do Metal que o Conexão Vivo promoveu no Lapa Multishow no dia 20 de maio, reunindo a mineira Eminence e a paraense Madame Saatan.

Neste vídeo, vamos assistir os primeiros nove minutos do show do Madame, que abre com uma faixa do novo disco, "Respira" (a mesma que, na semana anterior, teve clipe gravado em Belém, como noticiou sexta o blog da ProRock).

Obrigado, Delegado129!

sábado, 28 de maio de 2011

O sonho de Juliele é cada vez mais real!


No começo desta tarde, por volta de 13h30, recebi um telefonema de Macapá. Era Carlos Lobato, produtor executivo da cantora Juliele, que queria que eu tivesse o privilégio da primeira audição da música que a cantora gravou há uma semana no Rio de Janeiro: "Sonho Real", inédita de Luiz Melodia e Renato Piau.

Embora seja evidente que ouvir uma canção por telefone não é exatamente o ideal, foi sim possível sentir o clima romântico da canção, uma letra em que um eu-lírico feminino se declara a seu amado. O blues que seria o andamento original da música ganhou ares de bolero no arranjo do maestro Manoel Cordeiro. Tem tudo para ser um dos destaques do próximo CD de Juliele, que deve ser lançado em um mês, no máximo.

Aguardemos!

Na Rede: Veludo Branco em Manaus

Por Sandro Nine*


Veludo Branco em ação

 Em 1973, John Lennon passava por um dos momentos mais criativos de sua carreira desde o fim dos Beatles, porém seu casamento com Yoko Ono estava em ruínas. Cansado das brigas com a mulher, Lennon resolveu dar um tempo e se mandou de mala e cuia para Los Angeles. Essa momento podreira da vida do mais rock n roll dos Beatles, ficou conhecido como “Lost Weekend”, ou seja, “ O fim de semana perdido”. Festas, sexo, drogas, rock n' roll, jam sessions on the rocks históricas com David Bowie, o amigo de Fab Four Ringo Starr, Lou Reed, Elton John, Mick Jagger, Keith Moon (The Who), Harry Nilson, Alice Cooper e ainda deu tempo pra rolar uma treta com Phil Spector, o sequelado produtor que hoje curte umas férias enjaulado pelo assassinato da esposa. Um verdadeiro Rock n Roll Circus, que todo a banda que se preze gostaria de ter participado.


A banda Veludo Branco em ação na cidade de Manaus


Dada às devidas proporções a VELUDO BRANCO teve o seu “Lost Weekend” em Manaus, só que de maneira menos destrutiva. Duas semanas intensas de entrevistas (blogs, rádios e TVs locais), ensaio no Estúdio Garagem 30, dos músicos Augusto Nunes e Aline Castelo, ambos da Roodie, visita a loja de instrumentos musicais na zona franca, contatos com bandas da cena local (Marlon Lacerda da Evil Syndicate, Rafael Marques, Sweet Beer, Gabriel “Foca” Araújo, Roodie, AJ e Luiz Roberto, Coyotes Voadores, Markitto, Ed Ondo, hospedagem solidária no QG do Manifesto Rock, um churrascão com direito a piscina regado a breja gelada para benzer a brincadeira na casa de Eduardo Molotiesvski da Tudo Pelos Ares, e dois shows fodásticos na bagagem (sexta no Motorock Bar e sábado no show do Rock Rocket).

Motorock Bar – Sexta (06/05)


A chuva que caiu em Manaus na sexta (06/05), não apagou a vontade dos rockers locais em prestigiar o 2º show da VELUDO BRANCO na capital em 2 semanas. A banda subiu ao palco e fez um show de lavar a alma. Um rock n´roll autêntico e bastante entrosado com performances eletrizantes e set com os hits da banda, além de uma sequência de clássicos do rock, fez esquentar a galera. Um pequeno aperitivo para o prato principal que viria no sábado no show do Rock Rocket.

Veludo Branco - Especial Manaus - Parte 1


Show Veludo Branco & Rock Rocket
Quadra da Vitória Régia (07/05)


Um público considerado se fez presente a Quadra da Escola de Samba Vitória Régia para a apresentação dos paulistas do Rock Rocket. Punks, góticos, headbangers, rockers, riot girrrls, barraca com produtos das bandas, cerveja barata, enfim, uma atmosfera perfeita para uma noite de rock n roll envenenado.

A Bodó Produções está de parabéns pela organização do evento, que teve poucos contratempos e um cuidado extremo com as bandas que fizeram o pré-show da noite.

Já passava da 1h, quando a VELUDO BRANCO subiu ao palco da quadra da Vitória Régia elevando a temperatura da noite. A banda praticamente já faz parte da cena rock de Manaus e mandou uma munição pesada no set list que começou logo de cara com o novo single candidato a hit “Amor Bandido”, que foi cantada pelo público presente que veio para ver a comentada banda de Roraima nessas últimas duas semanas.

Em seguida vieram “Veludo Branco Rock n´ Roll”, “Ela Só Me Faz Delirar”, “Suave Veneno” e o hino da Veludo “Opala Branco”, com performances de palco digna de Keith Richards do guitarrista e vocalista Mr.Gonzo, acompanhado pela cozinha do inferno do baixista Mirocem Beltrão e o polvo Cesar Matuza, que literalmente deu sangue a frente das baquetas. Um show vibrante, com um barulho de estourar os amplificadores, que empolgou a galera, fazendo a malucada pirar perto do palco com rodas de pogo, gritos inflamados e pedidos de bis.

Veludo Branco - Especial Manaus - Parte 2


Quem foi a quadra da Vitória Régia, pode conferir o que uma banda precisa ter para fazer sucesso: Energia, performances incendiárias, carisma e talento dos músicos, a força das músicas e o principal de tudo, humildade com “H” pintado de ouro. Como disse Mr.Gonzo no final da apresentação: “Tá dado o recado”.

Veludo Branco está na trilha do asfalto e não vai parar !!!




Veludo Branco, Sandro Nine, Caio e Emir (Radio Vertical)
*Jornalista e Colaborador do Blog Roraimarocknroll

Manifesto Rock – Cuia Coletiva – Intera On Line – Projeto Riffs Desplugados

(92) 9125 – 7727
sandronine33@hotmail.com
Twitter: @manifestoam


Agradecimentos:
Bodó Eventos
Rádio Vertical – www.radiovertical.com
Programa Transvertical – Transamérica Hits
Blog Roraima Rock n Roll – www.roraimarocknroll.blogspot.com



Publicado originalmente no blog Roraima Rock'n'Roll

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Contagem regressiva para lançamento do CD de Juliele


O segundo CD da amapaense Juliele começará a ser prensado nos próximos dias.

Logo após a gravação no final de semana passado no Rio de Janeiro, quando a cantora colocou voz no blues "Sonho Real", inédita de Luiz Melodia e Renato Piau, foram concluídos os trabalhos de mixagem e masterização, e aprontada a documentação para se encaminhar o disco para prensagem.

A previsão de lançamento, segundo o produtor executivo Carlos Lobato, é para final de junho ou início de julho.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Agenda Belém: Jeanne Darwich no Território Livre


Nesta quarta, 24 de maio, Jeanne Darwich se apresenta no Território Lounge Bar, na estreia do Território Livre. A cantora irá interpretar MPB, MPP, músicas francesas e, em especial, músicas do repertório de seu segundo CD, Voz do Sentimento, lançado no final do ano passado.

O Território Lounge Bar é uma das mais novas casas de Belém. Inaugurada no começo deste mês na Benjamin Constant, no local onde até 2010 funcionava o Relicário, o Território já é destaque entre as melhores opções noturnas na capital paraense. Para o espaço, o jornalista e produtor Fabio Gomes criou o evento semanal Território Livre:

- A ideia é que, além do público poder apreciar um show de qualidade a cada quarta, e ainda interagir pedindo músicas ou mesmo fazendo perguntas, os músicos que estejam presentes sintam-se à vontade para dar canjas ou fazer duetos com o artista convidado da semana; é este o conceito que levou ao nome Território Livre - explica Fabio, editor do blog Som do Norte.

Jeanne Darwich - Natural de Belém, Jeanne Darwich iniciou sua trajetória artística como bailarina; no Rio de Janeiro, onde morou por 9 anos, interessou-se pelo canto, o que a levou a estudar na Escola de Música Villa-Lobos. Seu trabalho final foi sobre a obra do compositor e maestro Waldemar Henrique. Em maio de 2000, voltou a Belém para montar um espetáculo com ritmos amazônicos, devido ao convite para representar o Brasil na Cari Fiesta, em Montreal (Canadá). Este espetáculo deu origem a seu primeiro CD, Em Canto Amazônico, lançado em 2005.

Em janeiro de 2011, lançou seu segundo disco, Voz do Sentimento, que tem por tema central o amor, em suas mais variadas formas - o amor sentimento, o amor correspondido, o amor abandonado e mesmo o amor em realizar desejos, como o de ir ao mar. Destacam-se a regravação de clássicos da década de 30 - "Sertaneja" (René Bittencourt) e "Noite Cheia de Estrelas" (Cândido das Neves), e a inclusão de um samba inédito de Paulo César Pinheiro, "Água de ouro".

Desde 2006, Jeanne organiza anualmente o evento solidário Mulheres com AVAO, que destina a bilheteria para a entidade que presta assistência a pacientes em tratamento de câncer no Hospital Ophir Loyola. Na edição deste ano, contou com as participações de Juliana Sinimbú e Gigi Furtado, além da convidada especial Zezé Motta - juntas, as quatro interpretaram "Andança" e "O que é, o que é", emocionando a plateia que lotou o Teatro Margarida Schivasappa neste sábado, 21 de maio.

SERVIÇO

Jeanne Darwich no Território Livre
Território Lounge Bar (Trav. Benjamin Constant, 1321, entre Braz de Aguiar e Nazaré)
Reservas: 91-3241-9868
Data: 24 de maio, quarta, 21h
Realização: http://somdonorte.blogspot.com/

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Oportunidade Brasil: A Música Transforma


O site AdNews publicou hoje o texto Vivo e Jota Quest lançam "A Música Transforma", sobre o concurso cultural que a Vivo irá promover para destacar talentos musicais de todo o Brasil. De acordo com o site, as inscrições abriram hoje e vão até 7 de junho, através da página da Vivo no Facebook.

Por enquanto, o que há no FB é uma página com chamada para aguardar maiores informações (você não precisa ter conta no Facebook para ver essa página), e um vídeo onde Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest, informa que artistas e bandas do Brasil poderão subir duas músicas através da página da Vivo no FB e, após seleção da Vivo e do Jota Quest, irão concorrer na votação online (que, segundo o AdNews, inicia em 15 de junho). Os vencedores irão participar de dois shows do Conexão Vivo e abrir um show do Jota Quest. À medida em que tivermos novas informações, iremos divulgá-las aqui.

Por ora, fiquemos com este clipe gravado pelo Jota Quest com participações de Gaby Amarantos (PA), Mestre Vieira (PA), Ilê Aiyê (BA), BaianaSystem (BA), Marina Machado (MG), Pedro Morais (MG) e Pereira da Viola (MG). As participações dos paraenses foram gravadas em Belém: Vieira na Estação das Docas, e Gaby ao lado do Forte do Castelo, na Cidade Velha. Gaby, aliás, comanda com seus improvisos o minuto final do clipe, convocando a galera:"É preciso jogar a mãozinha pro alto, sentir o batidão, balança esse chão..."

Central de Abastecimento: Volume 3 - Caldo de Piaba


O Som do Norte orgulhosamente apresenta o novo EP do Caldo de Piaba, o Volume 3. Sim, eu sei, você deve estar estranhando, porque faz apenas dois meses que outro EP da banda acreana, o Volume Um, foi nosso Disco do Mês. O fato é o seguinte: em março, lançamos gravações de 2009 (os primeiros registros da banda, algo histórico já - tem coisas que só o Som do Norte faz pra você).

Agora em maio, trazemos neste Volume 3 gravações que os piabas fizeram na Oi FM (São Paulo), ao participar em 14 de fevereiro do programa Qualquer Coisa. Como normalmente tem feito, a banda aproveitou um compromisso agendado fora do Acre para expandi-lo em outras oportunidades e experiências - o convite era pra tocar no dia 11 na 16ª Mostra Pratas da Casa, com as melhores atrações que o SESC Pompeia recebeu no ano passado (moral, hein?)(Ao lado, Saulim no show do SESC, em foto Crewactive).

Hospedado solidariamente na Casa Fora do Eixo, o Caldo pôde ficar mais dias na paulicéia desvairada, tocando no dia 12 no Estúdio M ao lado de Daniel Groove e a Massa Rara. Dois dias depois, a ida ao programa, assim comentada pela banda no dia 19 de fevereiro em seu blog Piaba no Kombão:

"Outro compromisso na capital paulista foi a ida ao programa Qualquer Coisa, da Oi FM. Comandado por José Flávio Jr, Paulo Terron e Max de Castro, este podcast que virou programa de rádio é um bate-papo descontraído sobre... qualquer coisa (!), com direito a banda convidada mandando sons ao vivo. Na segunda, dia 14, foi a vez do Caldo ser a banda convidada. Entre o relato da infelicidade de termos a guitarra e o baixo roubados na cidade de Porto Velho, histórias sobre a composição da música Daimagem, e "ritmos rurais urbanizados" sendo incorporados em bandas jovens como tendência da música contemporânea, os apresentadores também comentaram temas como: o Grammy, o Grêmio, chuvas torrenciais em São Paulo, aposentadoria do Ronaldo Fenômeno, entre outras quaisquer coisas."

O programa pode ser ouvido online na íntegra no site da Oi FM.

Esta gravação já mostra o novo momento do Caldo, novamente como quarteto, agora com um percussionista. Três das músicas - "Daimagem", "Lambada do Rei" e "I Want You" - são as versões tocadas pelo Caldo ao vivo durante o programa. As outras - "Lambada Nova", "Lambada Classe A" e "La Ardillita" - a banda gravou depois para o arquivo da rádio. Do repertório próprio, além de nova versão para "Daimagem", música composta para ser a trilha sonora de uma exposição da fotógrafa Talita Oliveira, temos enfim o registro de "Lambada Nova", que a banda já toca em shows desde o ano passado. Nas releituras, além de enfim gravar uma dos Beatles (os improvisos sobre melodias dos Fab Four costumam ser ponto alto das performances ao vivo dos Piabas), há uma reverência a dois mestres paraenses da guitarrada, que é uma influência notória & confessa da banda: o clássico "Lambada do Rei", de Mestre Vieira, e "Lambada Classe A", de Aldo Sena. Completa-se a lista com um cover da banda peruana Los Destellos - bandas do Peru e da Bolívia, países que fazem fronteira com o Acre, participam com frequência do Festival Varadouro, em Rio Branco.

Caldo de Piaba agora é:

Saulinho - guitarra
Miúda - baixo
Eduardo Di Deus - bateria
João Gabriel - percussão

Para baixar o Volume 3, clique na capa.



VOLUME 3
Caldo de Piaba - 2011

1 - Lambada Nova
2 - Lambada Classe A (Aldo Sena)
3 - Daimagem
4 - Lambada do Rei (Mestre Vieira)
5 - La Ardillita (Los Destellos)
6 - I Want You (The Beatles)

MP3 - 320 Kbps - 44 KHz
Duração - 21:40
Lançamento virtual - 18.5.11

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Na Rede: Vinheta do Skinni Rock Festival

Na Rede: SESC Paraná seleciona seis artistas do Norte para o Femucic 2011


O SESC do Paraná divulgou a relação de 52 músicas que serão apresentadas na 33ª edição do Femucic - Mostra de Música Cidade Canção, no Teatro Marista, em Maringá, entre 1 e 4 de junho. Foram mais de 800 inscrições de 23 estados.

Seis artistas do Norte foram selecionados, num total de oito músicas:

Artista: Alcyr Guimarães
Música: Alugado
Cidade: Belém - PA

Artista: Antônio Zacarias de Lira
Música: O Cantador da Amazônia
Cidade: Boa Vista - RR

Artista: Cley Luna
Música: Canção que vem do Amapá
Cidade: Macapá - AP

Artista: Grupo Sapecando no Choro
Música: De Encomenda
Cidade: Belém - PA

Artista: Grupo Sapecando no Choro
Música: Adamornizando
Cidade: Belém - PA

Artista: Ketlen Nascimento Gomes
Música: Amazônia
Cidade: Manaus - AM

Artista: Patrícia Bastos
Música: Eu sou Caboca
Cidade: Macapá - AP

Artista: Patrícia Bastos
Música: Demônio da Batom
Cidade: Macapá - AP

Veja a relação completa no site do SESC-PR.

Juliele viaja para gravar "Sonho Real", de Luiz Melodia



Nesta sexta-feira, 20 de maio, Juliele viaja de Macapá para o Rio de Janeiro, onde irá gravar no fim de semana num estúdio na Barra da Tijuca a canção inédita que Luiz Melodia compôs especialmente para o segundo CD da cantora amapaense: "Sonho Real".

Com letra de Luiz Melodia e música de Renato Piau, "Sonho Real" é originalmente um blues, que ganhou aspectos de bolero no arranjo do maestro Manoel Cordeiro. A participação de Melodia na gravação, fazendo dueto com Juliele, foi descartada, já que o "eu-lírico" da letra é feminino.

Tão logo a gravação seja concluída, "Sonho Real" será mixada, e em seguida retomam-se os trabalhos de masterização do disco, que deverá ser lançado no segundo semestre deste ano.


Na Rede: Jeanne Darwich no Acústico Matéria Prima

A cantora Jeanne Darwich participou nesta quarta do programa Acústico Matéria Prima, na rádio Cultura (Belém). Ontem mesmo o Portal Cultura colocou no YouTube este vídeo em que, acompanhada pelo violonista Cristóvão Moraes, ela aparece cantando "Pardonner" (em francês) e "Negro Sol". Ela interpretou ainda "Minha Missão".

No programa, Jeanne falou do show Mulheres com Avao - Ano VI, uma iniciativa sua, cuja renda é toda doada para a Avao. O show acontece no próximo sábado, 21.

Além deste show, Jeanne participa hoje do espetáculo Conto de Areia - Tributo a Clara Nunes, de Gigi Furtado, e estará quarta, 25 de maio, na estreia do novo projeto semanal do Som do Norte, o Território Livre, no Bar Território (aguardem detalhes).

Oportunidade Brasil: 9º FestCineamazônia


O FestCineamazônia - Festival Latino Americano de Cinema e Video Ambiental já está recebendo inscrições para sua nona edição que acontece de 8 a 12 de novembro próximo em Porto Velho.

Será aceita a inscrição de filmes (35 ou 16mm) nos gêneros Documentário, Ficção, Animação e Experimental até o dia 1º de agosto; os vídeos podem ser em qualquer formato com a duração de 1 a 26 minutos, no máximo. As obras com tempo superior a 26 minutos poderão, a critério da comissão organizadora, ser inscritas e exibidas nas mostras itinerantes dos bairros e cidades, fora de competição.

Uma modalidade também é dirigida aos profissionais de televisão que poderão participar apresentando trabalhos de vídeo-reportagem. Será a nona edição do Festival que já homenageou eminências do cinema, do teatro, da música e da literatura, como forma de reconhecimento de um trabalho que, de uma forma ou de outra, põe sempre em evidência a preservação do homem e da natureza.

* Publicado originalmente no
blog Zekatraca - 18.5.11

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Foi Show: I Festival Coletivo Poeira Rock


No sábado, 14 de maio, aconteceu em Marabá (PA) o I Festival Coletivo Poeira Rock, reunindo o cantor Ilo Machado (Marabá) e as bandas 16 Bits (Novo Repartimento), Prima Matéria, Teatro de Kimera e Belzeblues (todas de Marabá) e Sincera (Belém).

O festival foi tema de dois posts no blog do próprio Coletivo Poeira:

Filme do Dia: Pororoca 2010


O blog dos fãs da Stereovitrola publicou na terça, 10, o curta Pororoca 2010, dirigido por Serginho Laus, que tem na trilha duas músicas da banda amapaense: "Canção para Syd Barret" e "Automóvel Verde".

A disponibilização do curta acontece quase um ano depois que publicamos aqui no blog a matéria que Karen Pimenta escreveu a respeito para a Tribuna Amapaense, em 24 de maio de 2010: “Pororoca 2010”: Stereovitrola produz trilha sonora de curta-metragem


terça-feira, 17 de maio de 2011

Na Rede: Nós na Prevenção

Por Érri Jota*

Video Clip do Rap Nós na Prevenção é um Projeto de Prevenção ao uso indevido de Drogas, que sendo desenvolvido nas escolas, igrejas, tribos urbanas e distritos reibeirinhos e da BR de Porto Velho-RO, atraves da Coordenadoria de Juventude. O rap Nós na Prevenção cantados pelos Rappers Jac Remador e Mumu na Ativa, que já estão nessa caminhada à mais de 10 anos em Rondônia.



* Publicado originalmente no blog Repeiros do Norte

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Foi Show: Lançamento do Skinni Rock Festival


Esta foto de Lanne Prata foi a escolhida pelo blog Canoa Pop para representar o sucesso que foi o lançamento do Skinni Rock Festival, que aconteceu na Chopperia Chacrinha, em Boa Vista, na sexta, 13. O post é bastante sucinto, praticamente apenas registra o sucesso e remete à postagem de Victor Matheus, organizador do evento (e que aparece no centro da foto tocando guitarra, à frente de sua banda Veludo Branco) - falo do post publicado no blog Roraima Rock'n'Roll: SKINNI ROCK FESTIVAL: Uma revolução emergindo na cena rock roraimense?

Outros posts publicados no mesmo blog também repercutem o que foi a festa que deu início aos trabalhos do festival:
  • Um vídeo-documentário (abaixo) registra o que foi o lançamento, que teve, além da Veludo, shows da Johnny Manero (ex-Elvis From Hell) e Haadj. (veja o post original clicando aqui).

No Estúdio: Juliele vai gravar música de Luiz Melodia


Juliele volta ao Rio de Janeiro na quinta-feira para retomar a gravação do seu segundo CD. O disco já estava dado como pronto, chegou a ter a mixagem finalizada no mês passado (o trabalho foi acompanhado de perto pela cantora e seu maestro, Manoel Cordeiro).

Mas uma oferta inesperada fez com que a a equipe mandasse parar o trabalho de masterização do álbum: ao participar do Baile Livre, Leve e Solto em Macapá, no último dia 7, Luiz Melodia encantou-se com a voz de Juliele, e ofereceu-lhe uma letra inédita, que foi musicada dias depois por Renato Piau, violonista de Melodia.

A nova canção será gravada no Rio para ser incluída neste segundo disco de Juliele. Ela deve ter no acompanhamento os violões de Manoel Cordeiro e Renato Piau, e - talvez - faça dueto com o próprio Melodia na faixa.

Outra novidade relativa ao CD de Juliele é que a fotógrafa Walda Marques concluiu no final de semana o ensaio fotográfico que será usado como base para o encarte do disco, cuja arte será feita pelo capista Luiz Katmandu, de São Paulo. É de Walda a foto que ilustra este post, mostrando Juliele no Baile Livre, Leve e Solto realizado em Belém no mês de abril.

Luiz Melodia confirma receber seus direitos autorais


O cantor e compositor Luiz Melodia esteve em Macapá no dia 7 participando do Baile Livre, Leve e Solto da cantora Juliele. Na ocasião, conversou com Randolfe Rodrigues, o senador amapaense que propusera no dia 5 a instalação no Senado de uma CPI para investigar o Ecad. Melodia apoiou a iniciativa do senador.

Ao noticiar o apoio, no dia 9, o blog de Alcinéa Cavalcante, de Macapá, afirmou que "Melodia parabenizou o senador amapaense pela iniciativa e se colocou à disposição dele para contribuir com a CPI. Contou que a última vez que recebeu créditos do Ecad foi nos anos 80." Em função disso, ao repercutir aqui também no dia 9 esta publicação, destaquei que Melodia não receberia seus direitos autorais desde a referida década.

Em razão disso, no dia 13, recebi um e-mail da Approach, assessoria de imprensa que atende o Ecad, afirmando que "as declarações são infundadas e inverídicas", pois "Luiz Melodia recebe regularmente os valores de direitos autorais por execução pública de suas músicas no Brasil", através da associação à qual é filiado (o e-mail foi publicado aqui no dia 13).

Fazia-se necessário, portanto, um contato com Luiz Melodia para que ele pudesse esclarecer a questão. Agora há pouco, sua assessora Jane Pinto Reis encaminhou-me e-mail que o próprio Melodia enviou à sua associação, a Abramus, no dia 13:

"Não desmentindo o senador e apoiando a CPI por uma melhora geral de distribuição dos direitos autorais de uma forma justa para todos, venho esclarecer que em momento algum disse não estar recebendo os meus direitos de execução pública ao longo dos ultimos anos. Só comentei o fato que é sabido de que tem que haver uma melhor distribuição. Coloco a Abramus, minha sociedade desde 2003, à disposição para esclarecimentos, e espero que de nenhuma forma esse mal-entendido atrapalhe o trabalho do senador Randolfe.

Luiz Melodia"

Foi Show: Gigi Furtado e Cacau Novais

  • Realizamos sexta, 13, a terceira edição do Som do Norte na Saraiva, no Espaço Benedito Nunes da Saraiva MegaStore de Belém, tendo como convidada a cantora Gigi Furtado. Gigi nos encantou e divertiu, interpretando "Olhos Coloridos", "Mas que Nada", "Nação" e outras músicas de seus três shows solo, Na Veia da Nêga (de 2009, o primeiro show que o Som do Norte apoiou na vida), Samblack (com Roguesi) e Conto de Areia - Tributo a Clara Nunes (cuja terceira edição acontece quinta, dia 19, novamente com nosso apoio - saiba mais sobre o show clicando no cartaz). Abrindo os trabalhos, Gigi interpretou "Passageira", composição inteiramente sua, música e letra, que esperamos que esteja no CD Soul Samba que ela planeja para um futuro próximo.
  • No dia seguinte, no mesmo local, um pocket show de Cacau Novais marcou o lançamento do evento Conversas Culturais, iniciativa do site Ponto Zero em parceria com o Som do Norte, a ProRock, o Música Paraense.Org e a Saraiva MegaStore. Acompanhada pelo violonista Davi Amorim, Cacau interpretou sucessos da bossa nova ("Dindi", "O Morro não Tem Vez"), jazz ("Summertime") e até bolero ("Perfidia").
  • Na noite de domingo, Cacau fez o segundo show de sua temporada deste mês no Bar Municipal, na qual tem a parceria do violonista Bob Freitas. O repertório também navegou nas águas do jazz e da bossa, derivando também para um set de... rock'n'roll (sim! Um bloco só de Beatles, com direito a "Ticket to Ride", além de "Satisfaction" dos Rolling Stones). Mas, para mim, o maior momento da noite foi a interpretação esplêndida de Cacau para "Samba de uma Nota Só", sua integração com o violão de Bob nesse momento é perfeita, com destaque para o fraseado quase chorão da segunda parte ("Quanta gente existe por aí que fala tanto e não diz nada..."). A noite contou com canjas de Júlio Freitas e Joelma Klaudia (que cantou "Como Nossos Pais"). Joelma, aliás, está na maior expectativa para nos próximos dias pegar o visto para ir aos Estados Unidos, participar do festival "Afro Brazilian Arts 2011".

Foi Show: SOS Sílvia Lobo por Joana Vieira


No sábado, 14, aconteceu em Belém o show beneficente Somos Todos Iguais Nesta Noite, para arrecadar recursos para o tratamento da cantora Sílvia Lobo, que luta contra o câncer há cinco anos. Não tive como comparecer ao show, pois no mesmo horário estava no show de Cacau Novais na livraria Saraiva que marcou a abertura do evento Conversas Culturais, uma iniciativa do site Ponto Zero do qual o Som do Norte é parceiro. Para registrar o evento aqui, valho-me do relato e das fotos de Joana Vieira (publicados hoje no Blog da Joana - clique no link para ver o post original).

Aproveito para convidar você para assinar o abaixo-assinado que pede ao Governo do Estado do Pará que auxilie a artista na luta contra a doença.

***

"SOMOS TODOS IGUAIS ESTA NOITE"


Constelação de estrelas paraenses:
70 artistas juntos num show pra lá de emocionante

E sábado, um show no Teatro Margarida Schivasappa emocionou a plateia e a uma constelação de artistas que estiveram por lá para homenagear a cantora e interprete Silvia Lobo que está lutando contra um câncer e tem deixado muitos de coração apertado e magoado por causa do que vem enfrentando.

A cantora luta desde 2006 contra um câncer no útero e depois de enfrentar sérias dificuldades para manter o tratamento - tantos por questões de custeio, como por questões de burocracias e debilidade física, a artista não pode andar, pois a doença atingiu sua coluna, o que deixa a situação mais delicada para ela e para a família.

O show de ontem foi mais um dos tantos movimentos que a classe artística do estado vem se dedicando a concretizar para o apoio a um das amigas mais queridas. Desde o ano passado que os amigos de profissão vêm realizando shows com bilheterias voltadas ao tratamento de câncer a que a cantora vem se submetendo e ontem não foi diferente, a renda da bilheteria foi toda destinada para o auxílio do tratamento da cantora, mas o que mais chamou a atenção da mídia e sociedade em geral foi a iniciativa e inédita entre a classe, de divulgar via e-mails e rede sociais uma petição pública, uma espécie de abaixo- assinado on line, solicitando o auxílio das autoridades.


Silvia Lobo: solidariedade e fé.

A iniciativa deu tão certo que Silvia foi - e permanece - internada no Hospital Ophir Loyola sob cuidados do estado num dos hospitais que é referencia no tratamento do câncer na região e até no país.



O show foi lindo e indescritível. Na seleção de artistas, nomes como os de Adilson Alcântara, Alba Maria, Alcyr Guimarães, Alcides, Alfredo Reis, Andréa Pinheiro, Arthur Nogueira, Banda Tomates Verdes, BetinhoTaynara, Carlos Guthyerrez, Cizinho, Dayse Addário, Dayse Puget, Delcey Machado, Elton Brandão, Emílio Barbosa, Ester Sá, Eudes Fraga, Floriano, Gláfira, Guilherme Fernandes, Heraldo Santos, Ivan Cardoso, João – Percussão, João Moleque, Jr. Soares (Pavulagem), Juliana Sinimbu, Júlio Freitas, Leandro Dias, Lucinha Bastos, Lúcio Mousinho, Marcelo Pirúl, Marcelo Siroteau, Márcio Farias, Marco Monteiro, Marcos Campelo, Maria Lídia, Mário Jorge, Mário Moraes, Mário Mousinho, Matheus Benassuly, Nean Galúcio, Nego Nelson, Nilson Chaves, Olivar Barreto, Patrícia Rabelo, Paulo Moura, Pedrinho Calado, Pedrinho Cavalero, Reginaldo Viana, Renato Lú, Sérgio Leite, Sílvia Tavares, Simone Almeida, Taca Nunes, Tereza Cristina Mattos, Zé Branco, Ziza Padilha.



Maria Lídia e Gláfira.

Na noite, além de música, muita poesia.


Carlos Correia, emoção total - oração e poesia...

Nomes como os de Carlos Corrêa, Celestino Franklin, Claudio Cardoso, Cris Rodrigues, Daniel Bastos, Dário Jaime, Delon Albuquerque, Fernando Pessoa, Izarina Tavares, Juraci Siqueira, Necy Bonfim, Renato Gusmão, Rita Melem, Rui do Carmo e Wanda Monteiro foram selecionados para adentrar na programação e tornar a noite muito mais emocionante.


Wanda Monteiro, sobre poesia e outras coisas...

domingo, 15 de maio de 2011

Jeanne Darwich e Juliana Sinimbú falam da importância de shows solidários


No dia 21 de maio, um sábado, o show Mulheres com AVAO - Ano VI reúne a partir das 20h no palco do Teatro Margarida Schivasappa as cantoras Jeanne Darwich, Gigi Furtado, Juliana Sinimbú e Zezé Motta. O público de Belém já se acostumou a assistir Jeanne e Juliana com frequência em espetáculos beneficentes.

"É muito importante artistas aliarem o seu trabalho a causas sociais, Não só pelo amor que é doado por nós artistas, mas principalmente pelo amor que recebemos", avalia Juliana. "Sempre participo de eventos solidários".

Jeanne também tem inúmeras participações em shows beneficentes como as festividades da Nossa Senhora de Nazaré, Santa Rita de Cássia e Nossa Senhora de Fátima, além de outros eventos, como chás e feijoadas da AVAO, entidade filantrópica criada em 1999 para oferecer apoio assistencial a pacientes em tratamento de câncer no Hospital Ophir Loyola, de Belém, e que é mantida apenas pelas doações que recebe. Foi em função desta proximidade que, em 2006, Jeanne foi convidada pela presidente da AVAO, Ana Klautau, para organizar um show reunindo apenas mulheres e cuja renda seria destinada à entidade.

- Então tive a ideia do nome e dei o "start" - conta Jeanne. - A princípio não tinha a ideia de fazer o show todos os anos, mas percebi que, através da Lei Municipal de Incentivo, poderia manter este show a cada ano, convidando as cantoras de Belém a participar de um evento solidário, onde toda renda é destinada à AVAO. Hoje, este já é um show esperado, todo ano. Muitas coisas me marcam quando organizo este show, mas poder, a cada ano, perceber o reconhecimento e a participação do público, é algo que me deixa extremamente feliz e me sentindo cumpridora de meu dever como cidadã.

A cantora ressalta ainda os apoios recebidos, tanto da imprensa - "A imprensa local vem dando credibilidade todos esses anos ao evento, colaborando de maneira imprescindível para o resultado positivo do show e o retorno para a AVAO" - quanto das empresas que patrocinam ou apoiam:

- O show é viabilizado pelo apoio da Lei Tó Teixeira e das empresas que acreditam que a arte possa fazer a diferença - além do Banco da Amazônia, O Boticário e Natural Farma, que estão conosco desde o início, ao longo do tempo novos parceiros somaram-se ao projeto; neste sexto ano contamos com SENAR, Fundação Yoshio Yamada, Hilton Belém, As Mulatas, Aliança Francesa de Belém, Carmen Academia e Escola de Danças Clara Pinto. Teremos ainda a participação super especial da cantora e atriz Zezé Motta. Conto com a colaboração das pessoas para ajudar sempre a AVAO, que não tem apoio político ou religioso, nem fins lucrativos. Seus fins são de ancorar necessidades de pessoas carentes de muitas coisas, e principalmente de saúde, que na minha opinião é o bem maior que podemos ter.

Os ingressos para o show Mulheres com AVAO - Ano VI já estão à venda, ao valor de R$ 20,00, na sede da AVAO, na travessa 14 de Abril, 1472, entre av. Gentil Bittencourt e av. Magalhães Barata. Informações pelos fones 91-3249-8450 e 91-8182-2323.

sábado, 14 de maio de 2011

Ecad afirma que Luiz Melodia tem recebido direitos autorais


Na segunda, 9 de maio, publicamos aqui o post Na Rede: Luiz Melodia apóia CPI do ECAD proposta por senador do Amapá, contendo a seguinte frase: "Alcinéa Cavalcante publicou que a última vez que o Ecad repassou direitos a Melodia foi na década de 1980, e repercutiu as declarações de Renato Piau sobre a falta de transparência do órgão." Junto ao nome de Alcinéa, um link para a publicação, em seu blog, do post CPI do Ecad (no qual há esta foto em que Melodia aparece tendo à direita Renato Piau e à esquerda o senador Randolfe Rodrigues, autor do requerimento para instalação de CPI no Senado para investigar o Ecad).

Na tarde de ontem, recebi um e-mail de Rafael Canellas, do escritório de São Paulo da empresa Approach, assessoria de imprensa com sede também em Brasília e no Rio de Janeiro, e que atende o Ecad (o logo da entidade consta na página de clientes da Approach - clique aqui para visualizar). O teor da mensagem é reproduzido abaixo, em texto e como imagem, para que fique claro que não realizei edição alguma da mensagem recebida, nem no texto, nem no grifo, que como se pode ver consta do original.

***

"Em resposta à matéria “CPI do Ecad”, publicada no blog Alcinéia Cavalcante, no link http://www.alcinea.com/sem-categoria/10433 ,o Ecad presta os seguintes esclarecimentos:

Ao contrário do que foi noticiado, informamos que o compositor e intérprete Luiz Melodia, recebe regularmente os valores de direitos autorais por execução pública de suas músicas no Brasil provenientes de rádios, TV’s, shows, bares, restaurantes, entre outros. Apesar da publicação afirmar que o Luiz Melodia não recebe direitos autorias desde a década de 80, afirmamos que, apenas na última década, ou seja, entre os anos de 2001 a 2010, o Ecad repassou à sua associação a quantia aproximada de 780 mil reais. No ano de 2010, o artista recebeu através da sua associação, mais de R$ 140 mil. Sendo assim, afirmamos que as declarações são infundadas e inverídicas.

Rafael Canellas
Approach

Agenda Belém: 6ª Noite Som do Norte

A 6ª edição da Noite Som do Norte, na próxima sexta, 20 de maio, no Café com Arte, será marcada por vários lançamentos. A banda Paralelo Onze, da cidade paraense de Primavera, irá tocar músicas de seu primeiro EP, também intitulado Paralelo Onze. Já The Baudelaires irão apresentar oficialmente as canções seu novo EP, City Love, e seu primeiro clipe, "Little Rino". Os dois EPs foram lançados recentemente para download gratuito pelo blog Som do Norte. Também participam da festa a banda Projeto S.I.m e os DJs Juliana Carvalho, Roberto Figueiredo e Miguel Haoni (que tocará no porão do Café).

O clipe "Little Rino" foi dirigido por Robson Fonseca e estreou no programa Invasão, da TV Cultura, antes de ser disponibilizado no YouTube no último dia 12. A música deu nome ao EP anterior dos Baudelaires, sendo também uma das faixas de seu CD School Days, lançado em setembro do ano passado pela Ná Music. Primeiro clipe da banda, "Little Rino" será exibido no telão do quintal do Café com Arte (a não ser que chova, é claro! Aí a gente passa só lá dentro. Mas é selado que vai rolar o clipe).

O EP City Love foi liberado pela banda para download no final de abril através dos blogs Som do Norte (Belém) e Zap'n'Roll (São Paulo). Desde então, vem colecionando elogios dos fãs dos Baudelaires e da crítica especializada:
  • "Melodias de primeira grandeza! City Love é o mais novo trabalho dos Baudelaires, banda de Power Pop declarada e severamente talentosa! A energia das canções e a habilidade artística da banda superam pequenos detalhes no que diz respeito a gravação, que por sinal está muito boa (a grande maioria das bandas brasileiras tem grandes problemas no quesito gravação)" Neto (Eu Quero Comprar o Ócio)http://euquerocompraroocio.blogspot.com/2011/05/baudelaires-city-love-2011.html
Já Paralelo Onze lançou, exclusivamente pelo Som do Norte, no dia 1º de maio, um EP com duas músicas - "Sinta-se à Vontade" e "Último Blues" - que antecipa o CD que a banda deve lançar em breve, com onze faixas. O som da banda mescla o vigor do rock'n'roll à suavidade da MPB clássica. É a segunda vez que o evento apresenta atração do interior do Estado - em fevereiro, o cantor e compositor Pablo Belusso esteve na 4ª Noite Som do Norte.

O Projeto S.I.m irá apresentar sua canção "Não Sei", lançada como single no final do ano passado, e canções que farão parte de Vestes Invisíveis, seu primeiro EP, que ainda se encontra em fase de gravações.

Saiba mais:
  • Assista o clipe "Little Rino", dos The Baudelaires:


SERVIÇO

6ª Noite Som do Norte
Shows: The Baudelaires, Projeto S.I.m e Paralelo Onze
DJs: Juliana Carvalho, Roberto Figueiredo e Miguel Haoni
Local: Café com Arte (Trav. Rui Barbosa, 1437, entre Brás de Aguiar e av. Nazaré)
Fone: 3224-8630
Data: 20 de maio, sexta, 21h
Ingressos: R$ 20 (na hora); com nome na lista amiga (mandar nomes para musicadonorte@gmail.com até 19/5)
Promoção: balde de Cerpa a R$ 10,00

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Agenda Belém: Débora Vasconcelos

Débora Vasconcelos no Fuxico - 29.4.11

A cantora Débora Vasconcelos volta a se apresentar no palco do Espaço Cultural Fuxico nesta quarta, 18 de maio, a partir das 21h. No dia 5, a forte chuva do início da noite impediu a presença em maior número de seus fãs, que assim ganham nova oportunidade de ouvi-la.

No show, em formato voz-e-violão, o público irá ouvir clássicos da MPB e composições da própria Débora - é dela a canção "Boca", um dos maiores sucessos do primeiro CD de Lia Sophia, Livre (2005).

Débora é um dos principais nomes da noite de Belém, cantando com frequência nos bares da capital e participando de shows coletivos como a Confraternização da AVAO (dezembro de 2009) e da 2ª edição do show Conto de Areia - Tributo a Clara Nunes, de Gigi Furtado (outubro de 2010). Em 2007, gravou uma das faixas do CD Tocar 2, do percussionista paraense Mapyu.

SERVIÇO
Débora Vasconcelos
Local: Espaço Cultural Fuxico
(Trav. Rui Barbosa, 1861, entre Conselheiro Furtado e Mundurucus)
Data: 18 de maio, quarta, 21h
Passaporte: R$ 10
Realização: Som do Norte

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Escute a pré-mixagem de "Trelelê", faixa-título do CD de Aíla


O Som do Norte orgulhosamente apresenta a faixa-título do primeiro CD de Aíla: "Trelelê". A previsão é que o disco, patrocinado pelo Conexão Vivo e gravado em Belém entre fevereiro e maio, seja lançado em setembro. Pode haver sutis diferenças entre a faixa que estiver no CD e esta, pois o que vamos ouvir aqui é a pré-mixagem, que a cantora nos enviou nesta quinta.

Num post anterior, em janeiro, já contamos aqui no blog a história desta música (leia aqui).

TRELELÊ (Felipe Cordeiro - Iva Rothe)
Aíla - 2011


Agenda Belém: Lado Bamba

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Agenda Macapá: Porão HC 2

Protocolado pedido de CPI do ECAD


O senador amapaense Randolfe Rodrigues protocolou agora no começo da noite na Secretaria Geral da Mesa do Senado o pedido de criação da CPI que irá investigar denúncias sobre o ECAD.

- Essa CPI é fundamental para nós investigarmos as atividades deste órgão e darmos uma resposta ao Brasil sobre a política de direito autoral que o nosso país necessita - afirmou o senador em sessão do plenário nesta quarta, segundo o G1.

Leia no G1:

Da web para o papel


Recentemente, jornais da região Norte têm aberto novos espaços para a música independente - alguns são versões impressas de blogs, como já acontece desde o ano passado com a coluna "Som do Norte" na revista Intera, de Manaus.

Em Roraima, o Caderno B da Folha de Boa Vista publica às sextas as colunas "Canoa Pop", da equipe do blog de mesmo nome ligado ao Coletivo Canoa Cultural, e "Roraima Rock'n'Roll", do blog homônimo criado por Victor Matheus - que já vinha escrevendo na Folha desde abril.


Em Manaus, o jornal Em Tempo tem aos domingos o "Baré Rock Clube", assinado por Fred Novaes.

O site da Rádio Vertical, também da capital amazonense, já anunciou que em junho a equipe da web rádio assinará uma coluna sobre rock na revista Amazônia Noite a Dentro.


Espero que mais exemplos se somem a estes em breve!