Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Foi Show: Baile Livre, Leve e Solto em Belém


Aqui vemos, em imagens da consagrada fotógrafa paraense Walda Marques, a cantora Juliele no primeiro Baile Livre, Leve e Solto realizado fora de Macapá - mais precisamente na Boate Aquarius da Assembleia Paraense, Belém, no sábado, 2 de abril.

Este foi também o primeiro Baile em que Juliele contou com a direção de Túlio Feliciano, um dos mais premiados diretores de espetáculos musicais do Brasil, que já trabalhou com artistas como Grande Otelo, Caetano Veloso, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Dona Ivone Lara, Chico Buarque, Alcione, Beth Carvalho, Jamelão, Ney Matogrosso, Milton Nascimento, Djavan, Elba Ramalho, Nara Leão, Edu Lobo, Dominguinhos, Erasmo Carlos, Trio Manari e muitos outros - além de ter dirigido shows da própria Juliele quando do lançamento de seu primeiro CD, entre 2007 e 2008.

Feliciano chegou a Macapá na segunda, 28 de março, e dirigiu os ensaios de Juliele e banda já a partir do dia seguinte, até a sexta, véspera do Baile em Belém. Pela manhã, aconteciam ensaios com a cantora e os músicos; à tarde, Feliciano ensaiava apenas Juliele, utilizando um play back com os arranjos de Manoel Cordeiro. Os resultados já se fizeram sentir. Juliele dançou mais em cena, parecia estar mais solta, mais à vontade que no Baile anterior, realizado em Macapá no início de março.

O repertório também passou por modificações. Além de algumas músicas do segundo CD, cuja gravação está praticamente concluída - como "Amor Amor", "Quando Chegar o Amanhã", "Eterna", "Pérola Azulada" e "Filha de Iemanjá" -, Juliele brindou a plateia que a prestigiou no sábado com clássicos como "Você Abusou". Assim como em seu show anterior em Belém, ocorrido em fevereiro na própria Assembleia, Juliele contou com a participação especial do percussionista Kleber Benigno, do Trio Manari.

O convidado do primeiro Baile em Macapá, que aconteceu no final de janeiro, também esteve presente na estreia do projeto em Belém: o cearense Evaldo Gouveia, que cantou vários dos grandes sucessos que escreveu nos anos 1960-70 em parceria com Jair Amorim e que foram lançados por intérpretes como Altemar Dutra, Jair Rodrigues, Anísio Silva e Moacyr Franco: "Alguém me Disse", "Sentimental Demais", "Bloco da Solidão" e "O Mundo Melhor de Pixinguinha", para citar só alguns.


Nenhum comentário:

Postar um comentário