Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quarta-feira, 23 de março de 2011

Foi Show: Pia Vila

Por Nany Damasceno

O DVD Aldeia Sideral, de Pia Vila, gravado há dois anos, foi finalmente lançado em show na Usina de Arte João Donato (Rio Branco), no dia 19 de março.


Pia Villa

Como era lindo o brilho nos olhos do velho Pia Vila ao brincar de embalar orgulhoso o fruto dessa espera! No auge dos seus 37 anos de carreira, e muita, mas muita história pra contar, ele pode enfim ter em mãos um sonho realizado pra ele, um orgulho para o povo acreano e um presente pra cultura nortista. Tudo isso, ali, em uma gravação de janeiro de 2009. Nem a chuva forte atrapalhou. A casa praticamente lotada teve, para abrir a noite, show de Los Porongas, banda que hoje é referência na cena independente e que sempre levou o Pia Vila pra todo lado, cantando as suas composições - algumas irreverentes, outras uma verdadeira declaração de amor a este estado, como bem descreve a música "Acre, Rio estranho".


Diogo Soares (Los Porongas)


O show de abertura serviu para atrair a energia que era necessária praquele momento... E deu certo! O show curto de Los Porongas, com repertório novo, mas com a mesma força e performances do vocalista Diogo Soares, foi passando energia, (ou quem sabe recebendo). Foram apenas 8 músicas que escondiam a ansiedade de ver o Pia Vila entrar.

Todos queriam ver o Raul Seixas do Acre, que há algum tempo não se apresentava. E ele veio... surgiu no palco, e brilhou! Com um show performático, não decepcionou quem já o conhecia e encantou quem o via pela primeira vez. A bateria inconfundível de Jorge Anzol, a guitarra incomparável de Charles Sampaio, o baixo de Arthur Miúda e os teclados de Fred Margarido formavam a banda (e que banda!) com direito à participação da gaita de Ronnie Blues e da bateria de Paulinho Nobre.


Arthur Miúda


Diogo Soares intervém e canta "Baixaria Blues", e no meio da música quem rouba a cena é o velho Pia Vila que entra mais adoidado do que nunca em cena e canta com Diogo - o público pôde alí presenciar um verdadeiro encontro de gerações. Particularmente, nessa hora me lembrei
da música " A Dois", de Los Porongas: "Tanta vida vai nascer desses nossos passos"...

O show mais do que atingiu as expectativas de todos, e foram incansáveis os pedidos de "mais uma" no final.

Sobre o show, o baterista Jorge Anzol comentou:

- O Pia Vila é um incógnita, a gente ensaia pra quando chegar na hora ele fazer tudo diferente.

Mas e não é que deu certo, Anzol?





Nenhum comentário:

Postar um comentário