Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Maratona Voyage - Take 2


O ato final da Maratona Voyage, marcando o dia de lançamento do primeiro CD (este que vemos ao lado) da banda Aeroplano, esteve à altura do primeiro (o pocket show acústico que superlotou o Espaço Benedito Nunes da Saraiva no Finais de Tarde..., horas antes). A lamentar, talvez, apenas a pouca presença de público no Café com Arte, algo inesperado (ao menos por mim) numa festa Se Rasgum Clássica. Mas com certeza quem foi se divertiu muito.

É comum bandas de rock, quando gravam, aproveitarem os recursos e mesmo o simples fato de estarem reunidos no estúdio para explorarem nuances das composições, nuances estas que se perdem nos shows porque a banda opta por tocar com mais peso sonoro. Este não é o caso da Aeroplano. A única música que se modificou ao ganhar mais peso no show "elétrico" do Café foi "Tardia" - e nem nesta dá pra falar em nuances perdidas, e sim no realce de outras nuances. Isto, a meu ver, tornou interesse a maratona, para os poucos que se dispuseram a ver dois shows da mesma banda no mesmo dia, com intervalo de poucas horas entre um e outro.

"Tardia", assim como "Contra a Parede", do primeiro EP da banda, foram as únicas músicas do show da noite que não fazem parte do CD. O restante do set list abrangeu praticamente todo o repertório do disco, com exceção da última faixa ("Dorme", ausente também do pocket show).

Também agitaram a noite os DJs Juliana Carvalho (com um bom set de rock'n'roll) e Marcelo Damaso (que, além de apresentar o que considero sua especialidade, um belo set de oitentismo, que inclui "Ska", d'Os Paralamas do Sucesso, e "À Francesa", com Marina Lima, surpreendeu logo de início apresentando clássicos do funk carioca como "Bonde do Tigrão").

Nenhum comentário:

Postar um comentário