Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Foi Show: Juliana Sinimbú no Municipal (2)

(Foto: Fã Clube Bem Musical)

Juliana Sinimbú encerrou ontem em grande estilo sua temporada de janeiro no Bar Municipal (atualmente um dos lugares, ou talvez o lugar, com a melhor programação musical de Belém). O que me motivou a voltar a ver o show, apenas uma semana depois da apresentação que comentei aqui, foram as anunciadas participações especiais de Lia Sophia e Felipe Cordeiro. Vai ter novo som de Belém, pensei. Bingo!

Acompanhadas pela banda Clepsidra, Lia e Juliana fizeram dueto na lambada composta pela Sinimbú: "Simpatia"; em seguida, Lia pegou o violão de Renato Torres emprestado e, junto com Maurício Panzera (baixo) e Arthur Kunz (bateria), cantou o clássico "Amor Amor" e voltou a apresentar a inédita "Ai, Menina", lançada em dezembro no Baile BregaChic. Com Felipe à guitarra, Juliana cantou a fornada "Lição de Baião"/"Deixa Isso pra Lá"/"Qual É?" e um clássico regional, "Tambor de Couro". Felipe tocou, também no violão de Renato, a sua "Kitsch Song" e outra fornada, "Por Causa de Você"/"Sintonia", todas com arranjos bregados.

Houve outras participações especiais na noite, tornando o show bem diferente do apresentado no mesmo local na semana anterior. Gigi Furtado cantou "Jack Sou Brasileiro" com Juliana; sozinha, mandou ver em "Olhos Coloridos". Aíla encerrou os trabalhos interpretando em dueto com Juliana duas músicas de Felipe, o megahit "À Sua Maneira" e a ótima "Sei Lá". A canja foi de Júlio César, do Nosso Tom (Juliana participou no ano passado da gravação do DVD do grupo). Nesta hora, Arthur Espíndola assumiu a bateria, substituindo Kunz (na primeira música que Júlio César cantou, Arthur tocou violão, ficando a batera a cargo de Willy Benitez).

Na sua parte solo, Juliana fez basicamente o repertório da temporada, com duas significativas alterações em relação à quinta anterior: atendeu um pedido da plateia para cantar "Noite dos Mascarados", que fez em dueto com Renato, e esteve ótima no samba "Nem Venha", a minha faixa preferida das quatro já divulgadas do CD Sonho Bom de Fevereiro.
  • Juliana encerrou a temporada de janeiro, mas não a temporada. Ela ainda canta no Municipal dias 3 e 10/2, antes de sair de férias.
  • Achou pouca a quantidade de artistas no Municipal nessa quinta? Pois saiba que o show de Juliana foi o 3º programado - sim, porque houve um outro, não-programado, no comecinho da noite: o roraimense Neuber Uchôa, de passagem por Belém, fez um pocket show na casa, com direito a ter o cantor, compositor e atual presidente da Fundação Cultural Tancredo Neves, Nilson Chaves, na plateia. Neuber fôra assistir Aíla no Municipal na véspera e ficou simplesmente maravilhado com a incrível cantora. Será dele a música que irá completar o repertório do disco que Aíla começa a gravar em breve.
  • Já que irá se dedicar mais à gravação do CD, Aíla não vai seguir cantando no Municipal. Dia 2 a cantora Luê (guarde este nome) estreia temporada nas quartas de fevereiro, a partir das 21h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário