Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Agenda Macapá: Programação do 16º Encontro dos Tambores

Por Mariléia Maciel

Inicia neste sábado, 20 de novembro, a Semana da Consciência Negra e XVI Encontro dos Tambores, em homenagem a Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. A programação vai acontecer no Centro de Cultura Negra e inclui mostras das culturas de matriz africana, como capoeira e cultos afro e os momentos mais esperados, que são a Missa dos Quilombos e o Encontro dos Tambores, coordenados pela União dos Negros do Amapá-UNA. O Encontro vai reunir 34 comunidades afro-descendentes e quilombolas do Amapá que irão apresentar suas danças tradicionais como batuque, marabaixo, zimba, sairé e tambor de crioula.

Homenagens - Além de apresentações, está confirmada e realização da escolha de “A Mais Bela Negra” e seminários educativos relacionados à cultura e luta afro. Este ano os grupos irão homenagear o filho de escravos João Cândido que há 100 anos iniciou a Revolta da Chibata, acabando com essa punição corporal no Brasil. Outra homenageada pelos grupos é a amapaense e matriarca da família Congó, dona Dica, que faleceu em fevereiro deste ano e foi uma das principais lideranças do movimento de marabaixo na Favela. Dona Dica Congó realizou durante quase 50 anos o Almoço dos Inocentes em homenagem à Santíssima Trindade.

Problemas - Mesmo fazendo parte do calendário cultural do Governo do Estado há 16 anos, a Semana da Consciência Negra vem deixando a desejar e é alvo de críticas por parte da coordenação da UNA e comunidades. Este ano, por exemplo, foi cogitada a mudança da festa que acontece no espaço dedicado à cultura negra para a Expo-Feira Agropecuária, o que não foi aceito pela UNA, além da retirada dos movimentos de capoeira e samba da programação.

Outra situação é o repasse para a realização da festa, cuja data somente foi confirmada pelo Governo do Estado hoje, dia17: os recursos devem ser pagos na sexta-feira, um dia antes do início da festa.

- Vamos fazer porque temos compromisso com as comunidades e população em geral, mas as lideranças estão conscientes que é possível que não recebam a tempo o dinheiro para a compra de roupas das apresentações e nem para a despesa com alimentação, todos os anos é o mesmo problema, mas assim mesmo todos querem participar e vão fazer bonito - declara Aluízio Carvalho, coordenador da UNA.

Ele explica também que o espaço para Feira de Artesanato e Alimentação corre o risco de não ter as barracas, uma vez que elas estão à disposição da Expo-Feira. A coordenação enfrenta problemas com a Prefeitura de Macapá, que desde 2009 não cumpre a palavra com relação ao repasse. Ano passado o município destinou apenas uma parte do recurso prometido. Na tarde de ontem, 16, em conversa com a UNA, Emanoel Oliveira, representando o prefeito Roberto Góes, disse que a PMM só poderia repassar R$ 30.000,00, o que não foi aceito pelos coordenadores.

Outro problema é o de transporte das comunidades que a EMTU se comprometeu em resolver cedendo ônibus intermunicipais, o que até este momento não foi confirmado.

- A Prefeitura nunca apoiou de fato esta festa na qual 98% dos grupos são de Macapá e é a maior manifestação afro do Norte do Brasil, o prefeito nunca participou e ano passado se recusou a nos receber no dia da Consciência Negra, estamos tratando essa atitude como discriminação institucional - afirma o coordenador.

Aluízio acrescenta ainda que “mesmo com todos os problemas que enfrentamos, todos os anos fazemos uma festa linda, o Centro lota todas as noites do Encontro dos Tambores e conseguimos nosso objetivo, que é a integração das comunidades, nestas noites, eles são as autoridades”.

Programação:

20/11

19:00 – Rufar dos Tambores e Salva de Fogos

20:00 – Missa dos Quilombos

21:30 – Apresentação do Marabaixo do Artur (infantil)

22:00 – Rodada de marabaixo com todos os grupos presentes em homenagem à dona Dica Congó e João Cândido

21/11

21:00 - Concurso “A Mais Bela Negra”

23:00 – Show com artistas locais

00:00 - Apresentação do grupo Yalodês- Mulheres Guerreiras

22/11

20:00 – Apresentação de Candomblé- Pai Salvino

23/11

20:00 – Apresentação do Tambor de Mina – Mãe Iolete

24/11

08:00 às 13:00 – Seminário Negro no Amapá: Educação – Sociólogo Marco Antônio

20:00 – Abertura do Encontro dos Tambores com apresentação das comunidades

25/11

08:00 às 13:00 – Seminário Negro no Amapá: EducaçãoRaimunda Ramos

20:00 – Apresentação de comunidades

26/11

08:00 – Café da manhã em comemoração ao aniversário de 24 anos de fundação da UNA

20:00 – Apresentação de comunidades e encerramento da festa

As fotos apresentam momentos do Encontro de Tambores de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário