Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 15 de agosto de 2010

Diz Aí: Mini Box Lunar

Fabio Gomes entrevistando JJ
(foto: Suelen Bauen)

Uma das atrações confirmadíssimas do Festival Megafônica 2010, a Mini Box Lunar tem um carinho especial por Belém - além dos laços familiares (quase todos da banda nasceram ou moraram aqui), foi no Festival Se Rasgum 2008 que a banda teve a primeira grande oportunidade de mostrar seu som para um grande público. Mesmo com a proximidade geográfica (de Macapá pra Belém é menos de uma hora de avião), só em junho de 2010 os miniminis voltaram a tocar na capital do Pará - e duas vezes na mesma noite, pra compensar a demora: primeiro, abrindo o Conexão Vivo Belém, no Pier das 11 Janelas; e mais tarde, no Baile dos Capuletos, festa promovida pelos DJs Pogobol no bar Palafita, em que também tocaram The Baudelaires e Paris Rock.

São dessa noite, 11 de junho de 2010, estas entrevistas que fiz com metade da banda, gravadas entre um show e outro. JJ fala da relação da banda com Belém, Heluana comenta a participação da Mini Box em outro Conexão Vivo, o de Belo Horizonte (onde a banda tocou no mesmo palco que a Cidade Negra) e Otto fala do show daquele dia 11, e as sutis mudanças de arranjos de músicas como "A Boca" de uma apresentação para outra.

JJ



Heluana



Otto





As fotos que ilustram este post foram buscadas no texto Conexão Vivo Belém, postado por JJ Nunes no blog da Mini Box Lunar em 26 de junho; exceto a que abre o texto, que é inédita.

2 comentários:

  1. Wow uma foto minha no blog. Que honra!
    Suellen Bauen

    ResponderExcluir
  2. Esse dia foi massa mesmo a Mini Box Lunar conquistou meu coração de uma tal forma!!!
    Muita honra aparecer nessa foto... bj Pagú

    ResponderExcluir