Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Diz Aí: Cidoca (Banda Frisson)


Por Ronaldo Campbell*

Cantor, compositor, instrumentista e produtor, Sidney Printes, o popular Cidoca, fala de Cultura regional no Pará e o trabalho da Banda Frisson, conhecido grupo musical da Região Norte do país. Nesta entrevista gravada em Oriximiná/PA, em 28 de março de 2010, Cidoca mostra seu amor pela arte. Movido pelos irmãos, o então professor de Educação Artística em Belém/PA começou a se interessar pela música em 1990, se tornando compositor e cantor. Após anos de estrada, Cidoca pode ser considerado um dos precursores do movimento musical Calipso no Brasil (esse gênero de música popular é originalmente proveniente do Caribe). Agora, ele e a banda voltam suas atenções para a internet, uma ferramenta que pode contribuir na divulgação nacional e internacional de seu trabalho.

RONALDO CAMPBELL: O que é sustentabilidade para você?

SIDNEY PRINTES, CIDOCA: A grosso modo, seria conseguirmos desenvolver um trabalho e continuar nele, sem uma dependência, conseguindo sobreviver através dele. Através desse trabalho conseguimos nos sustentar, sem ficar na dependência de terceiros.

RONALDO: Como você vê a Cultura no Baixo Amazonas?

CIDOCA: Eu vejo que é muito grande, vasta. Tem muita coisa rica. E, infelizmente, muita gente ainda não enxergou isso, apesar de termos melhorado. Veja, nós (o povo do Pará) temos um grupo folclórico que todo mundo que vem, assiste, acha lindo, fica fascinado. Porém, vamos ver uma apresentação desse grupo? Não dá. Porque não existe um apoio, não existe uma capacitação rigorosa, que enxergue os pontos fracos e os melhore. Então falta isso. É incrível a variedade. Costumo dizer que o pessoal daqui da região (Norte) é privilegiado, porque tem acesso à cultura do Sul e do Sudeste, através da mídia, e já conta com nossa riqueza. A nossa cultura não é retratada assim para fora. As pessoas não sabem o que temos aqui.

RONALDO: Fale um pouco do seu trabalho artístico...

CIDOCA: Bom, eu e a banda já nos apresentamos nos principais palcos de Macapá/AP, Belém/PA e Manaus/AM, chegando a realizar shows até no Oiapoque/AP. Com oito CDs e dois DVDs gravados em 15 anos de carreira, nós sabemos bem a dificuldade em se divulgar morando no interior e isso certamente dificultou um pouco a consolidação do nosso trabalho no cenário nacional. Mas, apesar de tudo, estamos aí tocando em bailes, festas, festivais, realizando muitos shows e sempre priorizando os ritmos populares que fazem sucesso por aqui como o Forró, o Brega e o Calipso.

RONALDO: O que você acha da internet e das novas propostas que surgem para difundir não só trabalhos musicais, mas artísticos em geral, como sites, blogs e portais especializados?

CIDOCA: Eu acredito que possa ser uma luz. Pois, tudo vai ficando muito difícil. Hoje vemos o exemplo da internet. Eu acredito nisso. Um vídeo na web só pelo fato de ser acessado quer dizer que alguém está vendo e pode se interessar. Inclusive, penso que é uma das poucas saídas que temos para divulgar o trabalho daqui. Eu acredito que uma hora alguém vai ver isso (o trabalho musical dos grupos na internet) e vai querer saber onde é isso, quem faz, qual o contato, etc. Todo mundo acessa a internet hoje. Vejo como uma solução, com grandes chances de dar certo. Inclusive, estamos planejando essa inserção na internet para a Banda Frisson.

* Ronaldo Campbell, jornalista, gestor e especialista em projetos culturais e mecanismos de incentivo, de Ouro Preto, Minas Gerais, foi meu último aluno no Curso à distância de Jornalismo Cultural, que ministrei via internet entre janeiro e maio deste ano. Como trabalho final do curso, apresentou esta entrevista com Cidoca, que já havia feito, e que além de lhe valer a aprovação no curso resultou também no convite para a publicação no blog Som do Norte. (Fabio Gomes)

8 comentários:

  1. se o Sidoca vê a iternet como uma boa opção p/ divulgar os artistas,pq a Banda Frisson praticamente náo tem nada na rede?(Rosa Andrade,Manaus-AM)

    ResponderExcluir
  2. Cont.Rosa Andrade,desculpem por ingolir o n da palavra internet,eu me refiro ao material da Banda Frisson nos sites de músicas como Kboing,Vagalume etc...O ganho dos artistas agora são nos shows ok.

    ResponderExcluir
  3. Prezada Rosa,

    Como o próprio Cidoca diz na frase final da entrevista ao Ronaldo, o grupo está planejando a melhor forma de colocar seu material na internet - que continua sendo em endereços próprios (seja site, blog, MySpace, YouTube ou similares), com o eventual reforço de sites como os que vc cita.

    ResponderExcluir
  4. Prezados,
    O Sid como também é conhecido junto com a banda Frisson desenvolve um trabalho muito bom na região, letristas de mão cheia e grandes músicos. Alem da banda ele também tem outro trabalho paralelo que ele não falou em sua entrevista, é o grupo A3 que é um show acústico muito bom.
    Tenho certeza que ele saberá a hora certa de publicar o trabalho da banda na internet.
    Sucesso SIDOCA.
    Renato Printes.

    ResponderExcluir
  5. conheco o trabaho da banda frisson e por eles tenho profunda admiracao,uma banda formada por irmaos todos musicos de qualidade, so posso pensar que e um dom de Deus.E tenho certeza q o sucesso dessa banda maravilhosa vai chegar e com certeza vao fazer muito sucesso nacionalmente.Eles merecem...Evilane Rodrigues

    ResponderExcluir
  6. E nao posso deixar de frisar que e de pessoas assim como vc que os grandes artistas precizam, pessoas que reconhecem um verdadeiro talendo, e a eles dao oportunidades...parabens!!! Evilane Rodrigues boa-vista -rr

    ResponderExcluir
  7. ADORO O TRABALHO DA BANDA FRISSON!!! CURTO TODOS AS MÚSICAS!!! BOA SORTE GENTE....

    ResponderExcluir
  8. Vi a banda frisom tocando e simplesmente a melhor banda do para estamos esperando um show em santarem .

    ResponderExcluir