Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Diz Aí: 16-Bits


Nesta entrevista exclusiva, a banda 16-Bits, de Novo Repartimento, Pará, comemora o sucesso do EP Resistor, lançado pela Central de Abastecimento do Som do Norte, e comenta os shows mais recentes - 2ª Blitz Cultural (Novo Repartimento, 11 de abril) e Se Rasgum Clássica (Belém, 17 de abril). A entrevista foi feita por e-mail dia 14 de abril e complementada hoje de tarde. 

Som do Norte - Vamos começar pela pergunta inevitável: Cadê o baterista? Ou, tentando ser menos óbvio: vocês conhecem alguma outra banda de rock que não tenha baterista?

16-Bits - A principio a ausência de baterista surgiu por necessidade, porque numa cidade pequena como Novo Repartimento achar uma pessoa que goste ou tenha tendências a ouvir sons alternativos já é muito difícil, imagina encontrar um músico que compartilhe destas “qualidades”, ou seja, praticamente abandonamos esta possibilidade, nos conformamos e nos adaptamos. Apesar de parecer uma deficiência, usamos isto como um trunfo, podemos adicionar no nosso leque uma infinidade de samples e synths, mais é claro que usamos isto com muito cuidado, procuramos não exagerar muito na dose. Eu não me recordo no momento de bandas mais antigas que usavam bateria eletrônica, salvo as clássicas do eletrônico como o Kraftwerk. Tenho referências mais atuais como o Metronomy e o The XX, todas estas flertam muito com o electro e o rock. O Metronomy hoje em dia já toca com baterista humano, vamos seguir também este caminho em breve pois estamos treinando um baterista, por aqui as coisas só funcionam assim.

Som do Norte - Em 2008, vocês lançaram um single intitulado Destino: Conformismo, com duas músicas que foram incorporadas ao EP Resistor. Por que isto aconteceu? E para quando planejam um CD "cheio"?



16-Bits -  Todas as nossas gravações são feitas em casa, o que tínhamos planejado era lançar um EP com 6 músicas, sendo 5 inéditas, mais por infortúnio do destino o HD do computador onde estavam meses de trabalho e gravações queimou quando faltava pouco para finalizarmos o EP. Foram 2 semanas de choro e lamentações até a decisão final, que foi lançar as 3 músicas que já estavam prontas e que foram salvas junto ao single gravado em 2008, formando assim um EP de 5 faixas. As faixas “Destino: Conformismo” e “Surreal” que compunham o single foram agregadas na sua forma original como “Bonus Tracks”. O CD cheio ainda passa um pouco longe da gente, pois queremos gravar mais alguns EPs, este ano ainda sai um novo.

Som do Norte - A cidade de Novo Repartimento fica a que distância de Belém? O que vocês destacariam da cena cultural da cidade? Contem como foi a 2ª Blitz Cultural, que aconteceu no Centro Catequético no dia 11 de abril, um domingo.  

16-Bits -  Novo Repartimento fica a mais de 500 km de Belém, a viagem até lá leva umas 12h de ônibus, é bem cansativa. A gente vem lutando há muito tempo pela nossa cena, as coisas pro interior sempre são mais atrasadas, o povo ainda tem uma visão mais preconceituosa em relação ao rock, mas sempre estivemos preparados pra isso. As coisas estão melhorando de uma forma que não imaginávamos há algum tempo atrás, já está nascendo um público fiel pra 16-Bits, na 2ª Blitz Cultural a galera não parava de agitar e cantar as músicas, rolou até gente fazendo mosh de cima do palco, foi fritante! Sem falar que já estão surgindo novas bandas além da gente, o que é ótimo! Trouxemos pela primeira vez uma banda de fora para tocar na cidade, o Anja, de Tucuruí, e fizemos a estreia da Anarcose, banda nova local, foi um evento memorável!

Som do Norte - O primeiro show de vocês em Belém foi nas Seletivas do Festival Se Rasgum de 2009 (foto ao lado), não é? E sábado, dia 17, vocês voltaram à capital sendo a atração principal da festa Se Rasgum Clássica no Café com Arte, marcando o lançamento oficial do EP Resistor. O que podem nos contar desses dois momentos?

16-Bits - Ter tocado nas Seletivas Se Rasgum foi uma experiência muito boa, pois deu pra sentir a seriedade do trabalho deles, som de primeira linha e equipe impecável, fizemos muitas amizades naqueles dias, desta vez fomos convidados por eles, o que foi uma grande honra. A festa de sábado foi ótima, o público compareceu em massa, o nosso dia foi bem cheio, mais sobrou um gás extra pro palco do Café com Arte, foi beeeem legal a festa! Queremos voltar lá outra de novo, desta vez, só pra curtir.

Som do Norte - No começo do ano vocês já tinham estado em Belém, tocando no Grito Rock. Vocês não participaram das Seletivas; foram convidados pelo Coletivo Megafônica ou fizeram a inscrição pelo site Toque no Brasil? Aquele convite da Brown-Há pra tocarem em Brasília teve algum avanço? Fora esta, alguma outra viagem em vista?

16-Bits - Fizemos como todas as bandas, nos inscrevemos pelo site Toque no Brasil, mas sempre em contato com todo o pessoal da Megafônica. Este foi um evento de grande importância do calendário do rock, conhecemos muita gente, reforçamos parcerias como a do Brown-Há. O convite ainda está de pé, só falta mesmo é agendar e organizar a melhor maneira de descer pra lá. Os convites estão surgindo sempre, aqui pelas cidades do interior como Marabá, Tucuruí e Parauapebas, e também de fora do estado como Macapá, Boa Vista e Palmas. O que falta mesmo é a grana pra ir para todos os lugares, mais a gente chega lá, com certeza!


No Grito Rock Belém 2010

Som do Norte - No mesmo dia da Blitz Cultural, 11 de abril, o EP Resistor foi lançado aqui no blog como segundo título da nossa Central de Abastecimento. Como vocês receberam o convite? E como tem sido a repercussão? Vocês notaram o aumento do número de downloads, ou comentários da galera, depois deste lançamento aqui?

16-Bits - Ser o segundo título da Central de Abastecimento aqui do Som do Norte também foi incrível, pois vimos que antes da gente veio o La Pupuña, que é uma grande banda aqui do Pará, estamos bastante honrados e felizes por tudo isso. O blog tem uma boa visibilidade e foi o primeiro a disponibilizar o EP, os downloads estão aumentando consideravelmente. Acho que o feedback deste lançamento vai ser sentido em parcelas, já há interesse de outros blogs em postarem o EP, as coisas vão aumentar naturalmente.

 


Você ainda não tem o Resistor? Dirija-se então à nossa Central de Abastecimento, baixe as músicas e boa viagem sonora!







Nenhum comentário:

Postar um comentário