Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quarta-feira, 24 de março de 2010

Diz Aí: Paris Rock



Entrevista com Yuri Malcher por Fabio Gomes
www.somdonorte.com.br / Especial para o Belrock

A banda se chama "Paris Rock" mas basta ouvir qualquer de suas músicas pra perceber que o som de vocês não é só rock, é também rock. Todos vocês curtem as mesmas coisas, ou cada um vai trazendo suas influências, e a partir daí a banda vai montando seu som?

Yuri Malcher: Cada um tem seu jeito e sua pegada na música. Escutamos algumas coisas parecidas, outras bem diferentes também. E a partir dessas idéias vai surgindo a música, assim todos ficamos satisfeitos com o resultado.

Vocês começaram a tocar juntos em 2007, não é? Quais foram pra vocês os principais momentos desses três primeiros anos da banda?

Bom, acho que a primeira coisa que nos deixou motivados foi sermos chamados para o Ensaio Aberto da Ná Figueredo, naquela época (2008) foi nosso primeiro show tocando autoral. O 2º momento foi ganhar a vaga para tocar no Fest Music 2009, ao lado de bandas de renome nacional, lá foi o grande momento de mostrar trabalho, e deu tudo certo. Depois vieram as Seletivas do Se Rasgum, que, apesar de alguns problemas durante o show, foi uma boa experiência. A entrada no Coletivo Megafônica, do Circuito Fora do Eixo, também foi um grande acontecimento para nós. E a primeira viagem para o Amapá, que foi a grande experiência de nossas vidas. Voltamos de lá com público cativo.



Eu acho que, na virada do ano, vocês se deram as mãos e disseram: "Galera, 2010 vai ser o ano da Paris Rock!" Porque é impressionante o quanto a banda já conquistou neste ano. Pra falar só em shows: vocês participaram de vários Gritos Rock - foram destaque nas Prévias do Grito Belém, sucesso nos três Gritos do Amapá, estiveram no de Abaetetuba. Recentemente abriram a programação das Terças Megafônicas. E isso que recém estamos em março! Como vocês avaliam esse momento da carreira da banda?

É, todo início de ano fazemos essa afirmação ''Esse ano vai ser o nosso'', acho que ajuda a nossa auto-estima, e sempre tem sido melhor! Ganhamos vários presentes esse ano, participamos das prévias empolgados, fomos para Macapá, Santana e Mazagão com muita vontade de mostrar nosso som, já que era a nossa primeira viagem, tínhamos que fazer o melhor. Este formato mais acústico das Terças Megafônicas é uma coisa que a gente gosta de fazer, experimentar novos arranjos e tocar músicas de bandas que gostamos. Este para nós é o melhor momento, e acreditamos que ainda vai melhorar muito, pois estamos amadurecendo nas idéias e musicalmente e fazendo boas amizades, daqui pra frente a Paris tem só a crescer.


No final de fevereiro, a Paris Rock lançou o EP Que Tá?, pra baixar direto na internet. O disco vem sendo bastante elogiado, e pelo que se pôde ouvir da transmissão da primeira Terça Megafônica na web rádio Independentes do Brasil a galera já tá cantando junto as músicas novas, não só as que já estavam no BelRock de vocês, como "Cachorro Blue" e "Nobre Desfecho" (aliás, por que esta não entrou no EP?). O Que Tá? vai se desdobrar num CD mais adiante?

Ficamos satisfeitos com o resultado do EP, ele vem sendo bem elogiado e isso nos deixa com a impressão de dever cumprido, mas sabemos que ainda falta muito. O Ulysses Moreira, do estúdio Mamute Mix, foi uma peça fundamental nesse processo; ele conseguiu deixar o EP com uma energia boa assim como o show. É legal ir tocar por aí e ver a galera cantando as músicas e comentando o EP. O CD terá o nome mantido, mas será mais completo: terá "Nobre Desfecho", que não entrou porque queríamos fazer uma alteração, e acabou que não deu tempo de fazer por conta da viagem ao Amapá, tínhamos pressa pra lançar e também já tínhamos começado a impressão das capas do EP. Queremos fazer também a gravação da música ''Amor, Amor'' do Magno, só que ainda estamos vendo como fazer isso.

Fotos de divulgação

* Publicado originalmente na seção "Banda da Semana"
do portal BelRock em 16/3/10

Um comentário:

  1. Uma das melhores bandas do Pará, certeza isso!

    ResponderExcluir