Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 16 de janeiro de 2010

Ouvindo Junto (4): Deixa Chover

Hoje a música do "Ouvindo Junto", na qual estamos destacando o CD Castelo de Luz, da Lia Sophia, o Disco do Mês de janeiro do Som do Norte, é "Deixa Chover", que, a exemplo da que comentamos ontem, também nasceu a partir de um sonho da autora.  

Deixa Chover  (Lia Sophia)



Fabio Gomes – Você falou que, como “Castelo de Luz”, “Deixa Chover” veio de um sonho.  E eu noto que as letras de ambas são menos diretas. Seria o caso de chamá-las oníricas?

Lia Sophia - Assim como nos sonhos, as imagens vêm de forma aleatória, mas no fim sempre há um sentido, acho que assim podemos chamá-las de oníricas sim. “Deixa Chover” fala de otimismo. As coisas podem não estar indo muito bem, mas deixe-as ir, deixa acontecer, aprenda com isso! Apesar de ter um arranjo mais doce e lento, ela tem uma letra pra cima, um louvor à vida, com suas alegrias e tristezas.

Fabio – Ah sim! É pra cima, tanto que eu nem a associo com “as coisas podem não estar indo bem", e sim com “as coisas estão indo muito bem”. Já que você citou o arranjo, queria que você falasse um pouco do seu lado arranjadora. Você faz arranjo de base e de sopros de quase do CD todo, com o Adelbert Carneiro e o Luiz Pardal.

Lia - Sim. Apesar de não escrever partituras, consigo cantarolar, tocar no violão, e assim vou dizendo o que quero. Sentávamos muitas vezes junto ao piano e as coisas iam surgindo. A idéia geral do disco já existia, eu sabia e já havia dito o que eu queria, a sonoridade, os instrumentos, as décadas que eu queria que parecesse. Então quando entramos em estúdio já sabíamos o que fazer. Os meus parceiros queridos, todos os músicos, o maestro Pardal e o Adelbert, são ímpares. Músicos incríveis e pessoas super abertas, fáceis, naturalmente rolou uma harmonia muito boa. Tanto que alguns arranjos são coletivos, as coisas simplesmente fluíram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário