Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 12 de dezembro de 2009

Na Rede: Madame Saatan no VEJA Música

O site VEJA Música colocou ontem no ar um especial com a banda paraense Madame Saatan. O programa abre com uma entrevista que Sérgio Martins fez com a vocalista   e o guitarrista Ed Guerreiro, que falam da tradição metaleira de Belém, berço da banda Stress, pioneira do gênero no Brasil, embora nem sempre as bandas de heavy tenham tido espaços adequados para se apresentar na cidade. Os dois também contam como foi a gravação dos clipes de "Devorados" numa favela e "Vela" em pleno Círio de Nazaré; na matéria foram inseridos trechos de ambos os clipes, que tiveram direção de Priscilla Brasil

Na sequência, a banda faz uma releitura acústica de quatro canções, duas próprias e duas alheias. Em todas, a interpretação de Sammliz foi suavemente expressiva, chegando a surpreender pela doçura que imprimiu a "Duo" (Sammliz - Ed Guerreiro - Ícaro Suzuki - Ivan Vanzar). "Devorados" (Sammliz), mesmo na versão acústica, conservou o peso roqueiro. Já na releitura de "Mistério do Planeta" (Moraes - Galvão), destaco a boa variação que a cantora fez ligando as notas da primeira parte, mas confesso que ainda prefiro a versão original - o que não é demérito nenhum, convenhamos, pois falamos de ninguém menos que os Novos Baianos, banda que a própria Sammliz destacou como um elo entre os lados mais roqueiro e tradicional da música brasileira (concordo!). A melhor das quatro é, para mim, "Baião de Lacan" (Guinga - Aldir Blanc), em que além das qualidades que já destaquei no vocal (às quais Sammliz acresce lindos sustenidos no trecho que começa por Eu fui pro limoeiro...), a banda usou com maestria a alternância de andamentos e deixou mais pesados alguns trechos da canção.  

Clicando nos links você vê cada música no YouTube. E no site da VEJA Música pode assistir ao programa na íntegra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário