Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

terça-feira, 10 de novembro de 2009

1ª Semana de Profissionalização da Música Paraense

Formar uma banda hoje em dia vai muito além de comprar um instrumento, chamar uns amigos, arrumar uma garagem para ensaiar e fazer uma gravação tosca para distribuir nos shows. Se os artistas quiserem ir longe, precisam conhecer os mecanismos do mercado, cuidar do gerenciamento da carreira, aprimorar o trabalho em estúdio e saber se divulgar bem na imprensa, entre outros pré-requisitos.

Pensando nisso, a Associação Cultural Amazônia Independente (ACAI), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Pará), decidiu promover uma programação paralela ao 4º Festival Se Rasgum: a 1ª Semana de Profissionalização da Música Paraense. De 11 a 15 de novembro, serão realizados workshops destinados a músicos, produtores culturais, técnicos, jornalistas e estudantes, além de mesas de debates e palestras para o público em geral.

As inscrições devem ser feitas até as 12h de quarta-feira (11) pelo site www.serasgum.com.br ou através do email semana@serasgum.com.br, com breve currículo em anexo, contato (telefone ou email) e nome do workshop de que deseja participar. À exceção do workshop de "Gravação de shows ao vivo", que requer ingresso para a noite de sábado do 4º Festival Se Rasgum, toda a programação é gratuita.

O projeto é incentivado pela Lei Semear, com apoio do Governo do Estado do Pará, e integra o Conexão Vivo, iniciativa da Vivo voltada ao desenvolvimento do setor musical brasileiro.

Renome - A programação conta com a participação de alguns dos músicos e profissionais que participarão do 4º Festival Se Rasgum, que acontece nos dias 13, 14 e 15 de novembro no African Bar, em Belém. Para trocar experiências com o público paraense, foram chamados grandes nomes da música nacional. Entre eles, estão o músico André Abujamra (ex-Karnak e atual líder do Gork), o produtor musical Gustavo Dreher (responsável por discos de artistas como Móveis Coloniais de Acaju e Moreno Veloso), o jornalista Alex Antunes (revista Rolling Stone) e Luizinho Clemente (engenheiro de som da banda Pato Fu e que tem no currículo trabalhos com Maria Rita, Padre Marcelo Rossi e Zizi Possi).

Entre os temas dos workshops estão a “Preparação de artistas para a exportação”, “Jingle publicitário”, “Trilha sonora para cinema” e “Técnica de sonorização ao vivo”. Uma das oficinas terá uma parte prática bem associada à programação do Festival. Quem participar do workshop de “Gravação e mixagem de shows ao vivo” vai poder colocar a mão na massa durante o show da banda Dharma Burns.

As mesas redondas vão reunir não apenas pessoas ligadas à produção cultural e musical, como também representantes de empresas que investem em cultura e do poder público. Em debate, direitos autorais, o mercado de música, a circulação de bandas e iniciativas de marketing ambiental.

“Com a Semana, a nossa ideia é expandir as fronteiras do Festival. Em vez de apenas promover os shows, queremos lançar discussões que sejam produtivas para o fortalecimento da cena e para a qualificação de músicos, produtores e técnicos”, explica Marcel Arede, um dos produtores do 4º Festival Se Rasgum.

Conexão Vivo - Dezenas de projetos musicais de todo o país fazem parte do Programa Conexão Vivo, que reúne shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.

O Conexão Vivo realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, como acontece agora com o Festival Se Rasgum e outros festivais independentes, como Jambolada, Arte na Praça, Primeiro Campeonato de Surf Music e 53 HC (Minas Gerais), Omelete Marginal (Espírito Santo) e Coquetel Molotov (Pernambuco).

A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da Política Cultura da Vivo, que tem no Conexão Vivo uma de suas principais iniciativas. Detalhes sobre as outras linhas de atuação e sobre as formas de participação nos Programas Culturais Vivo estão disponíveis no www.vivo.com.br/cultura. E para saber mais sobre o Conexão Vivo, acesse o portal www.conexaovivo.com.br.

Serviço – Todas as atividades da 1ª Semana de Profissionalização da Música Paraense serão realizadas na sede do Sebrae-Pará em Belém (Rua Municipalidade, 1461), à exceção do workshop de gravação e mixagem de shows ao vivo. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até as 12h de quarta-feira (11), no site da Se Rasgum (www.serasgum.com.br) ou pelo e-mail semana@serasgum.com.br, mediante análise de currículo. É preciso enviar currículo, contato (telefone ou email) para retorno imediato e informar o nome da atividade desejada. Mais informações pelos telefones 3081-6621 e 8239 2476.

1ª Semana de Profissionalização da Música Paraense
De 11 a 15 de novembro na sede do Sebrae-Pará em Belém
Rua Municipalidade, nº 1461

Quarta-feira – 11/11

17h-18h: Credenciamento

18h–20h: Debate de abertura – Iniciativa de investir em cultura
Local: Auditório Sebrae-Pará

Mediador: Marcelo Magalhães (consultor de empresas e diretor da Interpreta)

Participantes: Ibrahim Dahás (Cerpa), Celso Eluan (Sol Informática), Fábio Guerreiro (Vivo), Valentim Figueira (Banco da Amazônia), Vânia Nogueira (Lei Semear) e João de Deus (Sebrae).

20h: Coquetel de abertura da 1ª Semana de Profissionalização da Música Paraense

Quinta-feira – 12/11

9h-12h: Workshop - Os arranjos produtivos locais, as tecnologias sociais e a sustentabilidade dos empreendimentos culturais
Local: Sala 03
20 vagas

Ministrante: Marcus Franchi - Cientista social, atua na coordenação técnica e na articulação institucional do Arranjo Produtivo Local (APL) da cadeia produtiva do hip hop na cidade satélite de Ceilândia, e como consultor técnico do Circuito Fora do Eixo. Trabalhou de 2002 a 2008 no Governo Federal, inclusive como coordenador da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura.

14h-15h30: Palestra – Jingle publicitário
Local: Auditório Sebrae-Pará

Palestrante: Sérgio Villaça - Baixista das bandas Los Pirata, Gork e do compositor Pélico, Sérgio (mais conhecido por Jesus Sanchez) é um dos donos da empresa Sound Design, que produz trilhas e jingles publicitários em São Paulo. O portfólio da empresa inclui clientes como Portal Terra, Ford, Lacta, Banco do Brasil e Renault.

15h30-17h – Palestra: Programa Pará Pró Música
Local: Auditório Sebrae-Pará

Palestrante: João de Deus - Gerente da Unidade de Comércio e Serviços do Sebrae-Pará

17h-18h – Debate: Marketing ambiental em iniciativas culturais
Local: Auditório Sebrae-Pará

Mediadora: Kátia Correia (jornalista)

Debatedores: José Carlos Lima (secretário municipal de Meio Ambiente), Álvaro do Espírito Santo (Belemtur), Patrícia Gonçalves (ONG No Olhar) e Yuri Nahon (Sustentabilidade em Eventos)

18h – 20h – Debate: Direitos autorais, Creative Commons e mercado fonográfico
Local: Auditório Sebrae-Pará

Mediador: Ismael Machado (jornalista)

Participantes: Vladimir Cunha e Gustavo Godinho (diretores do documentário “Brega S/A”), Alex Antunes, André Abujamra e Edvaldo Azul (blog musicaparaense.org)

Sexta-feira – 13/11

9h-12h – Workshop: Áudio básico, alinhamento de PA e monitor – Atendimento e organização
Local: Sala 03
20 vagas

Ministrante: Luizinho Clemente

Renomado engenheiro de som, atua desde 1991 na área de sonorização. Trabalhou com nomes como Maria Rita, Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Padre Marcelo Rossi e Zizi Possi. Há cinco anos, trabalha com a banda Pato Fu, acompanhando os músicos em shows pela Europa e Japão.

9h-12h: Workshop – Trilha sonora para cinema
Local: Sala 05
20 vagas

Ministrante: André Abujamra - Músico, compositor e produtor. Compôs a trilha sonora de filmes como “Querô”, “Os 12 trabalhos”, “De passagem”, “O caminho das nuvens”, “Carandiru”, “As três Marias”, Domésticas” e “Ação entre amigos”. Os principais projetos musicais de Abujamra foram as bandas Karnak e Os Mulheres Negras. Atualmente, ele se apresenta com seu trabalho solo e ao lado de sua nova banda, Gork.

14h-18h – Workshop: Produção Musical Contemporânea: do tradicional ao eletrônico
Local: Casarão Cultural Floresta Sonora. Av. 13 de Maio, 363, entre Frutuoso Guimarães e Campos Sales.
15 vagas

Ministrante: Flávio Moreira Santos (“Flu”)

Flávio Moreira Santos ficou conhecido no universo musical pelo apelido Flu. Nos anos 80, fez parte da polêmica e lendária banda De Falla, ao lado de Edu K. Nos anos 90, saiu em carreira solo e se tornou um respeitado produtor musical. Em 1999, lançou o disco “E a alegria continua...”, composto, gravado, arranjado e produzido de forma caseira.

14h-15h30: Palestra – Jornalismo cultural
Local: Auditório Sebrae-Pará

Palestrante: Alex Antunes

Jornalista, escritor e produtor. Alex Antunes fundou a revista Set, foi editor da Bizz e passou pelos mais importantes cadernos de cultura do país. Escreveu o romance “Estratégia de Lilith”, que acaba de ser adaptado para o cinema com o nome “Augustas”, do diretor Francisco Cesar Filho. Idealizador de festivais musicais como Com: Tradição, reunindo nomes de vanguarda como Jards Macalé, Arnaldo Baptista e Maria Alcina e nomes da nova geração, como Wado e Karine Alexandrino. Como músico, Alex fez parte das bandas Akira S & As Garotas que Erraram e Shiva Las Vegas.

15h30-17h – Palestra: Projeto Exportação Música Brasil
Local: Auditório Sebrae-Pará

Ministrante: David Mcloughlin

Representante da Brasil Música & Artes (BM&A), instituição que tem a finalidade de promover a música brasileira no exterior por meio da realização de feiras internacionais. Além disso, procura tratar a música não apenas como arte, e sim como um negócio e um lucrativo produto de exportação.

17h-18h – Debate: Circulação de bandas – A música em conexão pelo Brasil
Local: Auditório Sebrae-Pará

Mediador: Alex Antunes (jornalista/Rolling Stone)

Participantes: André Coruja (músico), Tathy Nunes (Coquetel Molotov), Pablo Capilé (vice-presidente da Abrafin e organizador dos festivais Calango e Grito Rock), Ivan Ferraro (Feira da Música de Fortaleza) e Marcus Franchi (Circuito Fora do Eixo).

Sábado – 14/11

14h-18h – Workshop: Produção Musical Contemporânea: do tradicional ao eletrônico
Local: Casarão Cultural Floresta Sonora. Av. 13 de Maio, 363, entre Frutuoso Guimarães e Campos Sales.
15 vagas

Ministrante: Flávio Moreira Santos (“Flu”)

19h – Workshop: Gravação de shows ao vivo
Local: African Bar – Praça Kennedy, 2 - Esquina com avenida Castilho França – Bairro Reduto
10 vagas
*Pré-requisito: Possuir ingresso para a noite de sábado (14) do 4º Festival Se Rasgum

Ministrante: Gustavo Dreher

É um dos nomes mais badalados da cena independente brasileira. Como compositor, participou de trilhas sonoras como a do filme “Bufo & Spallanzani”, ao lado de Dado Villa Lobos. Mas foi como produtor musical que ele se destacou, participando da gravação de CDs de artistas como Plebe Rude, Móveis Coloniais de Acaju e Moreno Veloso.

Domingo – 15/11

14h-16h – Workshop – Gravação de shows ao vivo
Local: Casarão Cultural Floresta Sonora. Av. 13 de Maio, 363, entre Frutuoso Guimarães e Campos Sales.

Encerramento do workshop com a mixagem e a masterização da gravação do show da banda Dharma Burns no estúdio Casarão Cultural Floresta Sonora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário