Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 13 de setembro de 2009

Diz Aí: Juliana Sinimbú

No sábado, um dia depois de receber o DVD Billy Blanco, o Compositor, do qual participa com depoimentos, a cantora Juliana Sinimbú conversou comigo por e-mail, falando deste e de outros projetos coletivos de que participa, além de fazer um balanço das importantes conquistas que vem obtendo neste ano e - principalmente - falar dos preparativos do seu primeiro CD, que já está a caminho.

Fabio Gomes - Juliana, 2009 me parece ser o ano que representa a consolidação de sua carreira musical, iniciada em 2006. Digo isto considerando a quantidade de importantes conquistas que você obteve. Uma, eu imagino que tenha sido especialmente marcante: receber no dia 27 de agosto o CD e o DVD do 1º Festival de Música Popular Paraense, no qual você interpretou a música classificada em 3º lugar, o xote "Tinhosa" (Carla Cabral - Camila Alves), afinal, são os primeiros registros - fonográfico e audiovisual - com sua participação a serem lançados. Estou certo?

Juliana Sinimbú - Primeiramente um beijo em você, meu querido!!! Obrigada por sempre estar acompanhando os meus passos. Quanto a pergunta, certíssimo. Mas não é o único registro não. Ainda não foi lançado um longa metragem do diretor dinamarquês Jogen Leth, de 2008, em que gravei uma cena cantando uma música da autoria de Floriano e Jorge Andrade, chamada "Entre Outras Coisas". Quanto ao festival, que bonita que foi aquela festa! Eu não sou acostumada a trilhar a minha carreira em cima de festivais, acho bem bacana eles existirem pela difusão da música feita no país, pelo encontro de gerações etc., mas esse último foi bom demais, os registros ficaram muito bonitos.


Veja o vídeo de "Tinhosa" e comprove o que Juliana diz!

Fabio Gomes - Outros lançamentos devem vir em seguida, não é? Para seguirmos falando de projetos coletivos de que você participa, há o CD Noel Rosa Revisitado, produzido por Lucas Santtana para o SESC-SP e FGV; também um outro CD produzido pelo Banpará; além de um depoimento teu no DVD que comemora os 85 anos do Billy Blanco. O que você pode nos falar sobre esses projetos? Existem outros convites semelhantes?

Juliana Sinimbú - Pois é. O Pio Lobato me convidou pra gravar a faixa "Quando o Samba Acabou", num arranjo lindo demais preparado por ele. Estamos esperando o projeto andar. Quanto ao disco do Banpará, fui convidada pelo queridíssimo Kim Azevedo para compor um time bacaníssimo de artistas que fizeram parte do projeto... a gravação ficou linda demais e é da canção "Um Poema de Amor" do mestre Isoca de Santarém. E por último o dvd do Billy Blanco, grande ídolo em que tive o prazer de gravar os depoimentos que antecedem as canções. Recebi sexta o material e ficou bonito demais!!! Estou feliz e ansiosa pelo show de lançamento que vai acontecer no dia 19 agora. Dentre os outros convites, existem sim, mas é surpresaaaa!!!!

Fabio Gomes - Em entrevista ao Blog do Ivanzito, no dia 4, você contou estar fazendo a pré-produção de seu primeiro CD, adiantando que deve começar a gravar efetivamente em outubro. Antes disso, alguns compositores já haviam adiantado informações a respeito: Carla Cabral disse ao Diário do Pará em 9 de agosto que "Tinhosa" estará no seu disco, e Renato Torres informou no Twitter que a música "Além Mar", que estará no próximo CD da banda Clepsidra, também será gravada por você. Além disso, no seu blog você tem postado recentemente várias letras de músicas - "Corpo Inteiro", "Suspeito", "Ponto sem Nó"... Elas também estarão no disco? E o que você já pode nos contar sobre a pré-produção?

Juliana Sinimbú - Então, eu ando ultimamente apaixonada e bastante focada nesse processo de pré-produção do meu disco. Será um projeto bem bacana, em forma de suíte (um disco sem interrupções, em forma de roteiro - que pode ser seguido ou não). Tenho certeza que escolhi as pessoas certas pra estarem no projeto. De cara o Renatinho Torres, que além de um grande amigo e uma grande pessoa, sem "frique-friques", de um coração imenso, é "O" cara musicalmente falando. Talentosíssimo, com criatividade sempre borbulhando. Penso que tínhamos que nos encontrar e me considero uma sortuda de estar com ele e os meninos amados do Clepsidra. Quanto às canções...."Além Mar" estará sim no disco, "Tinhosa", sim também! O blog era um projeto estacionado que acabei fazendo para colocar algumas poesias, algumas coisas que gosto muito. De lá, "Corpo Inteiro" estará no disco!

Fabio Gomes - Para quando está previsto o lançamento do CD? Eu sei que você é objetiva quando grava, basta dizer que aprontou em um dia a gravação de "Bem Musical" (Renato Torres - Maurício Panzera) que fez especialmente para a Rádio Brasileirinho. Aliás, aproveito para perguntar: esta música entra no disco também?

Juliana Sinimbú - O lançamento sempre é uma incerteza, mas entraremos em estúdio em outubro. Em novembro penso num show de teatro para apresentar algumas canções que já estarão no disco, com seus respectivos arranjos. Mas antes já comecei a trabalhar as canções na noite...Quanto a "Bem Musical", não entrará neste disco, mas tenho certeza que não me separo dos meninos tão cedo!!!


Show Juliana Sinimbú canta Maysa
Assembleia Paraense (Belém) - 5/1/09
(Foto: Ed Guerreiro)

Fabio Gomes - Gostaria que você comentasse também outros importantes marcos de sua carreira neste ano: abrir a programação cultural do Fórum Social Mundial com o show Intimidade, em parceria com Aíla Magalhães; e realizar vários shows-tributo a importantes figuras da música brasileira, como Maysa, Roberto Carlos e Chico Buarque. Vem algum outro tributo por aí?

Juliana Sinimbú - Por enquanto o foco é o disco. Quanto ao show Intimidade, foi uma delícia ter feito com outra cantora e amiga da nova geração, Aíla é um amor e canta bonito demais. E os tributos, por incrível que pareça, foram todos encomendados, o que foi fantástico pra eu estudar sobre os artistas que trabalhei... me fez crescer com o repertório e culturalmente. Ano que vem acontecerá o centenário de um grande ídolo: Noel Rosa, é muito provável de acontecer um trabalho em sua homenagem.

Fabio Gomes - Você já tem planos para depois do lançamento do CD?

Juliana Sinimbú - O plano para depois do disco é passar uma temporada divulgando ele pelo Brasil, depois voltar pra casa pra preparar o próximo!!!

Fabio Gomes - Para encerrar, peço que você deixe um recado aos leitores do Som do Norte.

Juliana Sinimbú - Um beijo a todos os leitores desse blog maravilhoso!!! Apareçam sempre para as novidades mais que interessantes!

3 comentários:

  1. Bela moça, talento indiscutível. Com certeza tem tudo para fazer sucesso! Sorte, Juliana!

    ResponderExcluir
  2. Fabulosa a entrevista...a Juliana é uma grande artista e sem sombra de dúvidas este cd será um grande sucesso! Luz no teu caminho Juuuu!!! =)

    ResponderExcluir
  3. Sucesso Juliana, vc é uma grande cantora, te admiro muito lindona!
    bjo grande.
    Suellen Bauen

    ResponderExcluir