Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Música do Dia: Minha Terra

A Música do Dia desta quinta é Do Baú. Homenageamos aquele que é, sem dúvidas, um dos maiores nomes da música paraense: Waldemar Henrique da Costa Pereira (1905-1995). Ouviremos "Minha Terra", seu primeiro grande sucesso, uma canção para voz e piano que compôs aos 18 anos, em 1923, depois de estudar solfejo e piano em Belém com Nicota de Andrade, e bem antes de seu ingresso no Conservatório Carlos Gomes, o que só aconteceu em 1929. Mas sua vocação desagradava seu pai (que certa feita chegou a convencer Waldemar a parar com as atividades musicais para trabalhar num banco) e só deslanchou quando de sua mudança para o Rio de Janeiro, em 1933. A partir de então, sua obra passou a ser mais conhecida no país, devido a gravações de cantores como Gastão Formenti e Jorge Fernandes - este se tornou seu maior intérprete e foi o primeiro a levar "Minha Terra" ao disco, em 1935 (regravando-a em 1956, num LP que dedicou integralmente à obra do autor paraense).

O sucesso nacional desta canção, porém, aconteceu apenas a partir da segunda gravação (a que publicamos aqui), feita em 1946 por Francisco Alves - o chamado Rei da Voz era na época o cantor brasileiro de maior sucesso. Dali em diante, "Minha Terra" entrou no repertório de vários intérpretes - isso numa época em que as regravações eram raras. Levaram a canção ao disco: Gilberto Milfont (ainda em 1946), os Vocalistas Tropicais (1949), Inezita Barroso (1955) e, já nos anos 1960, Peter Kreuber, no único disco que se sabe ter sido lançado por este obscuro intérprete - e no qual "Minha Terra" foi gravada como samba. Na fase do 78rpm houve ainda, na década de 1950, um registro instrumental pelo solista de cítara Heitor Avena de Castro que a gravou como toada-canção.

A obra de Waldemar Henrique sempre se situou na fronteira entre o popular e o erudito, o que "Minha Terra" demonstra à perfeição. Na área popular, esta música foi a escolhida pela cantora Andréa Pinheiro para encerrar seu show Fiz da Vida uma Canção (2000) e também se constituiu na última faixa de seu CD de estréia, com o mesmo título, gravado no ano seguinte - ambos os projetos, show e CD, eram inteiramente dedicados à obra de Waldemar. Já na esfera erudita, o maestro Mateus Araújo incluiu no primeiro concerto que realizou à frente da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, em 2005, a "Fantasia para piano, Tenor, Coro e Orquestra", que o músico russo Serguei Firsanov escreveu a partir de dois temas de Waldemar - além de "Minha Terra", "Coco-Peneruê". Firsanov é integrante da OSTP e radicado no Pará desde 1991.

FRANCISCO ALVES

"Minha Terra"
(Waldemar Henrique)



Ficha técnica:

Lírio Panicalli - piano
Eduardo Patané - violino

Disco Odeon 12.680-B (matriz: 7980)
Data da gravação: 8/1/1946
Lançamento: abril de 1946

Um comentário:

  1. O autor e a música dispensão comentários, todavia procuro a gravação feita por Agnaldo Rayol em 1968 do LP "As Minhas Prefeidas", em CD.
    Peço a ajuda de voces,caso saibam aonde posso encontrar.
    O meu e-mail é pliniotuzzolo@gmail.com
    Obrigado!

    ResponderExcluir