Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Som do Norte no Portal Visto Livre!

Nesta segunda, 31 de agosto, a música nortista ganhou um novo espaço na rede: a coluna Som do Norte, que passo a publicar semanalmente no portal Visto Livre, editado no Rio de Janeiro.

O tema da minha coluna de estreia é o Festival Casarão 10 anos, que acontece em Porto Velho nesta semana.

MySpace Seleção Especial Festival Casarão

Nesta semana, não há leitores contando pontos para ganhar o CD do mês por dois motivos: o 1º, lógico, é porque lançamos a promoção hoje; o 2º é porque, em função de estarmos na semana do Festival Casarão, que acontece em Porto Velho de 4 a 6/9, preparamos uma seleção especial com músicas de bandas que tocam no evento (detalhe: como neste ano não há representante do Amazonas nem do Tocantins, pedimos ao organizador do Festival, Vinicius Lemos, que apontasse algumas bandas desses estados que já tocaram lá em anos anteriores.)

Até o dia 6, você ouve em nosso MySpace as seguintes músicas:

  • I Need a Safe Port - Survive (Acre)
  • A Boca - Mini Box Lunar (Amapá)
  • Como Sobreviver Assistindo TV 7 Dias por Semana - Underflow (Amazonas)
  • Monoral - Johny Rockstar (Pará)
  • In the Day After - Soda Acústica (Rondônia)
  • Veludo Branco Rock'n'Roll - Veludo Branco (Roraima)
  • Fly - Boddah Diciro (Tocantins)

A mais ouvida destas será a Música do Dia da próxima segunda, dia 7.

E qual é o presente do mês? O CD Castelo de Luz, da Lia Sophia!

Participe da promoção do nosso MySpace

A partir de hoje, você pode indicar músicas do seu artista nortista favorito e ganhar um CD! Veja como funciona a promoção do nosso MySpace

1 - A cada segunda-feira será renovada a seleção de 7 músicas em nosso MySpace. A mais ouvida da semana (a verificação se dará às 23h30 do domingo) será postada como Música do Dia da segunda. Terão preferência para serem incluídas no MySpace músicas de artistas indicados por nossos leitores. 

2 - Você pode indicar só o nome do artista, ou também a música dele que gostaria que entrasse em nosso MySpace. Se mais de uma pessoa indicar o mesmo artista, concorre ao CD quem tiver indicado primeiro. Você pode fazer a indicação comentando em qualquer post do blog, enviar e-mail, mandar SMS ou falar conosco no MSN. Importante: escreva a palavra "PROMOÇÃO", informe nome, cidade e estado onde mora (a promoção só é válida para residentes no Brasil)  e e-mail ou telefone, para que, se você for o vencedor, possamos entrar em contato com você.

3 - O leitor, ou a leitora, que tiver indicado a música mais ouvida no mês ganha um CD de presente do blog Som do Norte. O CD será enviado pelo Correio. Não escreva seu endereço no campo de comentários do blog; se você ganhar, nós o solicitaremos através do contato que você informou. 

4 - As indicações que recebermos até o dia 20/9 concorrem no dia 27/9 ao CD Castelo de Luz, da cantora paraense Lia Sophia. As indicações recebidas do dia 21 em diante já concorrerão à promoção de outubro (o CD do mês que vem ainda não foi escolhido).

Música do Dia: Morenas e Bumbas

A Música do Dia desta segunda é a mais ouvida do nosso MySpace entre os dias 16 e 30 de agosto: "Morenas e Bumbas", composta e interpretada por Binho - uma faixa do seu CD Isca Arisca, lançado em 2006. A partir de agora, em todas as segundas a Música do Dia será a mais ouvida de nosso MySpace na semana anterior (ou seja, ouvindo nosso MySpace você pode fazer a música do seu artista preferido ser postada no blog - esse é apenas um dos itens legais da promoção do nosso MySpace que estamos lançando hoje!).

BINHO
"Morenas e Bumbas"
(Binho)

Ficha técnica:

Violão: Binho e Ronald Vasconcelos
Baixo: Sérgio Santos
Percussão: Bira Lourenço
Teclado: Mauro Araujo

Agradecemos à leitora Janaína Leity, de Porto Velho (RO).

domingo, 30 de agosto de 2009

Conheça os novos integrantes da banda Engenho Novo

Recebemos da nossa colaboradora Edna Samáira fotos dos novos integrantes da banda Engenho Novo, de Palmas: Tadeu Jardim, baixista, ex-integrante da banda Albion, e Artur Santiago, guitarrista, da banda Red Raybans. 

Os fãs da capital tocantinense poderão conhecer a nova formação da banda durante o 6º PMW Rock, agendado para os dias 8, 9 e 10 de outubro. Até lá, o agora quinteto segue ensaiando a mil no Fita Estúdio.


À esquerda, Tadeu Jardim, em foto de Shara Rezende;
à direita, Artur Santiago, em foto de acervo pessoal

Música do Dia: Beija-Flor

Domingo para ouvir "Beija-Flor", com os amazonenses Candinho e Inês. Com inúmeras participações em festivais desde 1982, a dupla tem poucos discos lançados. Em 1986, sua música "Renovação", seu maior sucesso na carreira, foi incluída no LP coletivo Nossa Música. CDs próprios, eles lançaram apenas dois: Ave Ventania (2002) e Faróis (2006). Em dezembro de 2008, Candinho e Inês gravaram no Teatro Amazonas (Manaus) o DVD que comemora seus 25 anos de carreira, com previsão de lançamento para breve. 


"Beija-Flor" foi composta em 1990 e é uma das faixas do CD Faróis, lançado em show no Teatro Amazonas em 12 de janeiro de 2006. 

CANDINHO E INÊS

"Beija-Flor" (Candinho)

sábado, 29 de agosto de 2009

Na Rede: Clepsidra prestes a gravar o 3º CD

A banda Clepsidra (Renato Torres, voz e guitarra; Maurício Panzera, baixo; e Arthur Kunz, bateria) ensaiou esta tarde em Belém e decidiu que vai começar a gravar logo o 3º CD, batizado como Independente. O anúncio foi feito no Twitter no começo da noite deste sábado. "Alguns ajustes estão sendo feitos em determinados arranjos, mas cerca de 70% do material já está em ponto de ser registrado.", gorjeou a banda.
 
Também foram citados alguns dos artistas que devem participar das gravações: Trio Manari, Arthur Alves, Rodrigo Ferreira e Felipe Cordeiro. Ou seja: nossos ouvidos mal podem esperar (digo eu). 

O Twitter da banda é http://twitter.com/_Clepsidra

Nós na Rede: Som do Norte no Tá pra Parir

Hoje mais uma vez o blog Som do Norte foi dica de blog na rede. Claro que ficamos felizes todas as vezes em que isto acontece, porém desta vez a alegria foi redobrada, e com razão, pois o destaque foi publicado no blog Tá pra Parir!, de Edna Samáira - nossa querida amiga e agora nossa colaboradora (e coube a ela anunciar isto em primeira mão,  festivamente:  "O Tá pra Parir! colabora com o Som do Norte. Uhuuuuuuuul."). O blog da Edna é leitura indispensável para quem acompanhar a movimentação cultural em Porto Velho.  Sobre minha iniciativa de blogar a música nortista, ela escreveu: 

"Fábio é lá do sul do país mas está desenvolvendo um trabalho muito bacana, divulgando nossas novidades musicais por aquelas bandas e, principalmente, ajudando a mostrar que a produção musical do Norte vai muito além do Boi Bumbá..."

Veja o post na íntegra clicando aqui

Na Rede: Show dos 75 anos de João Donato

O portal Visto Livre publicou chamada para o show da série Palco MPB que acontece às 19h desta segunda, dia 31, no Teatro Rival (Rio de Janeiro), onde o acreano João Donato comemora 75 anos de idade e 60 de carreira. O show tem por base o disco A Bad Donato (1970), que será revisitado, com novos arranjos; completam o show novas parcerias do mestre,  como "Nagoya" (que escreveu com os "Patos Fus" Fernanda Takai e John Ulhoa) e "Balança" (parceria com Marcelo D2), fora o que ele lembrar ou inventar na hora.

Participam do show os músicos Robertinho Silva (bateria), Luiz Alves (contrabaixo), Ricardo Pontes (sax/flauta), José Arimatéa (trompete) e Marlon Sette (trombone), além de Donatinho, o filho do mestre, que contribui com efeitos e programações. Entre uma música e outra, Donato conversa com Fernando Mansur, locutor da MPB FM, promotora do evento. E tudo isso grátis!

Na Rede: Dicas de Belém por Bernie Walbenny

No blog da MTV Belém, Bernie Walbenny dá as dicas da agenda da capital paraense para os próximos dias:
  • Hoje - o lançamento do CD Indiocídio, dos Delinquentes, que já destacamos aqui. Bernie publica o vídeo da chamada para o show que está sendo exibida na MTV Belém
  • Também hoje - a festa Se Rasgum Clássica no Café com Arte, com a banda Johny Rockstar, que já está confirmada para os Festivais Casarão (no próximo final de semana em Porto Velho) e Se Rasgum (em novembro, em Belém). 
  • Quinta, 3/9 - Casarão Live, também no Café com Arte, com as bandas Juca Culatra e Power Trio, Inversa e Sincera - mais três já confirmadas no Festival Se Rasgum. Bernie disponibiliza sons das bandas para audição online: "Engolidas por Vermelho" (Inversa), "Criolo Doido" (Juca Culatra e Power Trio) e "Duas em Uma" (Sincera).

Música do Dia: Ocaso

A Música do Dia deste sábado vem de Rondônia: "Ocaso", de autoria de Bado. A interpretação é da cantora Ceiça Farias, na apresentação do show Cordas e Barros realizada em 17 de abril de 2008 no Teatro Um do Sesc Esplanada (Porto Velho). Acompanham Ceiça os músicos Edgar Melo (violão), Bira Lourenço (Percussão), Adriano Pereira (contrabaixo) e Alexandre Santana (violino). Paraibana radicada desde 2001 em Rondônia, Ceiça lançou o CD Cordas e Barros em outubro de 2007.


sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Radioescuta: Fernanda Takai

Fernanda Takai, vocalista da banda Pato Fu, declarou há pouco em entrevista ao programa Gaúcha Entrevista (Rádio Gaúcha), que o show que realiza em Porto Alegre no domingo, 29 de agosto, é o último no Sul da turnê onde interpreta as músicas de seu CD solo Onde Brilhem os Olhos Seus, no qual revisitou o repertório de Nara Leão.

A cantora, que vive em Minas e é nascida em Serra do Navio (Amapá), informou que sua prioridade na sequência da turnê é levar o show para cidades da Região Norte. 

De Olho: Madame Saatan na TV Trama

A banda paraense Madame Saatan, radicada em São Paulo, topou o desafio da Trama: gravar e mixar a música "Rio Vermelho" (Sammliz - Ed Guerreiro) dentro do projeto 10 Horas no Estúdio, com transmissão ao vivo pela TV Trama. Eu também topei o desafio que me fiz: acompanhar na íntegra os trabalhos. Ambos conseguimos.


Madame Saatan em foto de Renato Reis

Evidentemente, o desafio da banda era muito maior, e ela o venceu com folga. O horário estabelecido era das 10 às 20h, e antes das 19h tudo estava encerrado. Claro que a tarefa foi facilitada pelo fato de ter sido escolhida uma canção que já vem sendo apresentada em programas como o Radiola (TV Cultura, 1/6/09) e shows como o do SESI Vila Leopoldina (São Paulo, 23/6/09), porém é preciso destacar o profissionalismo e a objetividade de Madame Saatan no estúdio ("onde", segundo um dos técnicos da gravação, "se vê quem é mesmo músico").

Depois das passagens de som a partir das 10h30 e de uma pausa para uma entrevista às 11h, o processo de gravação valendo iniciou às 12h14. Foram feitos dois takes com metrônomo, seguidos de dois sem este recurso. A gravação do primeiro take foi interrompida pela vocalista, Sammliz, com poucos segundos de som, pois ela sentiu que aquele não era o andamento correto. Procedeu-se então à gravação do take, mas ela voltou a manifestar desconforto: a banda ralentara no final. Após alguns ajustes no som do baixo de Ícaro Suzuki, gravou-se o take 2; Sammliz aprovou o andamento, aliás nesse take o grupo todo gostou da pegada e optou por mantê-la na sequência da gravação.  Às 12h54 o 3º e último take da banda tocando junta foi encerrado. 

A cada take finalizado, banda e técnicos o ouviam juntos, para ver os ajustes necessários. Perto das 13h05, resolveu-se fazer um intervalo para que os técnicos ouvissem tudo o que fora gravado. Apenas Ed ficou no estúdio, para gravar às 12h38 um solo de guitarra a fim de dobrar o peso do instrumento na mixagem. Ao voltar ao estúdio, às 14h05 Sammliz gravou cantando sobre o solo de Ed. Os técnicos começaram a debater se era melhor dobrar a voz, ou gravar novos vocais para inserção. Como já eram 14h40, o resultado do debate foi lógico: se o passo seguinte era começar a discutir arranjo, o melhor era pararem todos para almoçar. 

Os trabalhos foram retomados às 15h35, já com mixagem. Começou-se mixando os instrumentos, às 16h, e passando para a inclusão da voz às 16h56. Às 17h24, o grupo ouviu e aprovou a versão de estúdio de "Rio Vermelho". Somente foram adicionados alguns efeitos, mas já às 18h17 a palavra de ordem no estúdio era fechou, fechou, fechou... Breves ajustes nas pistas de edição ainda foram feitos, antes da gravação do resultado definitivo num DVD virgem às 18h28, enquanto parte da banda saía para mais uma entrevista.  Por volta das 18h46 Madame Saatan deixou o estúdio, usando nem 9 das 10 horas previstas. 

A trasmissão em si - Com certeza, é atraente em si a ideia de poder acompanhar uma banda ao vivo no estúdio, porém a meu ver a Trama poderia reconsiderar alguns pontos para tornar isto realmente um programa legal para quem se disponha a assisti-lo (dando-se o devido desconto de que em transmissões assim pela internet ainda são comuns delays, engasgos e perda momentânea de áudio - sim, houve tudo isso). A imagem transmitida remete aos primórdios do cinema, quando se usava apenas uma câmera fixa dando um plano geral. A transmissão de ontem foi exatamente assim: de manhã, predominaram as imagens da banda gravando, e de tarde dos técnicos mixando. Mas em nenhum momento a banda foi vista inteira (Sammliz só apareceu quando gravou a voz sobre a guitarra, e num breve momento de descontração, perto das 11h, quando a banda toda brincou com a câmera, mandando beijinhos para amigos e familiares em Belém). Na técnica quase sempre a imagem estava escura, mais do que no estúdio. Era comum também se ouvir alguém falando fora de quadro (já que, como disse, a câmera não era movida). 

Um ponto positivo a destacar é a forma como a Trama sinaliza os intervalos. Um cartaz anunciava estes momentos: estampou "Daqui a pouco" perto das 10h, informou ser horário de "Almoço" perto das 15h, e que o trabalho estava concluído já a partir das 19h - nesses dois últimos momentos, quem chegava à página já ouvia o áudio gravado ontem, que ficou rodando até depois das 20h10. 

Música do Dia: Olê-lê Sabiá

Nossa Música do Dia desta sexta traz um dos grandes artistas do Norte: Genésio Tocantins, que carrega no próprio sobrenome a referência ao Estado natal. Ele interpreta "Olê-lê Sabiá", parceria sua com Braguinha Barroso, que o acompanha ao violão, nesta apresentação gravada em abril de 2008 no Festival de Música e Arte de Garanhuns (PE), em que esta música obteve o 4º lugar. 


O artista foi sugerido pela leitora Poliana Macedo, de Palmas (TO).

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Na Rede: Madame Saatan na TV Trama

A TV Trama começou a transmitir agora às 10h08 a gravação da música "Rio Vermelho" (Sammliz - Ed Guerreiro), pela banda Madame Saatan. A banda é a 12ª a participar do projeto “10 Horas no Estúdio”. 

Os paraenses têm até as 20h de hoje para finalizar e mixar a música.

Música do Dia: Monophobia

A Música do Dia desta quinta é "Monophobia", uma interpretação da roraimense Érica Maria, que mora desde 1997 na Paraíba. A canção foi escrita por Eugênio Cruz, o violonista da banda de Érica, e faz parte do projeto Virgo, em que, além de Érica, Albérico Jr. e Katriano Moraes também interpretam músicas escritas por Eugenio. Em outubro de 2008, Érica classificou "Monophobia" como finalista do Music Fest Shopping Tatuapé, em São Paulo. 

O vídeo que vamos assistir foi gravado num dos shows de estreia de Virgo, que aconteceram nos dias 20 e 21 de setembro de 2007, SESC Petrolina (Pernambuco). 

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Engenho Novo tem clipe premiado e anuncia mudanças

A banda Engenho Novo tem tido grandes alegrias ultimamente, ao mesmo tempo em que passa por mudanças. O baixista Alex Busquets foi morar em São Paulo a fim de realizar um grande sonho: estudar Música. Em seu lugar, juntam-se a Di Engenho Novo (voz e violão), Guido Jargões (guitarra) e Mário Igor (bateria e percussão) dois novos integrantes, Tadeu Jardim (baixo) e Artur Santiago (guitarra e violão). 

Di comenta sobre os novos parceiros: "Tadeu é ex-integrante da banda palmense Albion. Artur vem reforçar a harmonia e me deixar mais solto no palco, vou poder explorar mais minhas habilidades de ator. Artur é ainda ilusionista, então o público pode esperar surpresas interessantes."

O público de Palmas poderá conferir em breve as novidades. A banda participa em outubro do 6º PMW Rock Festival, e em novembro se apresenta em teatro, lançando o novo show e captando imagens para a internet. Local e data ainda não estão confirmados. 

Fechando a lista das alegrias: o clipe de "Amuleto" (que foi nossa Música do Dia em 8 de agosto) foi premiado como Melhor Clipe Categoria Regional pelo júri técnico do 4º Miragem - Mostra de Cinema e Vídeo de Miracema (TO), realizado em conjunto com o Agosto do Rock.  Esta premiação deve abrir portas para o clipe em festivais em outros estados. 

Na Rede: 93 anos de Verequete

Neste 26 de agosto, que em Belém é o Dia Municipal do Carimbó, O Liberal publicou uma reportagem de Ana Peres fazendo um perfil de Mestre Verequete




A edição online do jornal publicou a matéria em dois links:

  • Ele é sinônimo de Carimbó

  • Família mostra que talento vem no sangue
  • Música do Dia: Um Choro para o Acre

    A Música do Dia desta quarta,  "Um Choro para o Acre", destaca o trabalho do músico carioca Antônio Carlos Nascimento, radicado em Rio Branco desde 2000. Uma de suas primeiras iniciativas ao chegar ao Acre foi criar o grupo Som da Madeira, formado essencialmente por jovens da periferia da capital. Depois do grupo veio a fundação, em maio de 2005, do Clube do Choro de Rio Branco, que se reúne toda sexta à noite, a partir das 20h, no Bar do Gracil, na Gameleira, com entrada franca.  


    Antônio Carlos com seu luthier,
    Francimar Meireles

    A gravação que vamos ouvir é uma das faixas do CD Quinta Cultural Acre (2007), lançado pelo Banco da Amazônia em parceria com a Fundação de Comunicação e Cultura Elias Mansur.

    ANTÔNIO CARLOS E O SOM DA MADEIRA

    "Um Choro para o Acre" (Antônio Carlos) 
    Ficha técnica:

    Antônio Carlos (bandolim)
    James Fernandes (violão)
    Nilton Castro (acordeom)
    Ney (cavaquinho)
    Dom Carlos (flauta)
    Deley (pandeiro)

    terça-feira, 25 de agosto de 2009

    Conexão Vivo recebe projetos até dia 28

    A Vivo busca novos projetos ligados ao setor da música - preferencialmente os já aprovados ou em fase de aprovação nas leis estaduais dos estados do Acre, Pará, Bahia, Santa Catarina, Goiás e Rio Grande do Sul - com o objetivo de incorporá-los ao programa Conexão Vivo.

    Músicos e produtores culturais  podem inscrever até o dia 28 de agosto projetos para produção de shows, CDs e DVDs, turnê coletiva (reunindo vários artistas), oficinas culturais na área musical, seminários de formação sobre música e mercado e festivais de música.

    Os projetos podem ser inscritos diretamente no site da Vivo, ou enviados pelo e-mail projetos@conexaovivo.com.br.

    Festival SESI Música - Edição Roraima 2009

    Estão abertas até 18 de setembro as inscrições para o Festival SESI Música - Etapa Estadual -  Roraima. O regulamento, a ficha de inscrição, e os formulários de declaração de autoria e termos de autorização estão disponíveis para download no site do SESI Roraima.

    Agenda Belém: Verequete, 93 anos

    Amanhã,  26 de agosto, Mestre Verequete completa 93 anos em plena atividade. A dupla comemoração (será também o Dia Municipal do Carimbó) toma a praça Waldemar Henrique a partir das 19h.  Além do mestre, se apresentam seu grupo Uirapuru, a bateria da Embaixada de Samba do Império Pedreirense (que já teve Verequete como um de seus enredos) , o grupo de xaxado Pisada do Sertão, o grupo de atividades culturais Paranativo, o grupo de tradições populares Acauã da Serra, o grupo de cultura regional Iaçá e o grupo de carimbó Sancari. A festa inicia com a apresentação do vídeo Chama Verequete, de Luis Arnaldo Campos e Rogério Parreira - uma narração poética da vida do artista.


    Nascido Augusto Gomes Rodrigues em Bragança (PA), mais precisamente na localidade de Careca, próximo à Vila de Quatipuru, Verequete tem 12 discos gravados e é considerado o maior nome do carimbó. A campanha que visa o reconhecimento do carimbó como Patrimônio Cultural Brasileiro (a exemplo do que já aconteceu com o samba de roda do Recôncavo baiano, o samba carioca e o tambor de crioula do Maranhão) identifica no mestre o responsável por reelaborar em um contexto urbano elementos tradicionais do carimbó.

    Música do Dia: Minhoca

    Vocês lembram que na nossa Música do Dia de sábado, Lucimar contava as dificuldades vividas pelos artistas da terra, como é costume se chamar o músico local  - e não apenas em Tocantins. Isto também acontece, por exemplo, no Amapá - e com tal frequência que um dia um engraçadinho chegou pro cantor e compositor Zé Miguel e lhe disse: "Cantor da terra é minhoca."

    Pois Zé Miguel transformou o que era para ser uma tiração de onda pra cima dos músicos locais em um ato de auto-afirmação, compondo uma música que intitulou, justamente, "Minhoca", e que foi gravada em abril de 2007 nos shows do Teatro das Bacabeiras (Macapá) que deram origem ao DVD Meu Endereço, lançado em 2008.

    Desde então a expressão tem sido usada para designar o artista local; em fevereiro de 2008, músicos, compositores e cantores de Macapá, ao fundar no Bar do Abreu um bloco carnavalesco, o batizaram como "Os Minhocas". E este, naturalmente,  também passou a ser o apelido de Zé Miguel - a quem Jucicleber Castro, num texto escrito para o site Jornal do Rádio, designou como o “minhoca maior do Amapá”.  

    Vamos assistir Zé Miguel cantando "Minhoca" na apresentação realizada no SESC Ipiranga (São Paulo) em 23 de novembro de 2008, dentro da série Amapá em Cantos - neste dia, Zé Miguel e Cléverson Baia tiveram como convidados Ceumar e Vital Lima. 

    segunda-feira, 24 de agosto de 2009

    Seletivas do Se Rasgum na MTV Belém

    A MTV Belém apresenta nesta terça, 25 de agosto, um especial com os melhores momentos das Seletivas do Festival Se Rasgum. O programa inicia às 20h45 e terá 15 minutos de duração.

    Bina Jares informou que o Bar Zero21 montou a seguinte programação para noite desta terça: passa o especial da MTV e segue a sonzeira com os vídeos das Seletivas - sim, das 24 bandas todas!



    Na Rede: Tradição do Samba

    O jornal Folha de Boa Vista publicou hoje matéria de Marta Gardênia falando do grupo Tradição do Samba, criado em novembro do ano passado e que vem conquistando espaço na noite roraimense. Formado por músicos de vários estados -  Maranhão, Pará, Rio de Janeiro e Amazonas -, o grupo toca em vários espaços da capital semanalmente; seu fundador, o carioca Edmo Costa, também é dono de uma casa de show, o Tradição Carioca. 

    Leia a matéria completa no site da Folha de Boa Vista.

    Abertas inscrições para 1ª Mostra Rondônia de Música Universitária

    Abriram hoje as inscrições para a 1ª Mostra Rondônia de Música Universitária, uma iniciativa da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Rondônia (PROCEA/UNIR).



    Até o dia 11 de setembro, podem inscrever suas músicas inéditas compositores que integrem a comunidade universitária rondoniense - ou seja, alunos de cursos de graduação ou pós-graduação, técnicos administrativos e professores de Instituições de Ensino Superior com sede em Rondônia. Na mesma situação de vínculo com universidade devem se encontrar os intérpretes a serem indicados pelos compositores que não queiram cantar na Mostra.

    Um júri irá analisar harmonia, melodia, ritmo, rima, métrica e temática e anunciar no dia 5 de outubro as 20 músicas que serão cantadas no dia da Mostra, marcada para 23 de outubro.

    O evento difere dos assim chamados "festivais" competitivos por se propor a apresentar um panorama da música no Estado, e não determinar que A é melhor que B. Não haverá premiação; o regulamento estabelece uma bonificação de R$ 100,00 para cada participante.

    O regulamento completo em arquivo .pdf está disponível no site da UNIR.

    Na Rede: Ricardo Smith

    O músico Ricardo Smith foi destaque na edição online do Amazônia Jornal desta segunda. Descontente com a burocracia que envolve atualmente a produção e distribuição de CDs, Ricardo tem se dedicado ao CD digital. Ele está lançando três novos discos através de páginas no site PalcoMP3:
    Como é de praxe no site, todas as músicas podem ser baixadas legalmente. 



    Quem quiser ouvir Ricardo filho ao vivo, pode conferir seu lado roqueiro aflorando em voz-e-violão todos os sábados no Bar Trânsito (Senador Lemos com Wandenkolk, Belém) das 22h à meia-noite, com couvert a R$ 10 (a mesa). Informações: 91-3222-6541.

    Foi Show: Soda Acústica em Cacoal

    A banda Soda Acústica segue com a turnê de lançamento de seu primeiro CD, Soda Acústica, viabilizado pelo Projeto Pixinguinha da Funarte. Sábado, dia 22, foi a vez do show em Cacoal, no Teatro Cacilda Becker.

    O show noTeatro Cacilda Becker

    A turnê já percorreu Porto Velho, Ariquemes e Cacoal e se encerra nesta semana. Quinta, 27 de agosto, será a vez de Rinaldo Santos (vocal e viola), André Torres (guitarra) e Anderson Silva (contrabaixo) voltarem a tocar na capital, desta vez no Teatro 1 do Sesc Esplanada (Porto Velho), a partir das 20h, com entrada franca. O CD estará à venda no local.

    Música do Dia: Mocinho Bonito

    A carioca Dóris Monteiro e o paraense Billy Blanco encerraram no domingo uma temporada de três shows em São Paulo, celebrando seus mais de 50 anos de parceria. Vamos lembrar aqui como tudo começou, ouvindo a gravação original de "Mocinho Bonito", de 1956. Sim, nossa Música do Dia de hoje é Do Baú!

    Esse divertido samba que retrata um rapaz que procurava aparentar uma riqueza que não possuía (e que só mantinha a farsa graças à ajuda da irmã) foi grande sucesso na época, sendo regravado logo em seguida por Isaura Garcia (também em 1956, na Odeon); Carlinhos Mafasoli (RGE, 1958); Galo e seu Conjunto (Mocambo) e Oscar Milani e sua Orquestra (Copacabana). 

    Desta maneira, "Mocinho Bonito" não poderia ficar de fora do filme De Vento em Popa, dirigido por Carlos Manga para a Atlântida em 1957, e no qual Doris vivia a mocinha Lucy, a namorada de Sergio (o galã Cyll Farney). Porém o momento em que a música é apresentada dilui o interesse sobre ela: Doris, ao cantar, precisou passar a preocupação da personagem com uma movimentação estranha na boate de Sergio (o espectador do filme é informado de que houve o cancelamento do show programado com o Rei do Rock'n'Roll, Melvis Prestes, uma gozação com Elvis Presley), vindo logo depois a famosa sequência em que Oscarito imita Elvis - um dos grandes momentos do cinema brasileiro.

    Aqui no Som do Norte, porém, não tem diluição! Você ouve a gravação original na íntegra. Repare no curioso arranjo, em que cordas e sopros fazem um "contracanto" que tem mais a ver com boogie do que com samba (chega a lembrar, em alguns momentos, "Boogie-Woogie do Rato", de Denis Brean). 

    DORIS MONTEIRO
    "Mocinho Bonito
    " (Billy Blanco) (samba)


    Ficha técnica:

    Disco Columbia 10364-B
    Matriz: CBO 1162
    Incluído em 1957 no LP Doris Monteiro

    domingo, 23 de agosto de 2009

    Nós na Rede: Som do Norte é notícia

    Além da Lia Sophia, também o blog Som do Norte foi destaque no Amazônia Jornal de hoje.  Nossa entrada no ar foi tema da nota "Música", da coluna de Christian Emanoel. 

    Aliás, nestes últimos dias, felizmente, o blog tem sido destaque em vários jornais, sites e blogs. Confira o link de algumas dessas notícias: 

    Na Rede: Lia Sophia

    A edição online do Amazônia Jornal de hoje traz um comentário do músico Marcello Gabbay sobre o CD  Castelo de Luz, de Lia Sophia, que é comparado aos novos trabalhos de Zélia Duncan, Ana Carolina e Céu. "Um disco pop completo, CD esmerado, impecável. As canções estão muito bem arranjadas e gravadas.", diz Gabbay. O texto completo está disponível no site do Amazônia


    Quem nos acompanha desde o começo já sabia disso: a faixa de abertura do CD, "A Flor", foi a nossa primeira Música do Dia. E agora à tarde, outra canção do disco passou a integrar a programação da Rádio Brasileirinho: "Mulher"

    Aguarde mudanças no nosso MySpace

    Na segunda, 17 de agosto, colocamos no ar o nosso MySpace, informando que a troca das músicas seria feita a cada 7 dias. Optamos, porém, em manter a seleção atual por mais uma semana a fim de estruturar melhor a promoção que será lançada no próximo domingo.

    Promoção? Isso quer dizer... prêmios? Sim!!! Como isso vai ser, exatamente, é o que iremos informar no dia 30.

    Por enquanto, só podemos adiantar que você vai ajudar a divulgar seus artistas preferidos e ainda concorrer a CDs de músicos do Norte - e o primeiro disco que você pode ganhar é Castelo de Luz, o novo CD da Lia Sophia! Aguarde!

    Oportunidade para professores de violão

    Um dos grandes intérpretes atuais da obra de Heitor Villa-Lobos, o violonista Álvaro Henrique já foi presidente da Bravio (Associação Brasiliense do Violão) e acaba de fixar residência em São Paulo, depois de um período de estudos na Alemanha. 

    Álvaro mantém em seu site uma lista de professores de violão erudito de todo o Brasil. O músico pode ministrar também aula de violão popular, mas para entrar na lista é necessário que no mínimo ensine violão erudito. É uma excelente oportunidade para estes profissionais divulgarem seu trabalho de forma gratuita - e que tem sido pouquíssimo aproveitada por músicos do Norte. Há apenas 3 nomes do Amazonas, 1 do Pará, 1 do Tocantins - e nenhum do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima.

    Para ser incluído, basta o profissional enviar para o e-mail alvaroguitar@gmail.com os seguintes dados: nome, cidade/estado, telefone, e-mail, site e formação acadêmica (esta, em uma linha).

    A lista atualizada está disponível no link www.alvarohenrique.com/professores.pdf 

    Música do Dia: Teu Sorriso

    A Canoa Cultural twittou: foi muito produtiva a reunião feita em Boa Vista neste sábado referente ao primeiro clipe da banda Somero. Em breve, o site tomarrock.com deve publicar matérias com fotos. 

    Enquanto aguardamos a matéria, vamos ouvir neste domingo a música escolhida para o clipe: "Teu Sorriso" - outra faixa do primeiro EP da banda, lançado em 2008. 

    Somero é:

    Vinicius Tocantins (guitarra e voz)
    Regis Calixto (guitarra)
    Cleber Medeiros (bateria)
    Paulo Henrique (baixo)


    SOMERO
    "
    Teu Sorriso" (Vinicius Tocantins)

    sábado, 22 de agosto de 2009

    Na Rede: Canoa Cultural informa

    O Coletivo Canoa Cultural (antigo TomaRRock) reúne as principais bandas de Roraima e organiza o Festival TomaRRock. Por isso, acompanhando seu Twitter podemos saber informações importantes sobre o evento e também sobre as bandas que formam o Coletivo.

    Nesta sexta, por exemplo, além de comentar que indicamos Mr. Jungle como Música do Dia da segunda, dia  17, o Coletivo twittou que: 

    • O TomaRRock está confirmado para outubro, os preparativos estão a todo vapor e a banda paraense (morando hoje em São Paulo) Madame Saatan já garantiu presença.
    • A banda Somero se reúne neste sábado para preparar a gravação do primeiro clipe: "Teu Sorriso" é a música escolhida. Para o clipe, a banda conta com o apoio do Núcleo Audiovisual da Canoa Cultural, TV Brasil, Cia do Lavrado, Orib Ziedson e Alex Pizano. 

    Na Rede: Aarão Prado conversa com Álamo Kário

    No blog do Festival Chico Pop, entrou no ar um videocast em que Aarão Prado entrevista Álamo Kário. O cantor e compositor fala do Festival, detalha os planos para este ano e começo do próximo e ao final nos brinda com uma balada inédita, em voz-e-violão. 

    Na Rede: Festival de Música Paraense

    O site do Diário do Pará disponibilizou uma reportagem de Daiane Balbinot para a TV RBA mostrando a entrega da premiação aos vencedores do Festival de Música Paraense, no programa Boteco que foi ao ar na sexta-feira, dia 14. Foram entrevistados o compositor Jacinto Kahwage, as cantoras Andrea Pinheiro, Aíla Magalhães e Juliana Sinimbú e o coordenador do Festival, Marco Antonio. 

    Música do Dia: Flauta de Taboca

    As dificuldades enfrentadas no dia-a-dia por um artista do Norte são o tema da nossa Música do Dia deste sábado: "Flauta de Taboca", do tocantinense Lucimar. As agruras são apresentadas numa letra muito bem humorada ("Um que pensa que canta/ O outro finge que paga/(...) Nosso show é cultura/ E a fartura é de mandioca/ Nosso chapéu é de paia/ Nossa flauta é de taboca.") emoldurada por uma melodia alegre, resultando numa gravação de rara felicidade. 

    Lucimar é natural de Filadélfia (TO). Seu pai era músico amador, e desde cedo ele ouviu Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga. Autodidata, tocou vários anos na noite, tendo morado em São Paulo e Portugal. Entre seus principais shows, estão Interior (2007) e Minhas Canções (2008), ambos apresentados no Teatro Fernanda Montenegro, em Palmas.  Neste ano, venceu o primeiro festival de música sertaneja do Tocantins.

    "Artista da terra quebra coco todo dia, todo santo dia..."

    LUCIMAR
    "Flauta de Taboca"

    sexta-feira, 21 de agosto de 2009

    Música do Dia: Pérola Azulada

    Consciência ambiental marca a nossa música desta sexta: "Pérola Azulada", um dos maiores sucessos do cantor e compositor amapaense Zé Miguel. Composta em parceria com o paraense radicado no Amapá Joãozinho Gomes, a música foi lançada em 2002 no CD Zé Miguel Acústico. Zé Miguel voltou a interpretá-la em dois DVDs: Gente da Mesma Floresta (Itaú Cultural, 2006), onde divide o vocal com Nilson Chaves, e Meu Endereço (gravado em Macapá em abril de 2007 e lançado em janeiro de 2008).

    Veremos aqui outra versão: o videoclipe que Vânia Beatriz Oliveira produziu em 2007 usando o áudio do CD de 2002. 

    quinta-feira, 20 de agosto de 2009

    Na Rede: Clepsidra anuncia 3º CD

    O cantor-compositor-instrumentista Renato Torres anunciou agora há pouco no Twitter as músicas que farão parte do 3º CD de sua banda Clepsidra (formada por ele, Renato, voz e guitarra; Maurício Panzera, baixo; e Arthur Kunz, bateria).

    O CD, intitulado Independente, trará 11 músicas: "Independente", "Pedra Filosofal", "Guamá", "Sobremesa", "Samba sobre Nada", "Condição", "Paraíso", "Serena", "Desconcerto", "Além Mar" e "A Volta do Mundo".

    Renato comentou algumas das canções escolhidas:
    • "Serena" é parceria entre eu e Arthur Kunz
    • "Guamá" é uma canção que fala claramente sobre um lugar de Belém
    • Duas canções serão também gravadas por outras pessoas em breve: "Samba sobre Nada" (Gláfira Lobo) e "Além Mar" (Juliana Sinimbú)
    • "Independente" é uma de minhas parcerias com Felipe Cordeiro
    O Twitter da banda é http://twitter.com/_Clepsidra

    Música do Dia: Se chovesse você

    A música para esta quinta é "Se Chovesse Você", lançada no CD Mais perto de mim (2007), o sexto da carreira da cantora Eliana Printes, natural de Manaus e radicada no Rio de Janeiro. Chico César participou na gravação do CD, e repete a parceria neste show realizado por Eliana no Teatro Rival (Rio de Janeiro) em 6 de maio de 2009. A banda de Eliana é formada pelos músicos Adonay Pereira (violão), Rannieri Oliveira (teclados), Tavinho Menezes (guitarra e violão), Francisco Falcon (baixos vertical e elétrico) e Sergio Nacife (bateria e percussão).

    A música foi composta por Eliana Printes e Adonay Pereira em parceria com o poeta, cantor, compositor, produtor cultural, professor e filósofo Eliakin Rufino, apontado como um "camaleão da cultura roraimense". 

    quarta-feira, 19 de agosto de 2009

    Na Rede: Liah

    O Amazônia Jornal de hoje publica matéria destacando a cantora e compositora Liah. Natural de São Domingos do Araguaia (PA) e morando hoje no Rio de Janeiro, Liah já teve músicas gravadas por artistas como KLB e Cidade Negra, participou com Caetano Veloso, Rita Lee e Daniela Mercury de tributos a Cazuza e Paul McCartney. Está para lançar seu 3º CD, Livre - o clipe com a música-título foi produzido também por ela, e poderá ser visto na MTV ainda em agosto.

    Confira a matéria completa no site do Amazônia Jornal.

    Na Rede: Capuccino Jack e Camundogs

    No blog do Festival Chico Pop, foi publicado um vídeo do show que reuniu as bandas Capuccino Jack e Camundogs. O encontro de duas gerações da música acreana aconteceu no Teatro de Arena do Sesc de Rio Branco, no sábado, dia 15.

    Música do Dia: Se Minha Sombra Falasse

    A Música do Dia desta quarta vem de Rondônia: "Se Minha Sombra Falasse", uma das faixas do CD Soda Acústica, que a banda Soda Acústica, de Porto Velho, lança agora neste mês de agosto e que recebemos ontem pelo correio. 

    A letra conta a história de uma sombra rebelde, que não quer mais seguir seu dono, invocando o exemplo da sombra de Peter Pan. Foi escrita pelo poeta Adão Viotto para que fizesse parte da trilha sonora do curta Inventário das Sombras, dirigido por Joesér Alvarez e multipremiado no Festival Cine Amazônia 2008. Como a letra não foi incluída no filme, Viotto ofereceu-a a Rinaldo Santos, que a musicou e fez questão de gravar no primeiro CD da Soda. 

    Soda Acústica é:

    Rinaldo Santos (vocal e viola)
    André Torres (guitarra)
    Anderson Silva (contrabaixo)


    SODA ACÚSTICA
    "Se Minha Sombra Falasse"
    (Rinaldo Santos - Adão Viotto)
    Ficha técnica:

    Participações especiais: 

    Catatau - bateria e percussão
    Mauro Araújo - teclado

    terça-feira, 18 de agosto de 2009

    Música do Dia: Nasci para Bailar

    Ontem, segunda, mestre João Donato estava de aniversário. Tendo nascido em Rio Branco a 17 de agosto de 1934, com um ano ele estava no Rio de Janeiro, pois seu pai, o primeiro piloto acreano, fora cursar a Escola de Aviação Militar do Exército. A família voltou a morar na capital do Acre de 1939 a 1945, quando, tendo sido extinta a Polícia Militar do então território, optaram pelo retorno ao Rio e dali Donato ganhou o mundo, primeiro tocando acordeon, mais tarde piano. Em 2006, foi homenageado pela terra natal com a criação da Usina de Arte João Donato, no Distrito Industrial de Rio Branco.  

    Só podia ser dele, então, nossa Música do Dia desta terça. Escolhemos uma canção que foi grande sucesso em 1982, e intitulava o LP gravado naquele ano por Nara Leão: "Nasci para Bailar", em parceria com o paraense Paulo André Barata. Esta é uma música que, embora relativamente conhecida, tem poucas regravações: duas do próprio Donato (em 1996, ao lado do filho, Joãozinho; e em 1997, numa versão instrumental com o baterista Eloir de Morais); e uma de Wanda Sá no Songbook de Donato, em 1999.

    Vamos assistir aqui a interpretação da cantora paraense Juliana Sinimbú, numa edição do programa Armazém Belém, que Ney Messias apresentava no SBT do Pará. Na gravação, realizada em 23 de agosto de 2007, Juliana foi acompanhada por Felipe Cordeiro (violão), Delcley Machado (guitarra) e Márcio Jardim (percussão). Este post homenageia igualmente a cantora, que também estava de aniversário no domingo.


    segunda-feira, 17 de agosto de 2009

    Diz Aí: Aíla Magalhães

    Nossa primeira entrevista é com a cantora paraense Aíla Magalhães, que num tempo curto de carreira já tem muito do que se orgulhar: participou de dois festivais (Femupa - Festival de Música do Pará, dezembro de 2008; e 1º Festival de Música Popular Paraense, agosto de 2009) e obteve o prêmio de Melhor Intérprete em ambos; foi apontada como Cantora Revelação de 2008 no Baile dos Artistas; e teve seu show Intimidade, em que dividiu o palco com Juliana Sinimbú, escolhido para abrir a programação cultural do Fórum Social Mundial 2009.  Nossa colaboradora Yorranna Oliveira, de Belém, que já a entrevistou, afirma que "Aíla é muito talentosa e tem recebido ótimas críticas localmente."

    Som do Norte - Aíla, em pouco mais de um ano de carreira você ganhou dois prêmios de Melhor Intérprete, um show seu abriu o Fórum Social Mundial... Você tinha ideia de que coisas assim poderiam acontecer em tão pouco tempo?

    Aíla Magalhães - Pois é, ter idéia de tudo que está acontecendo, realmente, eu não tinha. Desde o ínicio da minha carreira, sempre tentei ser bastante responsável com os compromissos que eu vinha assumindo. Inserir-se corretamente no meio musical em Belém não é tão simples assim, por isso fui com bastante cautela e pé no chão, tentando sempre mostrar um trabalho refinado, de qualidade, mas que não perdesse o caráter atual das minhas referências musicais, e aos poucos vim me encontrando e conseguindo realizar trabalhos muito importantes para o ínicio da minha carreira. E a cada nova conquista, tenho a certeza de quero alcançar muito mais...


    Aíla Magalhães
    (foto enviada pela leitora
    Vanessa Garcia, de Belém)

    Som do Norte - Seus fãs podem aguardar mais novidades para breve, não é? Soubemos que você prepara seu primeiro CD, e um show para teatro. O que você já pode nos falar a respeito?

    Aíla - Bem, recentemente, o projeto do meu primeiro CD foi aprovado pela Lei Semear, e agora estou em fase de seleção do repertório, para que comece a gravar já no início do ano que vem. Pretendo ainda neste semestre fazer meu primeiro show solo, uma prévia do CD que virá por aí. Farão parte deste CD músicas como "Vamos" (Felipe Cordeiro - Jorge Andrade) e "À sua maneira" (Felipe Cordeiro), que me concederam o Prêmio de Melhor Intérprete nos dois Festivais que participei e já marcaram minha trajetória musical.  

    Som do Norte - De abril pra cá, você tem cantado com freqüência na noite de Belém. Como você avalia essa experiência?

    Aíla - A noite é uma grande escola para qualquer músico, e pra mim vem sendo um aprendizado diário. Já tive a oportunidade de conhecer grandes artistas da terra e fantásticos compositores, afinal, a música é boêmia - e neste caso, quando falo em boemia, me refiro ao amor pelas noites musicais belenenses. Além de que, desta maneira, as pessoas que admiram meu trabalho podem me assistir constatemente, e eu acabo ganhando muito com tudo isso, tendo contato com o público de diversas áreas da cidade.

    Som do Norte - Pra encerrar, pedimos que deixe um recado aos leitores do blog Som do Norte.

    Aíla - O blog Som do Norte é hoje pra mim a maior referência da música nortista brasileira, é onde posso me atualizar constantemente, conhecendo artistas de outros estados. Tenho certeza que o Som do Norte alcançará fronteiras muitos maiores que a nacional, e fico muito feliz em ver um trabalho sendo feito com tão boa qualidade, através de pesquisas, entrevistas e notícias. Fabio, parabéns pela iniciativa tão fantástica de reunir tantos artistas de qualidade em único espaço!!


    Aíla recebe o Prêmio de Melhor Intérprete
    no 1º Festival de Música Popular Paraense -
    Assembleia Paraense, 6/8/09

    Música do Dia: Rockstar

    A banda Mr. Jungle, que faz parte da seleção de estreia do nosso MySpace, também comparece hoje na nossa Música do Dia. São poucos os grupos no cenário nacional que aliam rock pesado, vocais em português e letras com bom humor - como esta "Rockstar", que conta a história de um sujeito que acredita que tudo irá melhorar depois que ele se tornar um astro da música e que diz que quer "deixar a vida me levar" (aqui pode haver ainda uma referência ao samba de Serginho Meriti imortalizado por Zeca Pagodinho!). A música integra o primeiro CD da banda, Mr.Rock N' Roll, gravado em Boa Vista em 2008. 

    Mr. Jungle é:

    Manoel Vilas Boas (vocal)
    Fabrício Cadela (guitarra)
    Jon Nelson (bateria)
    Artur Guilherme (baixo)


    MR. JUNGLE
    "Rockstar"

    Nós na Rede: Som do Norte no MySpace

    Entrou no ar agora há pouco o nosso MySpace - http://www.myspace.com/blogsomdonorte

    A idéia é ter ali sempre sete músicas inéditas no blog, uma representando cada Estado da região Norte, e renovar esta seleção semanalmente. Mesmo que entrem lá músicas que já estão disponíveis no blog, não haverá repetição de fato - por exemplo, no MySpace você ouve os mp3 de "Ar Mais Puro" (Cabocrioulo, AM) e "Amuleto"(Engenho Novo, TO),  que aqui no blog estão em vídeo. 

    A seleção de estreia traz, além das canções já citadas: 

    • Bela Dona - Lina Graziela (Acre)
    • Subcontrole - Dezoito 21 (Amapá)
    • Carta ao Meu Amigo Gringo - Arthur Espíndola e Juliana Sinimbú (Pará) - ao vivo, inédita em CD (2009)
    • Morenas e Bumbas - Binho (Rondônia)
    • Srta. Burton - Mr. Jungle (Roraima)

    domingo, 16 de agosto de 2009

    Música do Dia: O sangue que corre na tua veia

    Domingo para ouvir o rock com pitadas de reggae da Yesbanana, que mesclou imagens da banda captadas em Mazagão Velho, Curiaú e na área urbana de Macapá com animações para pregar a tolerância racial em seu primeiro clipe, "O sangue que corre na tua veia".

    O lançamento do clipe desta música ainda inédita em CD aconteceu no 1º Festival de Música e Cultura, na Sede dos Servidores Municipais de Macapá, no dia 11 de julho de 2008, antecipando a festa pelo Dia Mundial do Rock (comemorado anualmente a 13 de julho).

    Yesbanana é:

    Judas Sacaca (voz)
    Papa (guitarra)
    Álvaro Gomes (guitarra)
    Alan Gomes (baixo e vocal)
    Valério De Lucca (bateria)
    Amilson 13-13 (teclado)

    sábado, 15 de agosto de 2009

    Na Rede: Festival Chico Pop

    No blog do Festival Chico Pop, entraram no ar hoje duas reportagens sobre os shows que agitaram a Praça da Revolução em Rio Branco no final de semana passado.

    No sábado, dia 8, se apresentaram Kelen Mendes, Caro John (da cidade de Tarauacá), o grupo Roda de Samba, Álamo Kário, Cappuccino Jack, Heloy de Castro e Mapinguari Blues.



    Já no domingo, quem fez a festa foram os grupos Som da Madeira, Dannah & Os Nobres, Grupo Capú, Filomedusa, Camundogs e Los Porongas, em mais uma etapa da turnê de lançamento do DVD.




    Não deixe também de conferir o blog do Festival, que conta tudo sobre o evento, desde que ele começou a ser preparado.

    Na Rede: Ronaldo Franco fala do Festival de Música Popular Paraense

    Num dos primeiros posts do blog (A Música do Norte), eu já havia tido a seguinte intuição sobre Belém - a Cidade das Mangueiras poderia ser chamada também Cidade das Cantoras - que é confirmada por um texto postado hoje por Ronaldo Franco em seu blog.

    O poeta fala especificamente sobre o recente Festival de Música Popular Paraense, apontando que as 5 melhores músicas foram interpretadas por cantoras, e em 3 delas a autoria era também feminina. (Aliás, Ronaldo dá uma informação que não vi nem na edição online do Diário do Pará, o jornal da rede que promoveu o festival. Em 4º lugar, classificou-se "A brisa da música", composta e interpretada por Adriana Cavalcante, e o 5° lugar foi "Concurso Público", de Gisele Monteiro, com Joelma Kláudia.)

    Leia o texto completo no Blog do Poeta Ronaldo Franco (RF)

    Na Rede: 1ª Mostra Rondônia de Música Universitária

    Edna Samáira informa que os universitários de Rondônia que são também compositores terão uma excelente notícia na próxima terça, dia 18. Nesta data, a Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Rondônia (PROCEA/UNIR) lança a 1ª Mostra Rondônia de Música Universitária.

    Poderão se inscrever alunos de qualquer curso de graduação ou pós-graduação, técnicos administrativos e professores das instituições de ensino superior do Estado de Rondônia. A Mostra acontece no dia 23 de outubro, uma sexta-feira, onde o público poderá conhecer as músicas selecionadas pelo júri.

    Leia a matéria completa sobre o lançamento da Mostra no blog Tá pra Parir.

    Música do Dia: Tempo Perdido

    Vamos ouvir neste sábado uma música do Tocantins: "Tempo Perdido", composta por Luiz Teixeira e interpretada por Keila Lipe. A cantora gravou em 2007 um CD apenas com obras deste compositor, produtor cultural e médico - o nome do disco, ao mesmo tempo que lembra endereço de site, também celebra a parceria entre os artistas: keilalipe.com.luizteixeira/br

    O clipe que vamos ver foi um dos quatro que Keila gravou em Paris em 2005, quando realizou dois shows dentro da programação do Ano do Brasil na França.

    sexta-feira, 14 de agosto de 2009

    Ação Pará Faz Cultura: editais não estão completos no site da Secult

    A Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult) lançou em cerimônia ocorrida no Teatro Estação Gasômetro (Belém), na tarde da última quarta, os editais 2009 da Ação Pará Faz Cultura, anunciada como uma nova política de fomento cultural para o Estado do Pará. Na noite da própria quarta, não tendo localizado o texto completo dos editais no site da Secult - www.secult.pa.gov.br, enviei uma mensagem através de sua página "Fale Conosco", perguntando onde eles estariam disponíveis na íntegra. A mensagem foi enviada às 20h29 do dia 12 de agosto e segue sem resposta até o presente momento.

    Uma chamada na capa do site - Governo do Estado apresenta política de editais para 2009  - remete a um resumo dos editais, numa página da área de Notícias do site - www.secult.pa.gov.br/Noticias.asp?idNoticia=612. Não sou eu quem afirma que o que está ali é um resumo, a frase "Leia, abaixo, um resumo de cada um dos editais." está bem visível na página. O que segue é o mesmo texto que foi enviado à imprensa antes do lançamento - e que já podia ser lido, por exemplo, no blog do poeta Ronaldo Franco desde o dia 4 (Aos fazedores de Cultura do Pará). Os textos integrais dos editais não estão publicados, como seria de se esperar, na página de Editais do site - www.secult.pa.gov.br/Editais.asp; o edital mais recente é o de Pautas dos Teatros Públicos do Pará, cujo resultado foi anunciado no final de junho.

    Ao não disponibilizar em seu próprio site o texto integral dos editais, a Secult na prática gera uma sobrecarga desnecessária em seu atendimento telefônico, além de dificultar a inscrição de artistas do interior do Estado, já que os residentes em Belém terão mais facilidade de se deslocar à sede da instituição para obter informações. E convenhamos, o resumo disponível na área de Notícias do site da Secult é extremamente resumido. Não foi divulgada nem mesmo a data limite para inscrição - um dado fundamental em qualquer seleção pública.

    Música do Dia: Lavadeiras

    A música desta sexta vem de Rondônia: Bado canta "Lavadeiras", numa gravação feita especialmente para o volume 10 da caixa de CDs Cartografia Musical Brasileira, produzida pelo Itaú Cultural em 2001, em conjunto com Violões da Amazônia, dentro do programa Rumos Música 2000/2001. O CD 10 era dedicado à produção dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima. Provavelmente foi esta reunião de quase todos os Estados nortistas (Tocantins, por algum motivo, foi incluído no CD 7, junto com Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul) que possibilitou a presença de dois paraenses na gravação desta música - o violonista Salomão Habib e o percussionista Nazaco Gomes, do Trio Manari.

    Posteriormente, este fonograma foi incluído no primeiro CD solo de Bado, Aldeia de Sons, lançado em 2005. No show de lançamento, que aconteceu em Porto Velho em frente à praça Getúlio Vargas, ao lado do bar do Zizi, quem cantou "Lavadeiras" foi Ceiça Farias. O co-autor Binho também tem interpretado esta música em shows como a 6ª Mostra Sesc Rondônia de Música “Rondoniano” (2009).

    Trata-se, portanto, de uma música que já tem uma boa trajetória, principalmente se pensarmos que foi composta por volta de 1995, época em que seus autores participaram do projeto Escola Viva, que levava a música de compositores de Porto Velho às escolas municipais da rede pública, resultando na gravação do CD Amazônia em Canto.

    Essa longevidade não é por acaso: as "Lavadeiras" de que Bado fala existiram de fato. Por volta de 1968, os moradores da região de Porto Velho que abrange as áreas conhecidas hoje como Pedrinhas, Olaria e Rosário utilizavam uma cratera de laterita, onde só havia cascalho, para banho e lavagem de roupa. Bado contou estas e outras histórias em entrevista ao jornalista Silvio Santos (Zekatraca) em 2006: http://www.gentedeopiniao.com.br/ler_noticias.php?codigo=18286

    BADO
    "Lavadeiras"
    (Bado - Binho)

    Ficha técnica:

    Bado: Violão e arranjo
    Salomão Habib: Violão
    Arlei Rodrigues: Flauta
    Nazaco: Percussão

    Agradecemos à leitora Janaína Leity, de Porto Velho (RO).

    quinta-feira, 13 de agosto de 2009

    Nós na Rede: Palco MP3 da Somero

    A banda Somero nos retribuiu a indicação de "Papel Machê" como Música do Dia na segunda, 10. No mesmo dia, o vocalista Vinicius Tocantins iniciou seu post no blog da banda no Palco MP3 comentando o fato - Encontrei hj um blog indicando a Somero como "Música do Dia"... achei super legal e gostaria de compartilhar isso - e em seguida convidando seus fãs a nos visitar.

    Confira: palcomp3.cifraclub.terra.com.br/somero/mp3-papel-mache

    Walter Bandeira pode virar comenda

    A deputada Tetê Santos apresentou à Assembleia Legislativa paraense na terça, 11 de agosto, projeto visando criar a comenda "Walter Bandeira", para homenagear atores e cantores que se destaquem na divulgação do Pará através de sua arte. Os artistas serão indicados pelas bancadas com assento no parlamento estadual. Se aprovada, a honraria passará a ser entregue anualmente no dia 2 de junho, data do falecimento de Walter.

    Música do Dia: Minha Terra

    A Música do Dia desta quinta é Do Baú. Homenageamos aquele que é, sem dúvidas, um dos maiores nomes da música paraense: Waldemar Henrique da Costa Pereira (1905-1995). Ouviremos "Minha Terra", seu primeiro grande sucesso, uma canção para voz e piano que compôs aos 18 anos, em 1923, depois de estudar solfejo e piano em Belém com Nicota de Andrade, e bem antes de seu ingresso no Conservatório Carlos Gomes, o que só aconteceu em 1929. Mas sua vocação desagradava seu pai (que certa feita chegou a convencer Waldemar a parar com as atividades musicais para trabalhar num banco) e só deslanchou quando de sua mudança para o Rio de Janeiro, em 1933. A partir de então, sua obra passou a ser mais conhecida no país, devido a gravações de cantores como Gastão Formenti e Jorge Fernandes - este se tornou seu maior intérprete e foi o primeiro a levar "Minha Terra" ao disco, em 1935 (regravando-a em 1956, num LP que dedicou integralmente à obra do autor paraense).

    O sucesso nacional desta canção, porém, aconteceu apenas a partir da segunda gravação (a que publicamos aqui), feita em 1946 por Francisco Alves - o chamado Rei da Voz era na época o cantor brasileiro de maior sucesso. Dali em diante, "Minha Terra" entrou no repertório de vários intérpretes - isso numa época em que as regravações eram raras. Levaram a canção ao disco: Gilberto Milfont (ainda em 1946), os Vocalistas Tropicais (1949), Inezita Barroso (1955) e, já nos anos 1960, Peter Kreuber, no único disco que se sabe ter sido lançado por este obscuro intérprete - e no qual "Minha Terra" foi gravada como samba. Na fase do 78rpm houve ainda, na década de 1950, um registro instrumental pelo solista de cítara Heitor Avena de Castro que a gravou como toada-canção.

    A obra de Waldemar Henrique sempre se situou na fronteira entre o popular e o erudito, o que "Minha Terra" demonstra à perfeição. Na área popular, esta música foi a escolhida pela cantora Andréa Pinheiro para encerrar seu show Fiz da Vida uma Canção (2000) e também se constituiu na última faixa de seu CD de estréia, com o mesmo título, gravado no ano seguinte - ambos os projetos, show e CD, eram inteiramente dedicados à obra de Waldemar. Já na esfera erudita, o maestro Mateus Araújo incluiu no primeiro concerto que realizou à frente da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, em 2005, a "Fantasia para piano, Tenor, Coro e Orquestra", que o músico russo Serguei Firsanov escreveu a partir de dois temas de Waldemar - além de "Minha Terra", "Coco-Peneruê". Firsanov é integrante da OSTP e radicado no Pará desde 1991.

    FRANCISCO ALVES

    "Minha Terra"
    (Waldemar Henrique)



    Ficha técnica:

    Lírio Panicalli - piano
    Eduardo Patané - violino

    Disco Odeon 12.680-B (matriz: 7980)
    Data da gravação: 8/1/1946
    Lançamento: abril de 1946

    quarta-feira, 12 de agosto de 2009

    De Olho: Leila Pinheiro no Ensaio

    O programa Ensaio, produzido por Fernando Faro e exibido nacionalmente pela TV Cultura de São Paulo, teve como convidados esta semana a cantora Leila Pinheiro e o compositor Eduardo Gudin.

    O repertório do programa exibido na noite de hoje teve por base o do CD Pra Iluminar, todo com músicas de Gudin, gravado ao vivo pela dupla e lançado este ano pelo selo de Leila, Tacacá Music. 

    Leila tocou piano em quatro músicas: o choro de abertura, "Elegância Antiga", que Gudin compôs após a gravação do CD, e que tem sido incluído nos shows mais recentes, "Sempre Se Pode Sonhar" (parceria de Gudin com um sambista de raros parceiros, Paulinho da Viola), "Velho Ateu" (Gudin - R. Riberti), "Maior é Deus" (de Gudin com Paulo César Pinheiro) e "Paulista" (Gudin - José Carlos Costa Netto) - na qual, aliás, deixou claro que foi surpreendida pelo parceiro, pois não estava combinado ela tocar nesta... Mas tudo dentro do clima informal de camaradagem que caracterizou o programa todo.

    A descontração atingiu o grau máximo quando, ao cantar o samba "Maior é Deus", Leila trocou uma palavra no verso 'Deus quem me deu', que ficou 'Deus foi quem me Deus'; O erro foi "incorporado" à interpretação: em todas as repetições da estrofe, Leila trocou o verso propositalmente, de modo que os dois acabaram de cantar esta música rindo muito...

    Com passagens assim, o Ensaio de hoje conseguiu transmitir ao público o que tem sido a amizade e parceria entre autor e intérprete que se conheceram há 24 anos, quando César Camargo Mariano convidou Leila a defender "Verde", de Gudin e Costa Netto, no Festival dos Festivais (TV Globo). Leila inscrevera uma música de sua autoria que não se classificou, e Mariano quis saber se ela topava ser intérprete de outra concorrente no certame. Ela topou, porém ficou dois meses ansiosa à espera da canção, temendo ter sido esquecida - até que recebeu a fita cassete com "Verde" e se apaixonou de cara pela música, que lhe deu o prêmio de Revelação do festival, além de ter obtido o 3º lugar. (Gudin justificou a demora porque temia que Leila, a quem só ouvira intepretando canções, não se saísse bem num samba)

    Sobre Belém, Leila comentou ser uma cidade de musicalidade nata, um lugar onde as pessoas têm tempo para estudar música, o que resulta numa rica produção musical, capaz de gerar artistas como Jane Duboc e Lucinha Bastos. Lamentou a perda de Walter Bandeira, e destacou como talentos paraenses os nomes de Paulo André Barata, Rui Barata, Almirzinho Gabriel, Vital Lima, Nilson Chaves e o falecido Edyr Proença (de quem recordou ter gravado "Bom Dia Belém"). Defendeu também uma valorização maior do tecnobrega e da banda Calypso.

    Para depois do final da turnê de Pra Iluminar, Leila comentou que pretende fazer um show intitulado Se Fosse Só Sentir Saudade, apenas com músicas de Renato Russo, seu parceiro em uma canção ("Hoje"). O CD só deverá ser gravado após o repertório ser firmado no palco, adiantou. 

    Música do Dia: Samba Chorado

    A música de hoje é uma composição de um amazonense que mora nos Estados Unidos desde 1966. Gaudencio Thiago de Mello, além de autor, também foi o percussionista da gravação que contou ainda com o clarinetista carioca Wilfried Berk, radicado na Alemanha, e o violonista gaúcho Daniel Wolff. Daniel assim escreveu sobre esta faixa do CD Coisas da Vida (Karmim), gravado em Porto Alegre, setembro-outubro de 2005 (violão e clarineta) e Nova Iorque, dezembro de 2005 (percussão):

    Três vezes indicado para o Prêmio Grammy, o compositor, arranjador e multi-instrumentista amazonense Gaudencio Thiago de Mello é descendente dos índios Maués. Após estudos de Arquitetura e uma carreira de sucesso como técnico de futebol, Thiago transferiu-se para Nova Iorque, onde reside até hoje. Mescla dos ritmos de samba e do choro, "Samba Chorado" foi composto nos anos 80 e dedicado a Romero Lumambo, violonista da banda do compositor, Amazon. 


    GAUDENCIO THIAGO DE MELLO

    "Samba Chorado"
    (Gaudencio Thiago de Mello)



    Ficha técnica:

    Wilfried Berk - clarineta
    Daniel Wolff - violão e arranjo
    Gaudencio Thiago de Mello - percussão

    terça-feira, 11 de agosto de 2009

    Na Rede: Juliana Sinimbú

    A cantora paraense Juliana Sinimbú (abaixo, em foto de Renato Reis) colocou no ar seu blog [ se tudo pode acontecer ].

    O primeiro post reforça o convite que já fizemos aqui, para o show de lançamento do CD Banquete, de Felipe Cordeiro, dia 22, no Teatro Margarida Schivasappa (Belém).

    Música do Dia: Quando o Índio Dança

    A música para hoje é "Quando o Índio Dança", uma das faixas de Borboletas, o segundo CD do grupo acreano Mapinguari Blues.

    A formação atual do Mapinguari Blues é:

    Voz: Neemias Maciel
    Voz, violão e gaita: Ronnie Lopes
    Guitarra: Charles Sampaio
    Baixo: Arthur Miúda
    Bateria:Paulinho Nobre


    MAPINGUARI BLUES
    "Quando o Índio Dança"

    Agradecimento: Rádio e TV Aldeia - Sistema Público de Comunicação (Acre)

    segunda-feira, 10 de agosto de 2009

    Na Rede: Ney Messias fala do Se Rasgum

    O jornalista Ney Messias Jr. postou em seu atual blog*, o Metanoia, uma reportagem em vídeo sobre a última seletiva para o festival Se Rasgum, que agitará a capital paraense no mês de novembro. Veja na janela abaixo.


    Na locução, Ney troca alguns nomes de bandas, o que está corrigido nos comentários ao post original no blog Metanoia - leia clicando aqui

    *Por que atual blog? Porque Ney já anunciou que vem novo blog seu por aí. Chamará Bongá da Cultura, o mesmo nome de seu programa na Rádio CBN/Liberal. O layout do novo blog está sendo criado pela equipe da EquilibriumWeb junto com a diretora de arte Anna Leal. Veja uma prévia do visual do Bongá clicando aqui.

    Na Rede: Sambistas paraenses na Mangueira

    A edição online de O Liberal de hoje destaca a presença dos compositores paraenses Bosco Guimarães e Neno Freitas entre os finalistas do Festival de Samba Enredo da Estação Primeira de Mangueira.

    Coerente com o tema que a mais tradicional escola de samba do Rio de Janeiro vai levar à Sapucaí em 2010 - "Mangueira é a Música do Brasil" - o presidente Ivo Meirelles pretende revelar sambistas do Brasil todo. 

    O trecho da matéria disponibilizado pelo Portal ORM pode ser lido clicando no título abaixo:

    Compositores paraenses podem emplacar o samba da Mangueira para 2010

    Música do Dia: Papel Machê

    Começamos a semana ouvindo "Papel Machê", da banda Somero, de Roraima. A música faz parte do primeiro EP da banda, gravado no Estúdio Parixara no começo de 2008 e lançado no final de outubro do ano passado durante o I Yamix - Mostra Acadêmica de Expressões Artísticas do Meio Universitário de Roraima.

    Somero é:

    Vinicius Tocantins (guitarra e voz)
    Regis Calixto (guitarra)
    Cleber Medeiros (bateria)
    Paulo Henrique (baixo)


    SOMERO
    "Papel Machê"
    (Paulo Henrique)